Comentários
Aleh Aleh Author
Title: [REVIEW] Dracula S01E04 - From Darkness to Light
Author: Aleh
Rating 5 of 5 Des:
Esse episódio surpreendeu em muitos aspectos. Primeiro, o episódio começou dando motivos para desistir, mas bem no ultimo segundo possível,...
Esse episódio surpreendeu em muitos aspectos. Primeiro, o episódio começou dando motivos para desistir, mas bem no ultimo segundo possível, a série te convence a querer continuar assistindo e esperar pelo próximo.
Temos uma cena inicial bastante confusa, talvez pelo fato de ter sido totalmente escura, e logo nela, já está o primeiro motivo de desistir. Mas mais tarde, você compreende o porque da cena (algo que está se tornando um ponto negativo da série). Um dos pontos positivos desse episódio é o desenvolvimento da Lucy como humana, e não simplesmente um objeto, embora ainda tenha sérias falhas, que espero que sejam corrigidas nos próximos episódios.Veja bem, no último episódio temos uma revelação sobre os sentimentos dela, e agora temos uma Lucy que começa a apresentar suas primeiras rachaduras em sua personalidade, mas ainda assim, se esforça em manter a imagem. E a tonta da Mina nem percebe o que está acontecendo, mesmo depois da Lucy ter dado todas as pistas possível. De qualquer forma, o que eu quero é que Lucy revele (ou caia a ficha na Mina) seus sentimentos, para ver a reação de Mina e ver como a série irá lidar com isso. E apenas um comentário: já existe gente shippando Lucy e Mina (e nem preciso dizer que estou no meio).E sim, Lucy, as vezes é como falar com homem. Mina talvez demore a sair desse mundinho de "Vou me afundar no trabalho só para não ter que pensar no planejamento do casamento". E Jonathan parece que também vai pelo mesmo caminho. E enquanto isso, temos uma Mina definitivamente entediada no trabalho, e que resolve explorar o ambiente de trabalho de Van Helsing. E pelo amor de deus, até eu escondo melhor essa chave que Van Helsing! Ao menos, ainda não foi revelado o que Mina irá fazer com suas descobertas.
Sobre a imagem acima, ofereço apenas um gif que resume perfeitamente minha reação:
E tenha dó né roteiristas, não existe cena mais clichê que essa no mundo do cinema e das séries. 
E também temos o momento de diversão que, supostamente, somente Lady Jane apreciaria: luta na lama. E eu aqui pensando que seria algo como teatro ou ópera. Qualquer coisa menos uma cena sexy de luta na lama. Nem preciso dizer que essa cena foi desnecessária, principalmente quando é intercalada com uma cena de sexo entre Dracula e Jane.
E pelo visto, Van Helsing falava sério sobre o tal serum que permitiria Dracula andar no sol, como um humano anda. Pena que é um pouco mais complicado que simplesmente furar Dracula: ele precisa dar um jeito de bater o coração, para que possa funcionar por mais tempo e em todo o corpo. Parece simples para um vampiro que viveu não sei quantos séculos sem sentir batimentos cardíacos, só que não. Agora seria um momento ideal de mostrar as suspeitas de alguém em relação à Dracula nunca ser visto durante o dia. Está certo que o dia tende a durar pouco na Inglaterra, mas ainda assim, eu já acharia bastante estranho só ver alguém durante noite. 

Tem diversos outros acontecimentos no decorrer do episódio que a primeira vista parecem não serem necessários, ou até mesmo, parecem ser apenas desperdício de tempo, mas vale levar em consideração que a série está trabalhando como se fossem peças de lego encaixando-se uma na outra. Então, talvez em um futuro próximo a importância dessas cenas serão definidas. De qualquer forma, o motivo que te convence a esperar pelo próximo episódio é o cliffhanger do final: o sequestro do Renfield.
Reações:

Sobre o Autor

Postar um comentário Blogger

 
Top