Comentários
Rafa Rodrigo Rafa Rodrigo Author
Title: [REVIEW] NASHVILLE – S2E22: ON THE OTHER HAND
Author: Rafa Rodrigo
Rating 5 of 5 Des:
Ver um season finale como este tendo a certeza de que daqui a poucos meses veremos esses queridos e talentosos personagens de novo por ...

Ver um season finale como este tendo a certeza de que daqui a poucos meses veremos esses queridos e talentosos personagens de novo por mais uma temporada completa, não tem preço. SF bom, e sem a morte ou quase morte de ninguém, a gente se vê por aqui.

Com poucos, porém significativos, ganchos Nashville se despede desta sua segunda temporada, com posições satisfatórias no que diz respeito a audiência e também aos tão preciosos charts, já que o álbum de trilha sonora da serie ficou muito bem colocado no Itunes. O que mais precisa para mostrar que a serie chegou pra ficar e tem folego pra mais temporadas?  Talvez um final menos drástico para Juliett na próxima né...

O que gostei muito aqui foram as coisas acontecendo de forma rápida, nada de enrolação pra deixar tudo nos cinco últimos minutos do episódio, ou seja, momento podridão de Juju foi descoberto rápido, o que foi bom para que mostrasse o arrependimento da estrela e o quando é destrutiva, e mesmo ela sabendo disso não toma mais cuidado com as suas escolhas. O que esperar para a próxima temporada: Juliett fazendo um combo de terapias, sambando na cara dazinimigas e do Jeff, além de bons números na Highway 65.


Sobre Rayna o meu único desejo antes deste episodio era de não ter visto a promo mega revelador que me deixou de boca aberta. O pedido de casamento foi bonito, sincero, e mostrou o quanto Luke pode ser bom para a nossa country queen. Interessante a reação de todos os familiares, já que nenhum demonstrou nem ao menos um sorriso diante do gesto, cada um de uma forma particular ficou chocado. Claro que o choque de Maddie já era previsível, essa personagem e sua constante tripolaridade é complicada, chata e irritante, mas é compreensível sonhar com os pais juntos e formando uma família (mesmo que ela pense nisso desconsiderando total o seu outro pai). O que esperar da próxima temporada: Rayna fazendo besteira e escolhendo o amor do passado e não as possibilidades do futuro, e isso vai dar muito pano pra manga para a gravadora, uma batalha épica com Jeff tendo Luke ao seu lado, e as possibilidades de virar uma sem teto, porem com muito amor pra dar.


Quando falo de ganchos significativos ainda temos mais um, o de Scarlett. Até o momento não tivemos noticia confirmando ou negando sua saída da serie, e espero que a personagem fique. Quando comecei a assistir este episodio lembrei-me do quando o final da temporada passada foi impactante, e pensei “será que teremos um novo "Nothing in this world, will ever brake my heart again?”, e tivemos, mais uma vez, a musica de Gunnar é linda e representa muito bem o presente de Scarlett, e fazendo dela um dueto foi muito lindo e mostrou o quanto um pode fazer a diferença na vida do outro, mesmo não estando em um relacionamento. O que esperar da próxima temporada: Scarlett presente e ressurgindo cantando Black Roses *-*.

Pra acabar, só faltou falar de Will, a versão gay de Juliett, fazendo suas escolhas erradas e em frente a câmeras. Pensei mesmo que ele seria arrancado do armário, mas não desta forma. Mas como diria o Chaves “Há mala que vem para bena!”, assim podemos dar adeus a nossa querida (#sqn) Layla, e dar um olá para o personal treiner simpático.

Foi muito legal escrever aqui para o blog sobre o nosso querido novelão, nos vemos na próxima temporada, cantando, se emocionando e rindo da desgraça de Jeff Fordham. Amém!


See ya guys!

Reações:

Sobre o Autor

 
Top