Comentários
Lucas Faria Lucas Faria Author
Title: [REVIEW] MAD MEN - S07E01: TIME ZONES (SEASON PREMIERE)
Author: Lucas Faria
Rating 5 of 5 Des:
Após quase um ano de espera Mad Men, retorna para a primeira parte de sua última temporada. Dividida no mesmo estilo de Breaking Bad, a...


Após quase um ano de espera Mad Men, retorna para a primeira parte de sua última temporada. Dividida no mesmo estilo de Breaking Bad, a sétima temporada apresentará apenas 7 episódios este ano.

E como não podia deixar de ser, o primeiro episódio foi excepcional, mostrando as linhas que essa temporada deve seguir e os novos rumos de suas personagens. Mad Men volta dois meses após os eventos do final da temporada passada. É janeiro de 1969 e muitas mudanças ocorreram nesse meio tempo. Além da chegada de Nixon a presidência dos Estados Unidos, os tempos mudaram para quase todos na SC&P, mesmo que alguns não tenham se adaptado a ele. 

Assim, comecemos com as personagens agora baseadas em Los Angeles. (apenas Don deixarei para comentar depois). Pete Campbell realmente parece ter absorvido os ares de sua nova localidade. Com uma roupa bem californiana (o que me rendeu algumas risadas) ele parece feliz (é sério isso?) e bem adaptado. Já Megan também parece estar bem, pelo menos profissionalmente ela está vivendo o sonho de tentar se tornar uma atriz na Costa Oeste. 

Na Madison Avenue, continuam Ken Cosgrove, Peggy Olson, Roger Sterling e Joan. O primeiro aparece irreconhecível, aquele homem calmo e sensato (talvez um dos únicos da série) agora parece estar perdendo a cabeça diante de suas novas responsabilidades. Já Roger continua sendo Roger. Mal aparecendo na firma, vive entre cigarros e bacanais. Aliás, uma das cenas mais engraçadas do episódio foi seu jantar com a filha, onde Sterling não compreende o perdão que ela lhe concede por amor. Todos os anos em que trabalhou na Madison Avenue tornaram ele incapaz de entender os motivos dela e em conceber de que não queria nada em troca.



Por outro lado Peggy e Joan trabalham, principalmente a segunda, cada vez mais duro para terem seu reconhecimento. Holloway traça, mesmo que de maneira diferente, o mesmo caminho que Peggy trilhou. Ela sabe que pode e fará de tudo para ser levada a sério, como visto na cena em que pede ajuda a um professor para ter um maior conhecimento da área. O arco de Joan foi, para mim, um dos mais interessantes no episódio.

Mesmo que Peggy já esteja estabelecida na sua carreira, ela se encontra frustrada. É evidente que ela se encontra sozinha. Não há mais Don ou Ted para trabalhar com ela na criação das propagandas. Lou, seu novo chefe, não tem a mesmo espírito dela e de Don, não tem aquele pensamento outside the box. Por isso mesmo que ela briga, sem sucesso, pela mudança da propaganda que tinha inicialmente enviado, tentando modificá-la para uma versão adaptada por ela da ideia que Freddy lhe passou. Além disso, sua vida pessoal também é um desastre. Peggy, ao longo das temporadas, sempre sacrificou sua vida pessoal, culminando agora em uma situação de frustração generalizada, tanto no campo pessoal como profissional. 




Mas e Don? Nesses dois meses que se passaram ele foi afastado da SC&P e agora se encontra em Los Angeles com Megan. Com a queda de sua máscara ao longo das temporadas e a perda de seu trabalho e seus filhos (que notem, não aparecem, nem são citados no episódio), Don necessita mais do nunca compreender quem é. Mas mesmo assim ele ainda continua preso ao passado. Veja como ele não consegue estabelecer uma relação amorosa de verdade com Megan e não consegue abandonar a Madison Avenue ao tentar se "infiltrar" na sua antiga agência através de Freddy. A verdade é que Draper se encontra sozinho, como evidencia a cena final na varanda de sua casa. 

Assim, com o anos 60 chegando ao seu final a impressão que tenho é que alguns personagens, especialmente Don, estão ficando para trás. O mundo está mudando rápido enquanto eles continuam estagnados, sem compreender o que se passa ao seu redor. Diante disso, o que será que nos aguarda nessa última temporada? Será que Don Draper cairá de vez ou passará por uma espécie de redenção?


PROMO DO PRÓXIMO EPISÓDIO:

Reações:

Sobre o Autor

 
Top