Comentários
Jean Marc Jean Marc Author
Title: [REVIEW] FARGO - S01E03: A MUDDY ROAD
Author: Jean Marc
Rating 5 of 5 Des:
"E a filha de faraó foi lavar-se no rio, e suas empregadas andavam pela margem do rio, e quando ela viu uma cesta no meio da moita...

"E a filha de faraó foi lavar-se no rio, e suas empregadas andavam pela margem do rio, e quando ela viu uma cesta no meio da moita, ela disse para que uma das suas empregadas fosse buscá-la. E quando a trouxe, ela a abriu, e viu um bebê chorando. Ela ficou com muita pena, e disse: Este é um dos filhos dos hebreus. E o adotou como filho, chamando de Moisés, disse: Porque eu o tirei da água. Um dia, quando Moisés já estava crescido, ele saiu para visitar seu povo, e viu sua aflição. Viu um egípcio batendo em um hebreu, seu irmão. Olhou para os lados, e não vendo ninguém, Moisés matou o egípcio e escondeu-o na areia." 

Com um dos monólogos mais incríveis, terminou o episódio de uma das séries que só precisou de apenas três episódios para surpreender. Rust que se cuide, porque Malvo, o assassino de 2014, está sensacional na atuação. Fiquei refletindo alguns dias atrás, em que Fargo poderia ter maneirado no piloto, podendo ter ido com mais calma em apresentar tudo aquilo em vários episódios, mas vendo esse episódio, percebo o quanto os diretores estão com a série em suas mãos, podendo proporcionar algo surpreendente a cada episódio. 

Lester, está cada vez mais perdido, fico me perguntando, como pode alguém transparecer tanta insegurança, não consegue nem disfarçar, ele a cada vez mais se complica, se tornando difícil a sua fuga dessa tremenda enrascada que ele se meteu. Você percebe a semelhança do personagem com Walter White, só que bem mais atrapalhado, só não sei se pode acontecer tal evolução com o Lester. E mais uma vez, a série não deixou a peteca cair, e continuou com seus easter eggs, sempre nas cenas do próprio Lester, condizendo com sua situação. "The key to life is happiness"


Ah, a nossa querida Molly, cada vez fico mais impressionado com sua perspicácia, o modo como ela jogou a foto do Malvo para tirar algo do Lester, ver qual seria a sua reação, foi incrível, ela realmente sabe que ele não contou toda a verdade, que ele está envolvido de algum jeito no caso. E a luz surgiu para ela conseguir provar isso, Gus, finalmente criou coragem de contar que talvez tinha visto o suspeito e o deixou passar, assim acabando em um encontrou com a Molly, que foi esperta o bastante para isso não chegar ao seu chefe bem "inteligente", que põe a mão no fogo pelo Lester. A evolução dela é clara, colhendo provas, indo pelas costas do chefe, porque ela tem absoluta certeza que essa história tem um "algo a mais", e ainda assim, aproveitou para convidar o Gus e sua filha para um "encontro", gostei, esses dois podem se juntar na investigação, e no amor também.

Enquanto isso, Malvo está solto por aí, assombrando os poderosos. Depois de ter descoberto quem enviou a carta ameassadora para o "Rei dos supermercados", ele conseguiu criar um plano de se juntar ao idiota, aproveitou a oportunidade com sucesso, e resolveu chantagear com estilo, se virando contra quem o contratou, mas tudo atrás dos panos. Sua escala de maldade e insanidade foi superada, criou um círculo inteiro, matando o cachorro, pedindo mais dinheiro, o sangue no chuveiro, foi tudo genial. 


A genialidade, o clima tenso, a trilha sonora, monólogos, e nunca esquecendo do humor negro de Fargo, tem surpreendido muito na minha opinião, nos presenteando com um dos melhores assassinos das telinhas, e atuações fora de sério do Martin, nos deixando ansiosos para cada próximo episódio, tem tudo pra ser a melhor estreia do ano.

PROMO DO PRÓXIMO EPISÓDIO:


Reações:

Sobre o Autor

 
Top