Comentários
Rafa Rodrigo Rafa Rodrigo Author
Title: [REVIEW] MOM – S1E18: SONOGRAMS AND TUBE TOPS
Author: Rafa Rodrigo
Rating 5 of 5 Des:
“A gravidez não está real o suficiente para você? Você está peidando como um lenhador!” Bonnie Plunkett. E é com esta frase sincera...

“A gravidez não está real o suficiente para você? Você está peidando como um lenhador!” Bonnie Plunkett.

E é com esta frase sincera e completamente realista da nossa life coach certificada que abrimos a review do episodio de Mom da semana, que trouxe além das boas risadas, momentos introspectivos, o que até então se resumia ao episodio dedicado a Marjorie, seu câncer e o filho que nunca mais voltamos a ver. 

Desde o início fica muito claro que o episódio será focado em Violet e o parto do seu filho que está chegando assim com o season finale (ou series finale) da série. Ela estava bem apagadinha desde que a série voltou este ano, mas o bacana de um episodio focado em sua personagem é que de quebra temos certeza que Luke também apareceria, mesmo que para aparecer somente para dizer aquelas falas sem nexo e estranhas, mas que combina tanto com a série.


Quanto a decisão da adoção do bebê, não tenho como não citar esta questão, fiz assim como a plateia/gravação soou durante o episodio, um sonoro Aaaaaaah! Pois não esperava por essa, mas a forma que foi conduzida esta premissa com direito a um flashforward épico foi digna de aplausos com este momento muito bem montado, com direito de conversas entre as Moms da série que apenas nos desperta o sentimento antecipado de perda, caso seja cancelada sentiremos saudades, pois dentre as comédias decentes que estão no ar, são poucas que jogam com estes sentimentos de uma vez só e mesmo que não seja em todos os episódios, a série se mantem consistente e firme, além de criativa e engraçada, o que mais poderíamos esperar de uma comédia estreante? Além de uma boa audiência, claro...

Além de tudo isso, destaca-se no episódio o planejamento do chá de bebê de Violet, onde Christy começa a correr atrás das coisas e gera um ótimo diálogo com chef Rudy que, diga-se de passagem, não surpreendeu ninguém com a sua pseudo bissexualidade de interesses, até por que, quem não se lembra que ele deu uns pegas no seu assistente mudinho?



Encerro esta review com a frase que fechou o episódio com chave de ouro dita por Violet, como sempre, inconformada com a reação dos sogros: “Eu não quero que meus filhos sejam criados por religiosos fanáticos, quero que seja criado por homossexuais!” só faltou o beijinho no ombro pra lacrar de vez com as inimigas.

Reações:

Sobre o Autor

 
Top