Comentários
Raphael Gomes Raphael Gomes Author
Title: [C. NERD] 10 MOTIVOS PARA LER ERAGON
Author: Raphael Gomes
Rating 5 of 5 Des:
Se jogarmos dragões, personagens estereotipados, era medieval, criaturas fantásticas e mágica em um caldeirão, a mistura resultante seria E...
Se jogarmos dragões, personagens estereotipados, era medieval, criaturas fantásticas e mágica em um caldeirão, a mistura resultante seria Eragon.


Primeira parte da Inheritance Cycle (ou Ciclo da Herança), o livro conta a história de Eragon, um pobre garoto que mora na fazenda com seu tio e primo, que por acidente, ou sorte, ou destino, encontra um ovo de dragão em suas andanças pela floresta. A partir disso, Eragon se vê no meio de uma batalha muito antiga entre o Rei, que os governa com crueldade, e o Varden, um grupo de rebeldes que tenta destronar o rei.

Mas vamos lá aos motivos:

10. Escrito por um garoto de 19 anos

Quando Christopher Paolini começou a escrever a saga, ele tinha somente 15 anos, quando o livro chegou a ser publicado ele já possuía 19. Mesmo com a pouca idade, ele escreveu uma história sólida, com elementos que ele gostava de ler quando garoto. Talvez dai venha a falta de ousadia da história, os personagens estereótipados, as crises de consciência do protagonista, enfim...

Os personagens e a história podem não ser complexos como em "Game of Thrones" e outros livros de fantasia, mas são bem interessantes, e é de se admirar que um garoto de 19 anos tenha conseguindo escrever uma história assim.

9. Livro Épico
Como é bom ler sobre Reis, Cavaleiros, lutas de espadas, viagens a cavalo. Adoro esse tipo de livro, e se você é fã, gostará bastante de Eragon. Paolini conseguiu expor muito bem essa parte do livro, embora boa parte dele seja somente viagens a cavalo.

8. Criaturas Mágicas
Elfos, anões, Werecats e Shades são criaturas que se aparecem bastante no decorrer da história. A maioria não é original, mas são bem exploradas, o autor não decepciona nas descrições das habilidades dessas criaturas, nem estragam elas, como alguns autores atuais. (sim, foi pra Meyer essa)

7. Mágica
Poderia parecer ridículo o Cavaleiro do Dragão usar mágica, mas acabou sendo o contrário. Acho que um dos grandes trunfos do livro é o uso de palavras de poder pelo Eragon. Claro que acho que ele abusou um pouco desse elemento e colocou o treinamento dele em segundo plano, mas mesmo assim é ótimo imaginar ele usando a Língua Antiga.

6. Não tem romance meloso
Sim, esse pode ser um dos trunfos do livro também. Vejo que muitas sagas se perdem por querer colocar o protagonista em um romance quase impossível com alguém. Não em Eragon, não nesse livro pelo menos. A falta de romance deixou vermos mais o treinamento dele, e as escolhas sobre seu destino. Parabéns. Torcendo pra que continue assim a saga.

5. Vingança
A aventura de Eragon começa realmente motivada por esse sentimento. Após servos do rei atacarem seus parentes, Eragon decide enfrentá-los e finalmente agir na vida. Particularmente adoro personagens inflados pela raiva. Eles são mais focados e com menos escrúpulos. Faltou o Eragon perder um pouco dos escrúpulos dele, mas só de ver o sentimento de raiva crescendo nele foi bom.

4. Angela
Angela é um dos personagens mais interessantes do livro, senão o mais. Dona de um herbário, feiticeira, ler o futuro das pessoas, tem como mascote um werecat, parece ser louca, entre outras coisas. Adorei ela já na primeira vez que apareceu, e espero sinceramente que seja utilizada bem mais durante os outros livros. #CampanhaUmaTrilogiaParaAngela

3. Murtagh e Brom
Tenho que confessar que sofro do mal de não gostar de protagonistas bondosos, e Eragon sofre desse mal. Mesmo levado pelo sentimento de vingança, ele quer sempre o bem de quem está perto, e isso me irritou em vários momentos. Brom, o contador de histórias, e Murtagh, que aparece bem depois no livro, viajam com Eragon no começo dessa aventura. Brom como mentor, Murtagh como companheiro de lutas. Os dois são bem misteriosos, talvez o motivo da fascinação por eles seja essa. Se não fosse por eles também, nosso cavaleiro de dragões já tinha morrido a tempos, ou já teríamos desistido da leitura.

2. Zoar o filme


Há adaptações de livros que ficam razoáveis, há adaptações de livros que ficam ruins e há Eragon.
Eu nunca assisti uma adaptação tão ruim quanto a desse livro, sério. Eu quase não li por esse motivo, o filme ser um total fracasso. E a cada página eu me surpreendia com um livro interessante e me perguntava como conseguiram estragar totalmente o filme. Na boa, roteiristas zoaram esse filme de propósito, só pode.

1. Dragões


Há criaturas mais queridas que essas? Todos gostariam de ter um, pena que só dá para apreciá-los em páginas de livros ou filmes. Saphira é um dragão que fala com o dono, é inteligente, tem espirito antigo, as vezes fresca, mas possui personalidade forte. Protege Eragon com unhas e dentes (bem mais que ele protege ela) e é uma ótima companheira. De longe mais interessante que o protagonista. Dragões sempre fazem a diferença. (Daenerys Targaryen aprova isso.)



Autor: Christopher Paolini
Genêro: Fantasia
Editora: Editora Rocco
Lançamento: 2003
Páginas: 465






Próximo livro promete muitas lutas de dragões, correndo para ler os próximos.

Reações:

Sobre o Autor

 
Top