Comentários
Lilian Zin Lilian Zin Author
Title: [REVIEW] CROSSING LINES - S01E03: THE TERMINATOR
Author: Lilian Zin
Rating 5 of 5 Des:
"Tonight a woman won't be butchered in a park because Sienna stopped him. Because we all stopped him." - Major Louis Danie...

"Tonight a woman won't be butchered in a park because Sienna stopped him. Because we all stopped him." - Major Louis Daniel


O episódio começa com o enterro de Sienna e, com isso, somos levados ao passado de Louis, que teve de enterrar seu único filho, Etienne, vítima de um ataque à sua casa. Aplausos de pé para o discurso que Tommy fez para a mãe de Sienna, falando que, se fosse em outra família, os pais estariam orgulhosos dela, mas, que naquela família, Sienna não se sentia boa o suficiente. Sinceramente, Tommy McConnel é meu herói.

Como “caso da semana”, uma mulher enganava homens ricos, envenenando-os, enquanto seus parceiros roubavam obras de artes caríssimas e originais. Um caso semelhante ocorreu em Florença, o que fez com que a equipe, que havia acabado de aceitar deixar as antigas unidades para ficar ali, começa a investigar. Sebastian e Hickman vão até o apartamento da última vítima, enquanto Eva e Tommy vão até o hospital conversar com a única testemunha do primeiro crime. Louis deixa Anne-Marie na sede, cuidando de tudo.

Apesar de todo o sofrimento do episódio anterior, Anne-Marie queria ir para campo, mas Louis não deixava. Outro momento para se aplaudir de pé é quando ela fala que não é a secretária de Louis. Ainda que desmaiando e tendo que ser levada às pressas ao hospital, foi um momento incrível.


Mesmo tentando dar destaque para todos os personagens no piloto, alguns ficaram bem ofuscados, como Eva e Sebastian. Somente nesse episódio é que uma das habilidades de Eva é mostrada: se infiltrar. É válido lembrar que ela é uma mulher forte, mas se mostra sensível e disposta a cuidar de todos os membros da equipe.

Uma nova pista sobre a morte do filho de Louis é revelada: Dimitrov, o russo, foi quem organizou todos os crimes do episódio. Apesar de estar querendo correr para a Rússia e acabar com ele, Louis foi avisado por Dorn, desde cedo, que ele não iria usar a equipe para vingança. Marc Lavoine dominou com maestria a cena final do episódio, em que Louis entra pela primeira vez no quarto de Etienne após o ocorrido e cai no choro, sendo amparado por sua esposa, Rebecca.  Impossível não se emocionar junto.

Momento Tommy McConnel
http://oi57.tinypic.com/40wbd.jpg
"Ele tem uma 9mm e é péssimo no basquete."
Reações:

Sobre o Autor

 
Top