Comentários
Rayssa Rayssa Author
Title: [REVIEW] PERSON OF INTEREST - S03E16: RAM
Author: Rayssa
Rating 5 of 5 Des:
Uau! Eu sei que pareço disco arranhado repetindo isto, mas Person of Interest não decepciona! Acho que ela acaba compensando umas outra...

Uau! Eu sei que pareço disco arranhado repetindo isto, mas Person of Interest não decepciona! Acho que ela acaba compensando umas outras dez séries mais ou menos que eu mantenho na minha grade, porque a qualidade aqui é alta demais. "RAM" foi uma obra prima de linda, com um roteiro excelente e um ótimo flashback, coisa que nem toda série consegue entregar decentemente. Estou só orgulho de Person of Interest e com pena de quem ainda não viu esta lindeza.

Então, deixemos meus milhões de elogios de lado e falemos do episódio. Já na abertura eu comecei reclamando das falhas que estavam acontecendo, achando que era um problema do arquivo ou da equipe da série. Ainda bem que foi mera ilusão e fomos levados a 2010, quase um ano antes do piloto, a fim de descobrirmos um pouco mais do passado de nossos amados personagens. Gente, cada hora que um aparecia meu coração acelerava de alegria, viu?

Daí que o comentário da Root feito lá no meio da temporada (S03E09 se não me engano) foi confirmado e Harold realmente teve um parceiro antes de John. Dillinger aparentemente era um mercenário, que aceitou o trabalho de ajudar Finch mas foi mantido no escuro durante toda sua parceria. Sorte de Harold considerando o desfecho de "RAM". Além de não ser tão competente como John e dormir com os números que salvava, Dillinger foi perdendo a paciência com seu chefe e acabou entregando o laptop com parte do código da Machine para os chineses. Acabou morto e eu achei foi pouco.


Aqui também tivemos o encontro de caminhos entre Harold e Finch. Imagino que foi a primeira vez pessoalmente, já que a Jessica ainda estava viva. Mas supus que Finch já soubesse de Reese por causa de um comentário feita na 1ª temporada, em que as mulheres vítimas de abuso doméstico vivem com seus números aparecendo na Machine. E além disso vimos o momento em que John poupa a vida de Daniel Casey, o que explica o motivo de Finch ir atrás do Reese e tentar persuadi-lo a todo custo, como vimos no piloto. Momento lindo do John, porque eu quase acreditei que ele ia realmente matar o Casey.

Também tivemos o retorno de Kara Stanton, já que ela é uma personagem que, para mim, foi descartada muito cedo pelos roteiristas. Ela tinha potencial demais, chegava quase a rivalizar com a Shaw. Ah, não esquecer da Dona Controle, super poderosa e que mete medo até em Special Counsel. E a iniciação de Shaw limpando a bagunça de Harold e John. Fala sério, na hora que ela surgiu vocês já sabiam quem era, né? Para mim a dica foi "suas palavras foram mais coloridas do que isso". Sem falar que a Root veio para concluir o episódio lindamente com mais missões da Machine. Todos juntos para protegê-la. Long live to the Machine! É, a Machine já virou praticamente uma personagem do elenco fixo da série.


Mas o que eu achei mais legal foi como "RAM" fechou todos os acontecimentos da série, não só de forma cronológica no final, mas também explicando como o laptop tinha ido parar em Ordos, na China, como John e Kara também foram parar lá e como Kara terminou trabalhando para a Decima Technologies. Explicou tudinho. Foi perfeito. Fechou as pontas soltas, nos situou na linha do tempo de forma mais centrada e preparou terreno para os próximos episódios. Nem acredito que meus afazeres me impediram de ver este episódio no minuto em que ele saiu.

Obs: Quero pedir desculpas pelo atraso na review. Semana retrasada estive enrolada com as festividades da minha formatura e semana passada fiquei sem internet e mexendo com mudança. Não pude nem assistir "RAM", quanto mais fazer a review. Mas já está tudo normalizado e volto ainda esta semana falando do próximo episódio S03E17!

Melhores momentos:

"-Esta é uma edição original do livro de Shannon e Weaver, 'Teoria Matemática da Comunicação'. Isto é...é...
-Acho que a palavra que você está procurando é 'irado'."

"-Nossa agente chegou e o neutralizou. Em seguida, matou os demais. Porém, houve uma complicação. Um dos compradores fugiu com o laptop.
-Então a gente falhou.
-Não foi isso o que ela disse no relatório. Falou que se a tivéssemos enviado antes, ela teria matado todos.
-Ela falou o quê?
-Para falar a verdade, as palavras exatas dela foram mais 'coloridas' que isso."

"-Como você sabe de tudo isso?
-É como eu disse. Temos uma amiga em comum. E agora ela precisa da sua ajuda."

Person of Interest Brasil

Não deixe de passar no blog e facebook do Person of Interest Brasil. Lá você vê notícias, vídeos e novidades sobre uma das melhores séries da atualidade. Torne-se um irrelevante!
Reações:

Sobre o Autor

 
Top