Comentários
Débora Nunes • Débora Nunes • Author
Title: [REVIEW] MMFD - S02E05: INAPPROPRIATE ADULT
Author: Débora Nunes •
Rating 5 of 5 Des:
Que episódio intenso! Precisei de um tempo pra assimilar tudo e não sei ao certo se consegui, também não sei qual palavra certa pra des...

Que episódio intenso! Precisei de um tempo pra assimilar tudo e não sei ao certo se consegui, também não sei qual palavra certa pra descrevê-lo. Muitas coisas aconteceram de uma vez só e não foi algo bom, foi interessante o modo como foi apresentado tudo, quando observamos a veracidade dos plots; mas definitivamente o mundo colorido se quebrou nesse episódio.

Aparentemente o mundo acontecia e nada demais podia abalá-lo, só que essa previsão estava completamente errada. Os problemas começam a aparecer para Rae quando Karim conta para sua mãe que a viu fumando maconha e ela a coloca de castigo. Rae anda se sentindo perdida, como se ninguém acreditasse que ela pode se comportar como adulta, que é tudo o que quer. Então para relaxar, ela vai andar de bicicleta e adorei essa parte, sobre as pequenas coisas da vida serem especiais, a música me lembrou o filme "Matilda" adorei, até a correia quebrar e descobrimos que nem sempre tentar deixar pra lá resolverá.

Vemos Rae mudando seu comportamento habitual para provar pros outros que é adulta, pra provar pra ela mesma que faz coisas adultas, mas o que vemos é alguém implorando por atenção e sendo completamente imbecil, infelizmente. Ela não suporta ver Finn com outra, e o fato da nova namorada de Finn ser mais velha, só aumenta a paranóia de Rae, que chega a querer ter um relacionamento casual com Liam, que convenhamos foi um completo babaca nesse episódio, deu até nojo. Não sei se minha visão sobre ele vai mudar depois do que ele fez com Rae, provavelmente, porque deve estar deixando a máscara cair, mas ela convenhamos foi tonta ao extremo.


A parte da festa, quando Rae evita um estupro foi bem pesada, o que Saul diz é completamente intragável, mas infelizmente expressa muitos casos reais por aí. Rae até enxerga a maluquice de tudo aquilo, mas quando tenta procurar Kester vê que a vida continuou e aparentemente sem ela. Achei muito triste ele expulsá-la, dá pra entender de certa forma, mas esse fato fez com que ela escolhesse o rumo errado.

Esse episódio foi um soco no estômago e na cara, foi completamente interessante por mostrar a angústia e os problemas reais que envolvem um adolescente quando quer ter seu espaço no mundo, e não acontece só com adolescentes, na verdade todo mundo busca encontrar um caminho feliz pra vida. O problema é que Rae não consegue conviver com Finn estando com outra e se envolve com pessoas inapropriadas, que isso sirva de lição.

Definitivamente encher a cara de bebida e drogas não irá resolver nenhum problema, pelo contrário trará mais problema. A verdade avassaladora do episódio é esmagadora em todos os sentidos, sei que já disse isso, mas não sei ainda como expressar, é um episódio de utilidade pública e ao mesmo tempo tão angustiante que merece ser esquecido. E será que é esse o problema? Quando algo passa do complicado, é mais fácil fingir que não existe?


Paralelo a isso, Rae descobre informações sobre seu pai e vai encontrá-lo pessoalmente, finalmente alguma atitude realmente adulta. No fim, eles acabam se entendendo, ele a ensina a dirigir, dá uma vitrola pra ela, uma relação quase normal. Mas não sei se ele é confiável, pode vir alguma encrenca pesada dai. Enquanto isso, Rae piora cada vez mais a relação com a mãe, que está grávida e apesar de às vezes ser completamente irritante, só está sendo uma mãe.


Quando você acha que não tem como piorar os desastres, aí você vê Izzy traindo Chopp, sinceramente inesperado por completo!

Archie atacando Chopp achei demais, passou da hora, Chopp foi realmente covarde, mas assim como os outros está completamente confuso. Agora até o casal perfeito se desmanchou, não existe mais gangue, só Archie e Rae ainda estão unidos de alguma forma, Chloe acabou ofendendo Rae e muita coisa mesmo aconteceu.

Sem mencionar o fato de que Rae deu um fora no Finn e quando viu que errou, ele já tinha se mudado para outra cidade. Fiquei de cara, Rae foi muito estúpida. Ela conseguiu ser atroz o tempo inteiro, mas acredito que acabou se sujeitando com o Liam, porque acreditou que merecia, aceitou por achar que não merecia nada melhor do que aquilo. Quem esperaria tudo isso?

Vemos todos os mundos ruindo, todos da gangue, até a mãe de Rae e Kester. Rae foi humana em todos os aspectos, errou feio demais, mas tá completamente evidente o desespero dela, talvez por não sentir nada e descobrir que pode ser tarde, já que todos os nossos atos tem consequência. Ainda não sei como definir esse episódio, foi mais do que intenso, e é surreal perceber que o mundo de alguém pode ser exatamente desse jeito. 

Dias melhores pra todos nós.
Reações:

Sobre o Autor

 
Top