Comentários
Michelle Louise Michelle Louise Author
Title: [REVIEW] OUAT - S03E13: WITCH HUNT
Author: Michelle Louise
Rating 5 of 5 Des:
"Você se alimenta da loucura e ela se alimenta de você" Olá Oncers! Sentiram minha falta? Não? Eu sei que não. Afinal, o q...
"Você se alimenta da loucura e ela se alimenta de você"


Olá Oncers! Sentiram minha falta? Não? Eu sei que não. Afinal, o que importa aqui é OUAT e , principalmente, Evil Queen! E meus amigos, como ela pode ser tão diva?

Confesso que tinha ficado bastante assustada nessa retomada de plots onde todos perdiam a memória. Cheguei a dizer que estava com medo que os roteiristas estivessem se perdendo e que a série fosse fazer jus a sua fama de enrolada e sem novas opções de histórias. Porém, a série veio com tudo e vem com uma pegada nova. Nova vilã e novos enigmas a serem resolvidos.

Estou amando a forma como a história vem sendo contada, mostrando os dois lados. De certa forma, quando eles perderam a memória e não se lembravam mais do que havia acontecido a um ano atrás, nós também estamos perdidos e estamos descobrindo com eles o que se passou na floresta encantada. Então ver o lado Storybrook e Floresta Encantada ao mesmo tempo foi uma forma fantástica de fazer a história ter nexo e fácil entendimento.

A ênfase do episódio (para minha alegria) foi Regina. E eu amo quando eles conseguem mesclar o lado Regina com o lado Evil Queen. Regina querer desistir de viver porque ela não tinha mais Henry nos mostra o quanto ela ama aquele pestinha menino. Ela não sabe viver sem ele e, sem dúvida, Henry é a parte mais humana de Regina. Porém, nem só de amor são feitos os homens e ela acha outra coisa que vale a pena lutar. O amor verdadeiro de um homem? Não! Alguém para destruir (carinha IMPAGÁVEL ao dizer isso). Ainda mais se esse alguém for... sua meia irmã.

Sim, descobrimos que a Bruxa Má é na verdade chamada de Zelena e é meia irmã de Regina. Cora abandonou a verdinha e optou por criar Regina como se fosse sua filha única. Zelena, então, aprendeu a ser quem é em Oz e, claro (como todos os personagens), com um dedinho de Rumple. Ela quer se vingar de nossa Evil Queen por ter sido deixada de lado. Pois bem... pode vir, verdinha. (Regina, sambando). O que eu quero realmente saber, e acredito que vocês também, é quem é o pai da Bruxa Má e o quão poderosa ela pode ser. Brigas boas virão pela frente. 


Paralelo a isso, vimos a aproximação de Zelena com Mary Margareth para colocar seu plano (ainda enigmático) em ação. Mary acredita na bondade da moça, como de costume, e coisas boas não saíram disso. Outro ponto importante foi ver a relação Swan Queen (quase shippo. Quase).  No começo fiquei bastante irritada com a desconfiança de Emma em cima de Regina, afinal, ela sabe melhor do que ninguém de como ela se sentia sobre Henry. Ela jamais lançaria uma maldição que fosse fazer seu filho esquece-la . Mas a cidade a apedreja sem pensar duas vezes e no fim, Emma é a única que acredita na moça. E eu mesma acreditei naquela encenação das duas. Ponto pra Emma! Ela consegue ver que Regina não está mentindo e as duas tem se aproximado cada vez mais. Lindo! 

Ver Henry não lembrando de Regina rasgou meu coração no meio. Ela não sabe viver sem ele, mas já tinha se conformado com a ideia. Dar de cara com o menino em Storybrook foi demais para minha amada. Acho que eles irão se reaproximando aos poucos agora, até que tudo seja resolvido. Mas ainda assim, ser uma completa estranha para alguém que você ama não deve ser fácil. 

Agora, podemos falar de ships? Porque OUAT está se tornando minha série com maior número de ships atualmente. Emma e Hook estão aumentando a interação e eu não aguento mais Emma perguntando do Neal. Olhe para o lado minha linda. Quem precisa do Neal quando se tem aquele Hook pra você? 

E agora o ship que tem tudo para me fazer feliz. Evil Queen e Robin Hood. Desde que soubemos que ele era o verdadeiro amor dela eu fiquei curiosa para saber como eles iriam se reencontrar. E pois bem, o filho dele teve papel mais que importante. Nosso ladrão já demonstrou que é super protetor. Ele não se importa se ela disse que não precisava de ajuda. Ele sente que ela precisa e ele vai atrás. Afinal, ela salvou seu filho com aquele toque todo maternal. Regina é uma pessoa maternal e isso a torna uma mulher incrível.  No fundo é isso que Regina precisa. Alguém que se preocupe com ela, não que desconfie dela e fique apontando seus erros a cada cinco segundos. Jogando na cara dela todas as coisas erradas que ela já fez. Ela precisa de alguém que veja seu coração e não o seu passado e Robin pode ser esse homem. Agora é esperar que rumo as coisas tomarão. Ela vai se deixar dominar totalmente pela ira sobre a Bruxa Má ou manterá seu lado humano e conciliará os dois?



Por fim, rufem os tambores e gritem de alegria: RUMPLE IS ALIVE! Sim, e um tanto quanto assustador. Não sei como a Bruxa Má do Oeste o trouxe de volta e até que ponto isso foi bom. Mas ouvir aquela voz, aquela voz de Rumple no auge do Senhor das trevas me fez um bem danado. Estava com saudades. 

O que o retorno de Rumple acarreta e o que as brigas entre as meias-irmãs nos reservam são cenas para os próximos episódios, porém, já aviso: se a série continuar nessa pegada toda, essa temporada será boa do inicio ao fim!

PROMO DO PRÓXIMO EPISÓDIO:

  


PS1: Ruby voltou. E aposto que já vai embora. Volte para Intelligence, minha linda. Ainda sentiremos saudades, viu?!

PS2: Emma, tu é filha da Branca de Neve e do Príncipe Encantado. Porque a surpresa com a existência da Bruxa Má do Oeste?

PS3: Regina, LET ME LOVE YOU!

PS4: Henry, largue a droga dos games.

PS5: Macacos voadores é demais até para mim. SENHOR AMADO! 

Reações:

Sobre o Autor

 
Top