Comentários
Raphael Gomes Raphael Gomes Author
Title: [FILMES] MALÉVOLA - CRÍTICA #44
Author: Raphael Gomes
Rating 5 of 5 Des:
Desde criança sempre um tive um fascínio pelos vilões, eles sempre me pareceram mais interessantes e inteligentes, e não conseguia evi...

Desde criança sempre um tive um fascínio pelos vilões, eles sempre me pareceram mais interessantes e inteligentes, e não conseguia evitar torcer por eles. Imaginem minha felicidade então quando foi confirmada a produção de Malévola, um dos contos de fadas mais famosos sendo recontado do ponto de vista da vilã, uau, fui ao céu. Ansiedade foi enorme e com grande prazer fui ao cinema checar essa produção.

Como a produção é da Disney, era de se esperar que Malévola não fosse tão má quanto se imaginava, mas fiquei surpreso com o nível de bondade que ela atingiu. Antes do tão conhecido dia do batismo, vemos como ela cresceu, foi traída e literalmente mutilada. Então esperava mais atos de raiva e maldade do que realmente houveram. Prometeram uma mulher ressentida e amargurada pela traição, e nos entregaram outra pessoa.

Malévola era carinhosa, atenciosa e protetora das criaturas que viviam no seu reino. Mesmo após perder suas asas e abraçar o lado negro da força, ela não perdeu essas qualidades. Vemos como ela nutria esses mesmo sentimentos em relação à Aurora, mesmo sendo filha do homem que ela tanto amou e a traiu covardemente. Ainda tenho dúvidas se esse amor por Aurora é resultado do presente recebido pela fada no seu batismo. Pareceu-me que Malévola a protegeu durante toda a infância como forma de ainda ter um laço com Stefan, mesmo após tudo que aconteceu.


Aurora foi enviada para longe da corte para ser criada pelas três fadas que Stefan confiava, tentando fugir da terrível maldição que Malévola lançou. Tentei de todas as formas aceitar que as três eram a saída cômica do filme, e era pra ser assim, mas não aguentava. Cada cena dessas três era uma tortura pra mim, como eram irritantes, desastradas e sem graça. Única coisa legal foi lembrar na primeira cena que a mais gorda era a Umbridge de "Harry Potter".

Elle Fanning foi uma Aurora perfeita, linda e feliz como sempre imaginei. Às vezes feliz demais, como a Malévola aguentava ela? Não preciso nem comentar sobre a atuação da Jolie, só pelo trailer já está claro que ela rouba toda a cena. As expressões e vozes que ela faz no filme são fantásticas, os trejeitos que ela adquire após ficar má, mesmo sendo pequenos movimentos com as mãos, fazem a diferença na atuação dela. Sem Jolie esse filme seria um fracasso.

Se não viram o filme pulem esse parágrafo spoilers à frente. Estou adorando essa nova fase da Disney de mostrar que o amor verdadeiro é uma coisa familiar. Vemos em Malévola que um desconhecido bonitão que você mal conhece e decidiu te beijar enquanto você estava dormindo, é super normal beijar desconhecidos adormecidos, não é um amor verdadeiro, e sim que um amor verdadeiro é amor maternal. Já havíamos visto também em Frozen o amor de irmãs sendo mais importante. Uma aposta muito boa do estúdio, espero que levem adiante essa ideia em mais filmes.


Com uma interpretação poderosa de Jolie, ótimos efeitos, fotografia deslumbrante e um figurino bem interessante, Malévola é um filme que merece ser visto. Não é a explosão de maldade que esperava, mas é um filme sobre maternidade, perdão e segundas chances. Quem sabe um dia venha uma versão em que a Malévola tenha a vingança que acho que ela merece, até lá espero que essa moda de fazer versão de histórias infantis do ponto de vista do vilão pegue.

P.S. A filha da Jolie é tão linda, pena que a cena que ela aparece é muito rápida.
Reações:

Sobre o Autor

 
Top