Comentários
Ana Beatriz Nobre Ana Beatriz Nobre Author
Title: [REVIEW] ORPHAN BLACK - S02E01: NATURE UNDER CONSTRAINT AND VEXED
Author: Ana Beatriz Nobre
Rating 5 of 5 Des:
A gente sofreu, não foi? Esperamos esse hiatus gigantesco, 10 meses se perguntando que rumo as coisas tomariam, e pelo que a premiere ...

A gente sofreu, não foi? Esperamos esse hiatus gigantesco, 10 meses se perguntando que rumo as coisas tomariam, e pelo que a premiere mostrou, não é coisa boa que vem por aí!

Eu vou acompanhar vocês durante esses dois meses e meio de exibição dessa série linda, com reviews que eu espero que vocês gostem. Já deixo aqui meu muito obrigada ao pessoal do Séries da Depressão que indicaram tanto a série que eu não pude deixar de conferir!

Então, vamos falar do episódio, e que episódio! Reviravoltas não faltaram nessa belezura, mas já já falo melhor delas. Enquanto assisti ao episódio parei um pouco para pensar em como o personagem da Sarah cresceu na trama, tudo bem que ela não era nenhuma ingênua, mas tanto seu emocional, quanto seu intelectual cresceram bastante, não imaginaria a Sarah do primeiro episódio da temporada passada bolar o plano que ela bolou nesse episódio. Diga-se de passagem, um plano genial.

E já que estamos falando em genialidade vamos abrir um espaço para falar da diva Tatiana. Todo mundo já achava ela funcking awesome por fazer vários personagens e mesmo assim deixar clara a diferença entre cada um deles, mas é aí que Tatiana vai além e samba na sua cara quando um dos clones vai se passar por outro e mesmo assim ela consegue levar personalidade e característica do clone que ela é para o que ela está fingindo ser. Novamente, essa mulher é um gênio! All the prizes for Tatiana!

Ainda sobre o plano da Sarah para pegar Kira de volta (que dó eu estou dessa criança), com o que ela tinha para trabalhar, o plano foi ótimo, usar essa questão delas serem idênticas é a melhor arma que elas tem contra a Dyad, principalmente pela união entre a Sarah, Ali e Cosima (bjs, Clone Club). Art é que por tanto “cavar” as coisas vai acabar se ferrando, mesmo que sua intenção seja só ajudar.


Uma coisa que eu tive certeza esses 10 meses esperando pela volta da série: claro que a Delphine ainda está trabalhando para o Leekie, ela é curiosa demais sobre a biologia dos clones, e talvez tenha até um rabo preso, sdds Olivier, com a Dyad. Mas o que mais me chama atenção é como a Cosima perde completamente a razão perto dela, love is really blind. Outra coisa que anda me preocupando é a doença da Cosima, parece estar avançando muito rápido e entre os clones, pelo menos os que apareceram até agora, ela é a que tem a melhor chance de conseguir explicar as coisas e ajudar, lembremos que foi ela quem descobriu que elas são patenteadas.

Vamos fazer uma pausa e rir lembrando quão hilária foi a cena da Ali atacando os dois guardas da Dyad com um spray de pimenta e assoprando um apito, tudo bem que não adiantou nada, mas a parte comédia rápida do episódio foi garantida com isso e com aquele traficante, Ramon. Em relação a Ali existe um problema bem grande ao seu lado chamado Donnie, ela não sabe que ele é o seu monitor, ela até já desconfiou disso, mas descartou a hipótese depois de torturar ele. O detalhe é que ela assinou um contrato com o Leekie que garantiria que ele seria afastado, porém como ela acha que a dead Aynsley era sua monitora, ela continuará sendo observada sem saber disso.

“My sestra shot me”
                         
Nunca usei um palavrão numa review minha, mas agora chegou a hora, PUTA QUE PARIU, essa mulher deve realmente ser um ser divino ou ter um ter um belo acordo com o capitoro, porque só assim para uma pessoa levar um tiro no meio do peito e ainda conseguir se arrastar até um hospital.

E como eu já odeio esse proclone, vulgo Rachel, olho para ela e vejo uma traidora, puro instinto. E pelo que mostrou no episódio, ela e a Dyad estão planejando um novo “lote” de clones. Afinal, em Orphan Black sempre podemos esperar por confusões e a frase “só sei que nada sei” nunca fez tanto sentido, esses cowboys escrotos religiosos ainda vão render muito drama.


Desculpa pelo tamanho da review, essa série realmente me empolga bastante, temos um encontro marcado depois do próximo episódio, não esqueçam de comentar e deixo aqui algumas observações para atiçar a curiosidade de vocês em relação a algumas pontas ainda soltas.

PS. 1: Cadê a senhora S? Aposto que essa mulher tem muito mais história do quê ela realmente conta. Reparem que não foi mencionado quem é o monitor da Sarah e que aparentemente, Siobhan tem algum tipo de relação com a Dyad. Fica aí a pulga atrás da orelha.

PS. 2: Outra coisa que fiquei pensando nesses 10 meses de hiatos foi sobre a morte da Beth, um suicídio que nunca foi bem trabalhado na série e que mesmo assim não deixa de ser recorrentemente mencionado. Seria esse um plot guardado para ser usado mais tarde?

PS. 3: Fee divou lindamente no episódio. Como eu adoro ver a lealdade dela com a Sarah, ele está até abrigando a Cosima no apartamento, muito cute. Quero mais cenas dele com a Ali, sempre rendem boas risadas.

PS. 4: Quem, pelo amor de Deus, compra uma arma de um traficante e depois leva para o ensaio de uma peça? O.o


PROMO DO PRÓXIMO EPISÓDIO


Reações:

Sobre o Autor

 
Top