Comentários
Lilian Zin Lilian Zin Author
Title: [REVIEW] CROSSING LINES - S01E01: PILOT: PART ONE
Author: Lilian Zin
Rating 5 of 5 Des:
“Like all good stories, this one starts with a beautiful woman.” – Carl Hickman Antes de mais nada, tenho que agradecer ao Edward Alle...
“Like all good stories, this one starts with a beautiful woman.” – Carl Hickman

Antes de mais nada, tenho que agradecer ao Edward Allen Bernero por ter criado outra série incrível. Agora sim, podemos começar.

Crossing Lines veio com a proposta de unir oficiais de toda a Europa para resolverem crimes em comum em dois ou mais países. O caso do episódio piloto ocorreu na Irlanda, na Inglaterra, na Itália e, por último, na França. Bastou esse último para que o Major Louis Daniel fosse até Amsterdam atrás de seu colega Carl Hickman, ex-detetive da Polícia de Nova York, para que se unisse à equipe. Após relutar um pouco e ter que aguentar alguns desaforos vindos de Tommy, Hickman aceitou ficar. 

Ao longo do episódio é possível conhecer um pouco de como é cada personagem. Claro que os detalhes são revelados em episódios futuros, mas como base, é excelente. Hickman tem um sério problema na mão direita (como mostrado no início do episódio), devido a um “acidente” de trabalho. Mas tem habilidades de dedução muito boas, o que o torna uma peça essencial na “Liga da Justiça Europeia”. 


Os efeitos especiais da série são mostrados com mais intensidade a partir do segundo episódio, mas já é revelada a fonte de onde toda a tecnologia necessária para encontrar evidências e outras coisas virão: do ScanGen de Sebastian. Ele o leva para o Parque Saint-Cloud, em Paris, para procurar evidências que os policiais deixaram para trás. Além de encontrarem respingos de sangue em algumas folhas e pegadas, Hickman, Anne-Marie e Sebastian encontram um sapato. Após uma “análise feminina” do sapato, Sienna afirma que é customizado e que a marca não fabricava um daqueles há anos. Só restava investigar a loja atrás do comprador, para fazer a identificação da vítima. Quem vai para a loja é Anne-Marie e Hickman.

Como mencionado acima, Hickman tem um problema na mão direita, o que faz com que ele tome morfina ao sentir dor. Quando chegam à loja, ele pede um minuto à Anne-Marie, que vai na frente e o deixa no carro. Me dá uma pena e uma vontade imensa de chorar quando Hickman percebe que Anne-Marie é sequestrada. Ele acaba assumindo a culpa, uma vez que, se tivesse ido com ela, talvez nada disso teria acontecido. 

Apesar de o episódio piloto ter sido dividido em duas partes e liberado em um especial de duas horas, prefiro fazer a review de um de cada vez, para não ficar uma tese de doutorado gigantesca. Outra coisa que pretendo fazer é dar um destaque para as brilhantes frases ditas por Tommy McConnel, o irlandês com os olhos de uma cor admirável. 

“Eu estou dizendo que o cheiro está me incomodando, e você manda eu cheirar mais?“

Reações:

Sobre o Autor

 
Top