Comentários
Rayssa Rayssa Author
Title: [REVIEW] ELEMENTARY - S02E23: ART IN THE BLOOD
Author: Rayssa
Rating 5 of 5 Des:
Parece que todos os caminhos realmente levam à Sherlock Holmes. Tivemos um Season Finale surpreendente e olha que estou até agor...

Parece que todos os caminhos realmente levam à Sherlock Holmes.

Tivemos um Season Finale surpreendente e olha que estou até agora processando tudo o que aconteceu. Os roteiristas adaptaram a história de Mycroft, tornando-o um informante do MI-6 que trabalhava infiltrado em organizações criminosas. Até mesmo na história original, Mycroft e Sherlock sempre tiveram uma relação extremamente complicada, mas ele sempre amou o irmão e fez de tudo para protegê-lo. Em Elementary não foi diferente. Tudo o que Mycroft fez foi para proteger Sherlock. Chega a ser poético.

A única coisa que me incomodou em toda esta história foi a formação do casal Mycroft e Joan. Sei lá, não engulo os dois e pronto! Mas não é implicância sem sentido. É que quando anunciaram que Watson seria uma mulher todo mundo ficou receoso de um possível relacionamento amoroso entre ela e Sherlock, o que seria algo bem estranho e nada condizente com a mitologia de Athur Conan Doyle. Mas a trama foi construída de tal forma que o carinho entre os dois produziu uma amizade verdadeira. Os dois funcionam bem e o quesito romance nunca foi sequer uma possibilidade. Entretanto, toda hora que um deles dizia algo meio dúbio todos nós fãs já ficávamos alarmados com medo de adentrarem esta barreira tacitamente imposta.


Por causa disso, me acostumei com a ideia de Elementary livre do clichê amor impossível. Gosto do tema romance quando é confuso e louco igual aconteceu com Sherlock e Moriarty, que serve para apimentar a história e entregar episódios maravilhosos. Mas agora caímos exatamente no que eu achava que tínhamos fugido. Joan e Mycroft finalmente declararam seu amor um pelo outro, resolveram ficar juntos e avacalhar mesmo com Sherlock. Daí, como toda história de amor tem que ter obstáculos para provar o amor do casal, Mycroft foi incriminado por assassinato e traição. Compreenderam minha indignação?

Não me levem a mal, adorei a ideia de incriminação do Mycroft. Gostei ainda mais do Sherlock ter descoberto tudo e não ter apenas entregado o irmão baseado na raiva que estava sentindo. Ele conseguiu ver a conspiração maior e perceber o que realmente estava acontecendo. O que não me convenceu foi este romance sem noção que veio florear toda a fuga de Mycroft. Dá impressão que forçaram este casal só para testar a sanidade de Sherlock, o que é um motivo bem superficial. Sem falar que não senti química alguma entre eles, o que reforça ainda mais minha impressão de forçação de barra.

Mas enfim, precisávamos de história para uma 3ª temporada e acabamos de conseguir. Não só Sherlock descobriu o segredo do irmão, que no final continha vários segredos envolvendo ele próprio, como também teremos uma trama da Joan envolvendo Mycroft. Logo, a próxima temporada deve ter como procedural a tentativa de inocentar Mycroft e o romance dele com Watson. 


Adoro uma boa história de espionagem, o que tornou a investigação sobre a morte de Arthur Cadogan West muito interessante e intrigante. O que melhorou ainda mais a história foi a ausência de sua solução. É, não só tivemos a incriminação de Mycroft, como também não descobrimos a identidade do traidor. Ou se ele foi incriminado pelo espião do MI-6. Ou se a conspiração vai além de um homem tentando encobrir seus passos. É esperar para ver.

Até a 3ª temporada!

Melhor cena do episódio:

Sherrington: Fiz um favor a você na noite passada. Salvei a vida de sua parceira.
Sherlock: Eu sei e sou grato.
Sherrington: Salvei a vida do seu irmão.
Sherlock: Vou deixar esta passar.
(Olhar de raiva de Mycroft)

Obs: Perceberam que Gregson não acreditou muito na história de tédio contado por Sherlock ao descobrir o corpo mutilado de Arthur Cadogan West? Capaz deste fato também gerar história para a próxima temporada.
Reações:

Sobre o Autor

 
Top