Comentários
Felipe Lima Felipe Lima Author
Title: [REVIEW] THE MINDY PROJECT – S02E21: THE GIRL NEXT DOOR
Author: Felipe Lima
Rating 5 of 5 Des:
O último episódio de The Mindy Project foi o primeiro, depois de muito tempo, que não fez minha pressão arterial subir durante sua exib...

O último episódio de The Mindy Project foi o primeiro, depois de muito tempo, que não fez minha pressão arterial subir durante sua exibição, dado o alto grau de irritação que tem me causado nos últimos tempos. Claro que, sim, houve momentos de nervosismo, mas algo bastante tolerável perto que vinha havendo. As coisas, enfim, parecem estar tomando jeito.

Aliás, boa notícia aos que, assim como eu, estavam preocupadíssimos com o paradeiro do Dr. Jeremy Reed: nosso inglês reapareceu! Sem nenhuma explicação de seu sumiço, lá estava ele, como se nada tivesse acontecido. Vê se não prega mais essas peças na gente, hein, doutor! 

O mote do episódio dividiu-se em duas partes. A primeira delas foi Peter tentando sair com uma mulher mais velha (mais velha do que as que ele costuma sair, que fique claro) e madura, experiência essa que, aliás, ele gostou. E eu gostei também. Já não é sem tempo dessa turminha largar mão de tanta infantilidade, né? São doutores, afinal de contas. Adultos, acima de tudo. Um pouco menos de besteirol e um pouco mais de atitudes sensatas não fazem mal a ninguém. E, por falar em maturidade, algo que há tempos vem me irritando profundamente é o total despreparo de Mindy para a vida. Cruzes, ela é uma mulher de seus trinta e poucos anos, médica formada, moradora de uma cidade grande. Como que pode ser tão fútil, tão despreparada para coisas comuns, como apagar um início de incêndio em seu fogão ou matar uma aranha dentro de uma caneca? E achar que está tudo bem, que é bem por aí. Um pouquinho de trapalhada não faz mal a ninguém e pode ser até charmoso, fofinho e tal, mas essa menina é abilolada por demais. Haja paciência. 


A outra levada do episódio foi Mindy procurando um apartamento para comprar e indo cair no prédio de Danny Castellano. Ora, que mundo pequeno! Mas, brincadeiras à parte, achei bem legal isso. Mostrou, retomando o tema, maturidade por parte dos dois. É claro que isso não sairá barato e renderá confusões, desentendimentos e romances, mas, é exatamente isso que a gente quer! Que essa bolha sentimental entre os dois cresça cada vez mais e exploda num lindíssimo colorido (oka, me empolguei...). Como já havia ficado claro no episódio anterior, Castellano deixa cada vez mais evidente que ainda sente coisas por ela (dessa vez até com direito a uma tentativa de beijo mal sucedido da parte dele). O lance é que ele acaba usando essa proximidade como uma vantagem para, claro, estar próximo dela de modo despretensioso, mas também para poder espiá-la com maior facilidade. Em meio a tudo isso, quem ressurge (de nem tão longe assim, vá lá), é o policial do episódio passado, como possível par romântico de Mindy, dessa vez alguém mais maduro e bem mais sem graça, convenhamos. Digo isso não pela idade avançada, pois isso cada vez mais significa menos, mas pelo fato de ser, sem dúvida, um personagem sem sal, sem charme, sem humor, sem jogo de cintura. Não valorizo. De qualquer modo, uma vez que a temporada já está bem próxima do fim, creio que isso não dure muito e logo logo ela e Castellano acertem os ponteiros.

Por fim, queria comentar algo que desde sempre chamou minha atenção na série. Não é nada demais, mas vocês já repararam o quanto o pé de Mindy aparece no seriado? Não sei se existe algum fetiche por parte dela, dos diretores ou de quem quer que seja, mas é fato que tão logo surja qualquer oportunidade, lá estará ela de pé de fora em evidência. Achei isso curioso. Reparem!
Reações:

Sobre o Autor

 
Top