Comentários
Camila Menezes Camila Menezes Author
Title: [REVIEW] HANNIBAL - S02E07: YAKIMONO
Author: Camila Menezes
Rating 5 of 5 Des:
Depois do grande cliffhanger que encerrou episódio passado, a grande expectativa de Yakimono era em relação ao resgate de Miriam Lass....

Depois do grande cliffhanger que encerrou episódio passado, a grande expectativa de Yakimono era em relação ao resgate de Miriam Lass. Não é de surpreender que ela não se lembrasse de nada durante os dois anos no qual ficou cativa. Sendo Hannibal quem é, jamais a libertaria se houvesse alguma possibilidade de incriminá-lo.

Em relação à trainee do Jack, achei muito interessante como ela e Will partilham de circunstâncias muito semelhantes. Ambos sofreram/sofrem na pele o que é estar sob influência do Lecter e foram vítimas do egoísmo de Jack Crawford. Sem contar que os dois foram os únicos até agora a enxergar a verdadeira identidade do Hannibal. Miriam nesta temporada é exatamente o Will da temporada passada. Acredito que ao longo do enredo essas semelhanças possam aproximá-los, de maneira a criar um relacionamento mais estreito, pois Miriam será a única pessoa que poderá compreender o que Will passou.

Cada vez me surpreendo mais com a capacidade de premeditação de Hannibal Lecter. O homem não dá ponto sem nó, impressionante! Não comete um erro, uma falha e até o que parece um deslize foi proposital. Enlaça todo o enredo de acordo com sua vontade. Se quiser que acreditem que manga é maça, então todos acreditarão que manga é maça. Sinceramente, tarefa difícil essa do Will em provar que Hannibal é o que é. Não gostaria de estar na pele dele.


Miriam foi um meio para um fim: incriminar Frederick Chilton. Ele que a todo custo queria ficar longe das garras do canibal, acabou em um baita beco sem saída. O que mais me impressiona é que pouco antes de descobrirem suas digitais no cativeiro, Will havia dito que ali haveria provas que afastariam ainda mais as suspeitas do Lecter. Apareceram as digitais e Jack esquece o que ouviu em um segundo. O que acontece com os personagens dessa série, alguém me responda, por favor?

Outra que está perdidamente cega é Alana. Seduzida pelo charme e atrativos (sexuais) do canibal, Alana julga Will (sem saber, é claro) exatamente pelo que o Hannibal é. Estou ansiosa no dia em que ela descobrir a verdade sobre quem ela defende com unhas e dentes. Acho justo um pedido formal de desculpas para o Will por tê-lo julgado mal.

Voltando a falar do Chilton, tenho que ressaltar a maravilhosa interpretação de Raúl Esparza, que conseguiu comover os seriadores com a série de infortúnios que seu personagem está enfrentando. Eu sempre gostei do personagem, mas por outras características. No episódio dessa semana, a interpretação do Raul me fez sentir pena, lamentar pelo Chilton. Aquele olhar de cão sem dono quando o Jack o persegue foi muito convincente.

Por fim, vamos falar do nosso querido Graham, que agora é um homem livre. Will é o único que está à altura de Hannibal e é exatamente por isso que o canibal tem um fascínio por ele. Em um trecho de “Dragão Vermelho”, ele diz para Will: 

“Sabe como você me pegou? [...] Sabe como você me pegou, Will? O motivo pelo qual você me pegou é sermos exatamente iguais.”

A diferença entre os dois é que Will consegue desviar seu instinto perverso para algo bom. Hannibal vê nele alguém que possa compreendê-lo e ver as coisas como ele vê. A decisão de retomar a terapia foi uma atitude bem ousada, bem estilo Dom Corleone: "Mantenha seus amigos perto, e seus inimigos mais perto ainda.". Tive a impressão que nem o Lecter esperava por essa e, ao ouvi-lo, sentiu certa satisfação porque confirma essa semelhança entre os dois e aquele sorriso foi uma espécie de “Esse é meu garoto!” Agora essa relação gato e rato vai esquentar. Are you ready?

PROMO DO PRÓXIMO EPISÓDIO

Reações:

Sobre o Autor

 
Top