Comentários
Lucas Duarte Lucas Duarte Author
Title: [REVIEW] HOUSE OF CARDS - S02E11: CHAPTER 24
Author: Lucas Duarte
Rating 5 of 5 Des:
Como disse na review passada, o cerco se fecha e Frank está na linha de fogo. Com a investigação do Promotor Dunbar sobre o dinheiro c...

Como disse na review passada, o cerco se fecha e Frank está na linha de fogo. Com a investigação do Promotor Dunbar sobre o dinheiro chinês influenciando as políticas externas, todas as principais peças do tabuleiro político estão ameaçadas. Estabelece-se então uma corrida pra ver quem sobrará de pé.

Dado o contexto é compreensível que Frank fique com medo. Mas o que realmente surpreende é que nosso protagonista não está amedrontado ante a possibilidade de sua prisão e o consequente fim de sua vida política. Ele tem medo é de falar a simples verdade. Para alguém tão acostumado a mentir e elaborar diversas e complexas tramas, o exercício de contar a verdade pode se tornar aterrorizador.

Vemos, então, nesse episódio, um Frank Underwood acuado ante as acusações da promotoria e os ataques de Tusk através de Bob Birch, para acertar Doug e por tabela, seu chefe. Porém, apesar de seu medo, o vice-presidente ainda possui suas inacreditáveis habilidades políticas. Nesse âmbito, cabe destacar duas questões: a inclusão das viagens do presidente na investigação e a reaproximação de Stamper. No primeiro quesito é clara a intenção de Frank de expor as terapias do casal presidencial, algo arquitetado durante toda a temporada pelos Underwood e que promete ser algo central na trama. Já no segundo quesito tem-se a recuperação de Doug, que, ao contrário do que eu esperava, teve uma segunda chance e conseguiu focar no seu trabalho em detrimento de sua fixação por Rachel.


Do outro lado do jogo político está Remy Danton. Aquele jovem prodígio, que já servira Frank anteriormente, está em plena queda. O coração mole foi mais forte do que sua razão. A sua aproximação e envolvimento amoroso (nunca comprei essa história, mas parece que o moço estava realmente apaixonado) com Jackie Sharp foi sua derrocada. Ao colocar seus próprios interesses contra a vontade de Tusk ele jogou toda sua carreira fora. Receoso quanto ao seu futuro (afinal, ele é uma das peças do jogo político e pode cair com a investigação), busca refúgio em Frank, mas a verdade é que sua carreira, salvo alguma reviravolta, me parece destruída.

Aliás, quem também tem muito a perder é Sharp. A líder da maioria andou cometendo muitos erros políticos, principalmente em relação a Frank, e apesar de não haver nenhuma certeza ou pista sobre seu futuro, acredito que se ela não mudar sua postura atualmente ideológica para seu anterior pragmatismo ela não sobreviverá. Por mais que Jackie possa estar certa em defender suas convicções, colocar-se no caminho de Underwood não é a melhor das estratégias para manter-se no cargo.

Numa trama menor, Claire sofre na luta pelo seu projeto de lei. Com a retirada do apoio do casal presidencial, sua causa perde apelo público também. Além disso, o comportamento disfuncional exibido por Hennessey contribui ainda mais para o agravamento da situação. Esse plot em particular se mostrou o mais fraco do episódio e sinceramente, não espero que algo impactante surja daí na sequencia da temporada.


Por fim, falemos da grande cena do episódio: o ménage à trois envolvendo Frank, Claire e Meechum. Na review passada já havia atentado para o clima entre os Underwood e seu segurança, mas, se no episódio anterior meu desejo não foi atendido, nesse ele foi contemplado de forma perfeita. E o mais interessante nisso tudo é que foi Claire, que percebendo a tensão de seu marido, leva esse clima já existente ao seu ápice. Isso mostra mais uma vez como ela conhece o marido que tem, inclusive suas necessidades mais peculiares, se assim podemos colocar. Sua decisão se mostrou tão acertada que o vice-presidente acordou com uma disposição totalmente oposta a do dia anterior.

Agora, resta saber se essa disposição se converterá em mais um jogada de mestre de Frank para conter a ameaça que o cerca.

Reações:

Sobre o Autor

 
Top