Comentários
Lilian Zin Lilian Zin Author
Title: [REVIEW] NCIS - S11E16: DRESSED TO KILL
Author: Lilian Zin
Rating 5 of 5 Des:
Quem não ama acordar cedo em um domingo?  Além de mim, acho que ninguém mais, especialmente Tony. E isso ainda piora quando seu pai reso...

Quem não ama acordar cedo em um domingo?  Além de mim, acho que ninguém mais, especialmente Tony. E isso ainda piora quando seu pai resolve fazer uma surpresa para ele e, como sempre, quando o pai de Tony aparece, algo de errado acontece. Os dois se veem na mira da arma de um Comandante da Marinha, o qual Tony mata. Essa é a premissa do episódio de número 250. Um episódio excelente e com a incrível participação de Robert Wagner reprisando o papel de Tony DiNozzo Sr. 

Um pouco antes do susto que teve ao ver seu filho atirando em alguém, DiNozzo Sr. diz que tem algo para contar a Tony. Mas isso tudo é adiado, ainda mais quando Eugene começa a investigar pai e filho, já que se trata de um assunto interno. Por conta disso, Gibbs decide deixar a real identidade do comandante fora do alcance de Tony. Ele era, na verdade, Nick Bodeen, um detetive particular muito conhecido na área. Se Jimmy não tivesse falado sobre o juiz ter assinado um mandato para o escritório de Bodeen, Tony nem imaginaria quem era o comandante morto e nem iria bancar o detetive por conta própria.


Enquanto isso, de volta ao hotel de onde o “comandante” saiu, McGee e Bishop estão procurando um quarto em que Bodeen assassinou um homem. Mas acabam por ver DiNozzo Sr. com uma mulher, mais jovem e grávida. Após procurar pelos quartos, eles encontram Michael Elliot, que trabalhava na equipe da Senadora Denise O’Hara. Devo deixar claro que, desde que Gibbs e Bishop foram falar com a Senadora, eu não consegui acreditar nas lágrimas da secretária. Nem por um instante.

Uma das cenas mais engraçadas foi McGee fugindo de Tony, por não querer contar sobre a garota grávida que estava com o pai dele, deixando Bishop em uma posição não muito confortável. Com ameaças como “Eu posso fazer da sua vida um inferno, probie”, Bishop conta tudo a Tony, que fica chocado. Além de ter recebido a notícia de que seu pai estava noivo, ainda seria de uma mulher mais nova e ele teria um irmão.

Após várias ligações ignoradas, fazendo DiNozzo Sr. ir atrás de Gibbs pedir ajuda, Tony dá uma chance ao pai para que ele lhe conte quem é sua noiva. Sua maior surpresa não foi que a noiva era Taylor, a mulher grávida, mas sim a mãe da garota e melhor amiga de sua mãe. 


Lindo foi o final, quando Tony conversou com Taylor e ela disse para ele dar uma chance aos pais, pois ela não acreditava, mas viu o quão lindo eram os dois juntos. E quando o Tony apoia o casamento do pai, não tem como não chorar. 

Como episódio especial, foi lindo. Não sei se teria tanta “mágica” sendo um episódio comum. Ter trago o Robert Wagner para seu terceiro especial foi genial e a química que ele tem com o Michael Weatherly é incrível. Um dos melhores episódios dessa temporada, sinceramente. 

PROMO DO PRÓXIMO EPISÓDIO:

Reações:

Sobre o Autor

 
Top