Comentários
Débora Nunes • Débora Nunes • Author
Title: [REVIEW] MY MAD FAT DIARY - S02E04: FRIDAY
Author: Débora Nunes •
Rating 5 of 5 Des:
Nossos amados continuam passando por grandes situações em suas vidas e sexta-feira será um dia decisivo porque vão ter que enfrentar se...

Nossos amados continuam passando por grandes situações em suas vidas e sexta-feira será um dia decisivo porque vão ter que enfrentar seus medos, não vão mais poder fugir. Vemos Rae com o rosto todo machucado e então, voltamos 05 dias antes de sexta para descobrir o que aconteceu...

Rae vai ter que enfrentar Amy, que não está gostando nada dela se aproximar de Liam. Rae acredita que ele é muito especial por enfrentar as coisas e não ter medo delas; vemos mais tarde que essa é uma das maiores mentiras e é justamente por isso que ela fica com problemas. Enquanto isso, Archie também tem até sexta-feira para tomar coragem e contar pra todo mundo que é gay, senão Louis fará isso. E Finn tem um encontro.


Finalmente Izzy e Chopp reaparecem e todos eles voltam a se juntar, Archie acaba perdoando Rae (Archie é lindo de viver e reconhece que, por mais que Rae tenha prejudicado tudo, não foi por mal, e não foi mesmo, só foi impulso) e eles começam a enfrentar os problemas juntos, no começo eles fogem, mas percebem que não é um caminho, já que uma hora ou outra a vida acontece.

Aliás, quando Rae está na terapia e diz que "O mundo aconteceu" faz todo sentido, e como Kester diz, o mundo sempre vai acontecer, então, uma hora ou outra, mesmo não enfrentando o resultado vem. Ser corajoso(a) não significa não ter medo. Particularmente adoro as terapias, seja individualmente ou em grupo; vale ressaltar o Danny, como ele é fofo, e mais corajoso do que pensa que é.


Foi um episódio bom, não tanto pelo plot do Liam, que fugiu o tempo inteiro de Rae porque não queria que ninguém soubesse da terapia, e é um assunto que realmente faz ele surtar. E como sempre há dois lados da moeda, alguém que não parece, pode ser completamente vulnerável. Rae foi uma boa amiga ajudando ele a enfrentar e dizendo que estaria lá por ele, e esteve, mas não foi recíproco. Agora nada a ver eles se beijarem, sinceramente, por mais que exista a pretensão deles formarem um casal, não acredito que seja uma boa relação. 
A melhor parte disso tudo, foi Rae descobrir que ela não estava sozinha, achei muito legal Chloe estar lá por ela, acreditando de verdade que Rae não faria nada que não fosse compreensível. Chloe acaba desapontada, porque descobre sobre o beijo, mas depois entende o drama. E é Amy que acaba humilhada e sai correndo.

Quando Archie finalmente resolve contar pros amigos que é gay, que cena linda! Foi incrível, o alívio quando ele contou e enfrentou o medo para realmente assumir quem era, quando as meninas o abraçam e ele passa por cima do medo, indescritível, só assistindo pra sentir a sensação que foi, a libertação pura e simples e menos amarga quando feita por você mesmo.


E o Finn, sem palavras para o Finn, não mencionei ele antes, porque merece 'menção honrosa' nesse episódio!! Primeiro ele fala pra Rae que não tem como não serem amigos, é fofo do começo ao fim, oferece ajuda para ensiná-la a se defender (e essa cena? Ela dá um soco muito bem dado quando descobre que ele tem um encontro, ambos preocupados um com o outro, e ela morrendo de ciúmes, eles são lindos!), depois mostra pra Archie que já sabia desde o começo que ele era gay porque era amigo dele de verdade e não se incomodava com isso e nunca tinha dito porque era um problema dele, e esse fato faz com que Archie tenha mais coragem para contar para os outros! Que lindo, que tenham muitos Finn pela vida a fora! 

Em meio a tudo isso, Rae descobre que muitas coisas acontecem ao mesmo tempo, e é a atenção que se dá a um problema que faz ele ficar maior ou menor do que é, descobre que enfrentar não é não ter medo. A vida esta acontecendo para todos, todos tem problemas, seja problemas consigo quanto com os outros, e existem situações que não são problemas, mas como não estamos bem conosco viram problemas. 


Acho maravilhoso como essa série ensina os telespectadores de uma maneira tão sutil. Não há vilão nem mocinho, existem apenas seres humanos propensos a acertos e erros. Então Liam não é simplesmente covarde, ele pode ser isso, mas é com certeza outras coisas. Amy não é só valentona, Rae não é só confusa...

E acreditei que ela tinha realmente apanhado de Amy, por causa do rosto no começo do episódio, mas, descobrimos que ela ficou assim, porque caiu comida enlatada no seu rosto!! Outra coisa que podemos observar é que nem sempre o que parece, realmente é.

A lição que tiro desse episódio é que existe a dualidade, e ainda bem. Podemos sempre aprender com nossos erros e com os erros dos outros, mesmo que na maioria das vezes precisamos passar pela situação para entendermos de verdade o sentimento ou a razão do fato.

Vamos viver um dia de cada vez.

P.S.: Peço desculpas se não dei ênfase em alguns pontos, muitas coisas acontecem nos episódios e minha review já é grande (hahaha). E também, por talvez ter sido imparcial em alguns pontos, porque vi o episódio 05 que já vazou na internet!
Reações:

Sobre o Autor

 
Top