Comentários
Poliana Mendes Poliana Mendes Author
Title: SELEÇÃO DDS - PARTE 1
Author: Poliana Mendes
Rating 5 of 5 Des:
Que vai ter copa, todo mundo já sabe. Que o Brasil vai parar, também. Então pensamos fazer um post especial sobra a Copa, a ideia é sim...

Que vai ter copa, todo mundo já sabe. Que o Brasil vai parar, também. Então pensamos fazer um post especial sobra a Copa, a ideia é simples, montamos uma seleção de séries para que vocês que não são tão ligados em futebol assim possam ter várias opções para maratonar nessa "mini-férias". Lembrando que diferente da seleção de cada país onde só os melhores (ou deveria ser) são convocados, nós somos mais flexíveis e listamos séries dos mais variados tipos e gostos, para que todos possam se identificar.

Selecionamos algumas séries que ainda estão no ar ou que já acabaram, mas com a diferença de não serem tão longas, afinal a copa só dura um mês e iremos dividi-las em posições no futebol. Nessa primeira parte vamos convocar a nossa defesa: Goleiro, zagueiros e laterais. A próxima parte virá com o meio-campo e o ataque. 

Goleiro - Shameless US
Não se pode ser campeão sem um goleiro que passe a confiança necessária, por isso a escolhida para essa categoria já é uma veterana que todos que assistem amam (inclusive eu), ela é daquelas séries que você sai indicando para todos loucamente, igual aquele goleiro que você tanto gosta e defende. É uma versão da série britânica de mesmo nome, transmitida pela Showtime, possui 48 episódios até o momento e está renovada para a sua 5ª temporada que tem previsão de estreia para início de 2015.

Shameless é aquela série de uma categoria que atualmente vem crescendo muito, a dramédia (críticos, por favor criem essa categoria nas premiações!), conta a vida da família nenhum pouco convencional Gallagher, mas isso aí você pode vê em qualquer sinopse da série, agora vou te convencer a dar uma chance pra ela.

Com um piloto extremamente ágil, direto e divertido, é impossível não gostar de Shameless no primeiro momento e o melhor de tudo que a série só melhora. Narrar a vida de pessoas miseráveis nos Estados Unidos de forma tão real e afiada é bem difícil de acontecer e a série consegue exatamente isso, nos seus momentos sem vergonha em que vale tudo para conseguir botar comida em casa, ou melhor bebida, e até mesmo naqueles dramáticos em que nossos personagens preferidos se veem na merda por conta de ações que eles próprios criaram e alimentaram.

Não há politicamente correto em Shameless, não há a mocinha sofredora que nunca faz nada de errado, não há o vilão sem noção que só tem maldade dentro de si. Há um misto de tudo, assim como no dia-a-dia de todos, ninguém é 100% correto na vida nem 100% errado, todos agem por interesse em algum ponto, todos precisam sacrificar coisas importantes por causa dos outros. O mundo é complexo e Shameless é tudo o que o mundo é e mais um pouco. Vai ver é por isso que os críticos não a levem a sério, pois é tão real que chega a incomodar, afinal viver num mundo em que tudo parece estar perfeito é mais fácil.

Lateral direita - Blue Mountain State
Os laterais do time são aqueles que costumam ter um preparo físico excelente, já que precisam ajudar tanto no ataque quanto na defesa e a escolhida para ficar pela direita defendendo e atacando foi Blue Mountain State, por ser uma série sobre jovens na faculdade e ter o esporte como pano de fundo inúmeras vezes. A série contou com 39 episódios e 3 temporadas, infelizmente foi cancelada.

Quem aí nunca se imaginou vivendo a fase de faculdade nos Estados Unidos? Com direito a colegas de quarto, festas insanas, sexo, drogas, esportes e muito mais? É exatamente sobre isso que se trata Blue Mountain State, essa fase maravilhosa que é a faculdade. 

É uma comédia despretensiosa mas que soube ao longo dos seus episódios trabalham bem todos os temas que envolvem a vida universitária. Calouros achando tudo lindo e belo na faculdade, garotas e garotos se mostrando para todos, festas malucas no qual se lembra pouco ou quase nada quando acordar, futebol americano e seus jogadores toscos. Impossível não haver comparação com American Pie já que o assunto é o mesmo, a grande diferença é que a série durou mais que o filme (não vamos entrar na questão de inúmeros filmes ruins da franquia de American Pie, pois só presta aqueles do elenco original).

E quem se interessou em maratonar ou quem já assistiu e ficou com um gostinho de quero mais, a boa notícia é que o filme da série está vindo aí! Uma campanha ocorreu no primeiro semestre desse ano para arrecadar dinheiro para o filme e a campanha foi um sucesso! Então ainda teremos um pouco de Blue Mountain State no mundo, só que dessa vez nas telonas!

Lateral esquerda - Friday Night Lights (Dana Rodrigues)
Para fechar a dupla de laterais, nada melhor que outra série de esportes, o que só mostra que a defesa está forte e focada, conseguindo balancear de uma série não tão conhecida e bem vista pela crítica, com uma que a crítica adorou e colecionou vários prêmios e indicações.

Tudo bem que é de futebol americano, mas Friday Night Lights é uma série para você se apaixonar (mesmo que não entenda nada sobre esse esporte - assim como eu -). Ela é baseada em um livro e filme do mesmo nome e conta a história de um time de futebol americano escolar da cidade de Dillion (vários personagens/jogadores incluídos). A série também foca em seu treinador, Eric Taylor e sua família. Friday Night Lights trata de várias questões atuais como racismo, drogas, aborto, condições econômicas e etc. Mostra como as pessoas reagiriam a várias situações e como elas resolvem esses problemas. Te faz amar os personagens, aprender, se envolver e emocionar com as histórias e reviravoltas. FNL tem um total de 76 episódios divididos em 5 temporadas. Foi sucesso de crítica por tratar dos problemas que mencionei acima e também pela profunda exploração emocional dos personagens principais (se já é assim pros personagens, imagina para quem está assistindo...).

