Comentários
Rafael Bürger Rafael Bürger Author
Title: [REVIEW] GAME OF THRONES - S04E07: MOCKINGBIRD
Author: Rafael Bürger
Rating 5 of 5 Des:
Confesso a todos vocês, que estava desgostoso com essa temporada de Game of Thrones. Os últimos cinco episódios foram na minha opinião...


Confesso a todos vocês, que estava desgostoso com essa temporada de Game of Thrones. Os últimos cinco episódios foram na minha opinião abaixo do nível de qualidade de roteiro das outras temporadas. Tiveram momentos muito bons, mas um bom roteiro não é feito de momentos e sim de uma sequência deles. Porém finalmente parece que a série entrou de volta nos eixos. Depois de um incrível cliffhanger no episódio passado a série deu a volta por cima e desenvolveu uma boa sequência de acontecimentos e cenas bem desenvolvidas. Esse foi o primeiro episódio, dessa temporada, que realmente mereceu o meu 10 no Banco de Séries.

- O Cão e a Montanha: Sor Gregor Clegane, mais conhecido como Montanha, está de volta a série. Não lembrava da cara dele? Normal, até porque o personagem apareceu apenas na primeira temporada, e ainda trocaram o ator para essa quarta. O caso é que o homem é destruidor, e Cersei está doidinha pra ver ele despedaçar o irmão. Falando em irmãos, o irmão de Gregor, Sor Sandor Clegane, conhecido como Cão de Caça, teve de enfrentar seus medos. Não venceu, mas se abriu com Arya e nos mostrou uma face que não conhecíamos desse coração, até então, considerado de pedra.


- Todo Mundo Odeia o Jon: Jon Snow e seu grupo estão de volta a Castelo Negro. O Exército de Mance Ryder está cada vez mais perto, e todos os conselhos de Jon são simplesmente ignorados. Mas também não esperaria nada além disso de uma Patrulha da Noite governada interinamente por Allister Thorne e Janos Slynt. Para quem não lembra quem são eles, Allister Thorne era quem treinava os novos recrutas e maltratou muito Jon Snow, já Janos Slynt era o chefe dos Mantos Dourados em Porto Real, onde traiu Ned Stark. E os selvagens? e Igritte? Faz já alguns episódios que eles ameaçaram a Patrulha, mas depois não se tocou mais no assunto.

- Banho do Mês: Carice van Houten já disse que não se importa com cenas de nudez, mas nesse episódio ela se superou. Fico imaginando se ela não passou frio. Talvez nunca fique sabendo, mas sei que teve muita gente aí que ficou com uma inveja danada dela, igual a Selyse. Coitada da Selyse, tão insonsa. Melisandre teve um de seus melhores diálogos, e como sempre, eu amei. São tantas as coisas que essa mulher esconde, que ela poderia falar por horas e horas sobre o Senhor da Luz e seus planos e não saberíamos nem da metade deles. Por que será que o Senhor da Luz precisa da Shireen? Qual será o papel dela na guerra que Melisandre prega que está por vir?


- Enquanto uns tem muito, outros tem tão pouco... Daenerys soltou as asinhas nesse episódio. A maior das coincidências foi que Orphan Black apresentou uma cena muito parecida no episódio que foi ao ar no dia anterior. Curioso com o que irá acontecer em Yunkai; será que Daenerys conseguirá derrotar de uma  vez por todas os Mestres de Escravos? Estou muito curioso para saber o que irá acontecer com Hizdahr zo Loraq e Daario em Yunkai.

- Torta Quente is back: Para quem achava que nunca mais veria a versão live-action do Russell (da animação Up). Ele não mudou nadinha, sempre falando demais. Como se não bastasse um, Brienne acabou tendo de aguentar dois rapazes bobinhos. Mais uma vez tive vontade de entrar na tv e falar que eles estão indo para o caminho errado, já que as duas irmãs estão indo para o Vale!

- A Preparação da Víbora: Tyrion está sendo visitado mais que Pai de Santo nesse episódio. Primeiro o Jaime, em um daqueles momentos que já disse que são meus favoritos, desenvolvendo um diálogo de irmão regicida pra irmão regicida. Depois chegou Bronn, ou melhor Lorde Bronn. O cara está com todo um esquema formado e ele não vai arriscar a cabeça tentando salvar Tyrion. Esquema aliás totalmente planejado por Cersei para manter Tyrion longe de todos os aliados possíveis. Ela só não imaginou que um deles escaparia de sua teia. Oberyn Martell não é um homem que pode ser controlado. E ouvir ele contando a história de quando ele viu Tyrion bebê foi tocante, uma das melhores cenas da temporada. Resultado, estou com mais raiva da Cersei e pirando por que ele vai lutar contra o Montanha, pelo Tyrion!


- Voa, Sabiá: Parafraseando o famoso poema Canção do Exílio, "Minha terra tem palmeiras onde voa o sabiá, os sabiás de Westeros não voam como os de lá." Mas não vamos correr muito com as coisas. Antes do voo tivemos uma sequência muito boa. A neve chegou ao Ninho da Águia, e ninguém ficou mais feliz que Sansa, que não via a neve desde a primeira temporada. Aos poucos percebemos que ela começa a valorizar mais suas origens nortenhas, em oposição a Sansa da primeira temporada, que estava sempre seguindo a moda do sul. O pequeno Robert teve o que merecia, nossa aquele tapa na cara foi épico! Mas o melhor mesmo foi a sambada do Mindinho. Aquela cara da Lysa antes de morrer... rindo eternamente. A cena foi digna de fechar a temporada. Porém nesse caso, espero que feche de uma vez por todas a sequência de episódios medianos

PROMO DO PRÓXIMO EPISÓDIO:

Reações:

Sobre o Autor

 
Top