Comentários
Unknown Unknown Author
Title: [REVIEW] GLEE | S05E03 - THE QUARTERBACK
Author: Unknown
Rating 5 of 5 Des:
Sim, bem vindo a review que se você espremer deixará para trás pelos menos uns dois baldes de lágrimas!! O episódio “The Quarterbac...


Sim, bem vindo a review que se você espremer deixará para trás pelos menos uns dois baldes de lágrimas!! O episódio “The Quarterback” foi um divisor de águas para a série de comédia mais dramática de todos os tempos, Glee!! O belo e triste tributo para o protagonista Cory Monteith tirou não só lágrimas dos fãs, mas também fez com que a audiência, que vinha caindo significantemente, disparasse e levasse Glee de novo ao topo.

Como medir a vida de um homem?! Por seus erros, tropeços, ou pelo amor que conseguiu espalhar enquanto viveu?! Foi exatamente assim que “The Quarterback” começou, com uma das performances mais lindas e emocionantes de toda a história de Glee, "Seasons of Love", cantada de forma emocional e doce, mas ao mesmo tempo triste por boa parte do elenco (Quinn você fez muita falta!!!), que se emocionou a cada estrofe. Aliás, foi um episódio todo cercado de emoção, fossem nas falas e nas lembranças de cada amigo, fosse na delicadeza das músicas escolhidas para falar do personagem-ator (confesso que chorei litros com Santana em “If I Die Young” e com Rachel em “Make You Fell My Love”). 


Mas definitivamente insuportável foi ver-sentir a dor da família de Finn, mais especificamente o sofrimento de Carole, ao constatar que uma mãe, mesmo que perca seu filho, nunca deixará de ser mãe, nunca esquecerá aquele que foi a razão de sua vida. Ver a mãe, o padrasto e o meio-irmão de Finn separar cada um de seus pertences foi definitivamente se despedir do nosso quarterback favorito. É nessa cena que se dá início a agitação por conta de quem ficaria com a jaqueta mais amada do time de futebol americano, jaqueta que deu significado ao quanto é importante ter um pedacinho daqueles que amamos e que partiram sem termos a chance de dizer adeus.

“The Quarterback” trouxe-nos não só a chance de fazer o luto pelo personagem-ídolo, mas principalmente de dividirmos com todo o elenco a dor da perda, fosse em todas as crises de Puck, fosse no choro sofrido e cortante de Santana...Santana, a bitch fez o que todo gleek sentiu vontade de fazer quando Sue Sylvester mais uma vez quis ironizar a história de nosso bonecão do posto. Senti-me vingada vendo a latina dando um “sacode” na treinadora, que no fim confessou o quanto se sentia vazia e triste por não ter tido tempo de dizer o quanto gostava e admirava nosso menino gigante.

E o que dizer de Mr. Schue nesse duro episódio?! “The Quarterback” trouxe-nos um professor alicerce, que acima de tudo buscou na música uma forma de fazer com que seus amados alunos pudessem colocar para fora sentimentos, especialmente a dor da perda. Fosse com os alunos e ex-alunos durante as performances, fosse com Rachel no diálogo mais triste do episódio, Mr. Schue mostrou-se um grande líder, acima de tudo um grande mestre. 


Mas quem é alicerce todo o tempo sem deixar que sua própria dor possa ter vazão ?! Agarrado à jaqueta do quarterback, aluno e amigo, Mr Shue chorou uma dor que era a nossa dor, lágrimas que tenho certeza que eram as nossas lágrimas, e que encerraram um ciclo de Glee, dos Gleeks, e de todos aqueles que um dia tiveram o prazer de ver aquele grandão desengonçado em cena...vai em paz Cory!! 


Reações:

Sobre o Autor

Postar um comentário Blogger

 
Top