Comentários
Giulia Barbosa Giulia Barbosa Author
Title: [REVIEW] IN THE FLESH - S02E02: EPISODE 2
Author: Giulia Barbosa
Rating 5 of 5 Des:
Vendo um episódio que tem balada zumbi, local de entretenimento adulto zumbi e programa de emprego para zumbi, me faz pensar que talvez...

Vendo um episódio que tem balada zumbi, local de entretenimento adulto zumbi e programa de emprego para zumbi, me faz pensar que talvez um mundo pós apocalíptico não seja de todo mal. Brincadeiras (sério) à parte, o segundo episódio foi mais empolgante do que o primeiro, desenvolvendo melhor o que parece que irá ser a história principal.

Jem teve um destaque um tanto quanto peculiar no episódio, e um desenvolvimentos incrível de personagem. O episódio começa com ela tendo um pesadelo e quando ela acorda, a cama está molhada. O que deu a entender é que isso acontece frequentemente, mostrando que mesmo com o irmão em casa, medicado, ela ainda sofrendo as consequências de tudo.  Na escola, o seu admirador nada secreto, Henry, trás a tona que ela era do FVH (Força Voluntária Humana), o que a torna uma "heroína de guerra". Apesar disso parecer algo bom, gera um transtorno horrível quando um dos amigos de Henry vira um hidrófobo e ataca a escola.

A Jem, numa tentativa de mostrar que ainda é forte como antes, tenta lutar contra ele, mas não consegue, ela mostra seu lado frágil, sendo motivo de chacota. E se você acha que ela voltou para casa, chorou e ficou por isso, você precisa rever seus conceitos sobre ela. A noite, durante um "passeio" com um ex companheiro do FVH,  ela não pensa duas vezes antes de atirar em um zumbi, matando o próprio amigo, é a reviravolta construída durante o episódio inteiro.

Kier apareceu logo no início, saindo de casa para Paris  - o que gerou uma das melhores frases do episódio: "não se preocupe, seu irmão sempre volta" - e quando chega na estação, tem a péssima surpresa de que não pode sair de Roarton devido a uma ordem de Maxine. Esta diz que os sofredores de SPF tem que "retribuir" para a sociedade o dano que eles causaram durante o Renascimento, trabalhando em projetos do governo e, em 6 meses, eles podem requerer um certificado para ser reintegrados na sociedade e ter direitos como passagens, o problema é quando Kier descobre que isso é praticamente impossível. Ao mesmo tempo que Jem está na sua fase de crise, ele vai para uma "balada zumbi" planejada pelo Simon, e o que acontece? Fica uma clima entre eles, o que na minha opinião, foi meio inesperado, eu realmente achei que o Simon só estava todo simpático para trazer o Kier para a sua causa (ou será que é isso que ele ainda quer?). Só fiquei preocupada com a Amy, além de ela estar sofrendo com o medicamento caseiro, o seu homem está olhando para o "melhor amigo morto" dela. 


Gosto de como eles estão levando a série mais devagar, sem trazer todas as informações de uma vez como na primeira temporada, essa decisão de 6 episódios foi incrível. Além de influenciar no desenvolvimento da história, dá espaço para outros personagens, um exemplo disso é o Phillip. A conexão entre as cenas da sua mae falando que ele está muito solitário e ele indo para o local de entretenimento adulto zumbi foi uma das coisas que eu mais gostei do episódio, mas a cena em que ele contrata uma das cortesãs para se vestir e agir como a Amy cortou meu coração, quero ver no que isso vai dar. 

Nao sei o que esperar do novo ship se formando, do trabalho zumbi, da Jem, de nada! É isso que me encanta, mesmo com essa incerteza, eu sei que a série irá lidar com tudo isso muito bem e só vai melhorar.


Reações:

Sobre o Autor

 
Top