De acordo com o Wikipedia, a série venceu um Peabody Award, um Humanitas Prize e um prêmio da Television Critics Association, além de vários prêmios técnicos no Primetime Emmy Award. No Primetime Emmy Awards 2011, o programa foi indicado na categoria de Melhor Série Dramática. Kyle Chandler e Connie Britton receberam indicações nas categorias de Melhor Ator em Série Dramática e Melhor Atriz em Série Dramática. O produtor executivo Jason Katims também foi indicado na categoria de Melhor Roteiro em Série Dramática. Tanto Chandler quanto Katims venceram em suas respectivas categorias. “Clear Eyes, Full Hearts, Can't Loose".

Zagueiro Pela Direita - Orange Is The New Black
Geralmente zagueiros não passam muita confiança no início de sua carreira, pois cada erro pode ser crucial para o decorrer do jogo, mas conforme vão amadurecendo, vamos vendo que realmente eles são bons e merecem seu devido lugar de destaque, por causa disso OITNB ficou nessa posição, por ser uma série que cresceu absurdamente do início dela até aqui e por ter a segurança necessária que a posição precisa.

Uma produção original da Netflix que começou timidamente ano passado, sem muitas pessoas esperarem muito dela e nos entregou uma das temporadas mais legais de se acompanhar no último ano e ela está de volta em 2014. A Netflix já nos sacaneia (no bom sentido é claro) quando divulga a temporada de uma só vez e é aí que nos vemos obrigadas a fazer uma mini maratona.

OITNB conta a história de Piper Chapman, uma mulher de classe média-alta que se vê obrigada a se entregar para a justiça e cumprir pena em uma cadeia. Uma das coisas mais bacanas da série é podermos conhecer a história não só da nossa protagonista, mas de várias outras detentas, pois em cada episódio foca-se em alguém e um pouco da sua vida não só dentro da prisão como antes da cadeia.

O humor sádico e negro é o ponto alto da série, saber criticar os problemas sociais de uma forma tão direta e escrachada como Orange Is The New Black faz não é para qualquer um, a criadora da série resolve ir além e não só tratar os estereótipos de uma cadeia, ela os usa para mostrar que toda uma visão pré-concebida de algo ou alguém pode estar completamente errada. Além de todas ali evitarem falar do seu passado, deixando claro que o que menos importa na série é qual crime elas cometeram para estar ali e sim como é o dia-a-dia de uma prisão que tem suas privilegiadas, diretores corruptos e agentes carcerários escrotos.

Zagueiro Pela Esquerda - Dallas 2012 (Dana Rodrigues)
Existem aqueles zagueirões mais tradicionais, assim como as novelas aqui no Brasil, não há como negar que as novelas aqui ainda são a grande paixão nacional e por causa disso, nada mais justo de termos uma série que se enquadra nessa categoria aqui nessa nossa seleção, afinal nem sempre o zagueiro precisa ser bom, só não comprometer o andar do jogo tá ótimo!

Dallas (2012) é a continuação depois de 20 anos do clássico produzido em 1978 e 1991. A trama gira em torno da família Ewing, principalmente na brigas entre os primos John Ross e Christofer, filhos de J.R e Bobby Ewing respectivamente. Os dois irmãos aparecem na série juntamente com os personagens novos. Do elenco antigo, constam Larry Hagman (J.R.), Patrick Duffy (Bobby) e Linda Gray (Sue Ellen), além de participações de outros. A série ainda está em exibição e até o momento conta com 33 episódios em 3 temporadas.

Sinopse rápida: "Anos após a perda da Ewing Oil, J.R. encontra-se em uma casa de repouso, tratando-se de uma depressão profunda causada pela queda da empresa petrolífera, enquanto Bobby administra o rancho Southfork, deixado para ele no testamento de Miss Ellie (Barbara Bel Geddes). Até que John Ross decide perfurar uma grande reserva de petróleo no rancho da família: é a oportunidade de retomar o negócio típico dos Ewings. Entretanto, Bobby não aceita a exploração dentro das terras da família, em respeito ao desejo de sua falecida mãe. Para empreender o negócio, John Ross arma uma fraude em conluio com seu pai.J.R., então, volta à ativa, movido pelo desejo de retomar o controle, interferindo na vida de todos, inclusive de Sue Ellen, hoje candidata ao governo do Texas. Pai e filho tomam o rancho de Bobby e reiniciam a clássica guerra intrafamiliar que marcava o seriado oitentista."

Essa série é uma combinação de traição, esquemas, altas emoções e reviravoltas que acabam conquistando quem assiste. Eu (Dana) assisto essa série nova desde o piloto e a cada episódio, a cada temporada venho me surpreendendo. Não é uma série que "enche linguiça", as tramas começam e tem um final. É um plot atrás do outro. Pode ser que pelo fato de ser do gênero drama/novela não agrade à todos, mas quem gosta de uma novidade e de descobrir coisas novas, Dallas é uma boa pedida.

E aí, gostaram da nossa defesa? Acham que montamos certo? Assistem alguma ou tem vontade e estava faltando só o empurrãozinho? Aproveitem esse tempo e escolham alguma para maratonar, a maioria é curtinha e como o Brasil para na Copa, nada melhor que uma maratona. Ansiosos para ver quem fará parte do nosso meio de campo e ataque? Não percam, quarta-feira a Seleção DDS estará completa com a segunda parte!

Reações:

Sobre o Autor

 
Top