Comentários
Poliana Mendes Poliana Mendes Author
Title: SELEÇÃO DDS - PARTE 2
Author: Poliana Mendes
Rating 5 of 5 Des:
E aí, gostaram da nossa primeira parte? Agora vamos para a segunda, o meio e o ataque, o que muitos julgam ser mais importante num time...

E aí, gostaram da nossa primeira parte? Agora vamos para a segunda, o meio e o ataque, o que muitos julgam ser mais importante num time de futebol, afinal, são eles os responsáveis pela armação das jogadas e os gols. Então, sem mais, vamos para o resto da nossa seleção!

Primeiro Volante - Chosen (Dana Rodrigues) 
Comumente chamados de cabeça de área, essa posição no futebol é muito importante, pois é esse jogador que fica responsável pela marcação e contenção das jogadas do adversário e por causa disso, Chosen foi escolhida por ser de ação.

É uma série de ação/aventura produzida pela Crackle que conta inicialmente como personagem principal Ian Mitchell, interpretado por Milo Ventimiglia (Heroes). Ian, um advogado, separado de sua esposa, luta para conciliar sua vida de trabalho e criação de sua filha. Em um dia normal ele recebe uma caixa com a foto de um estranho, instruções para eliminar essa pessoa em um determinado período de tempo (nesse primeiro caso 3 dias).

Logicamente ele desconfia, acha que tudo é uma piada de mal gosto, mas aí ele acaba descobrindo que alguém está tentando o eliminar também (uma outra pessoa recebeu a mesma caixa só que com a foto de Ian dentro junto com seu tempo de eliminação). No final das contas, Ian foi "escolhido" (do inglês "chosen") para participar de um jogo mortal que está acontecendo todos os dias e lugares. Essa série é uma mistura de ação, suspense, mistério e aventura. Deixa você de olhos grudados na tela querendo saber todo o desfecho. E como já assisti, já digo de antemão: tem várias reviravoltas. É uma ótima série para maratonar na copa, ela só tem 3 temporadas, cada uma com 6 episódios de 30 minutos. É alucinante e de tirar o fôlego.

Para os fãs de One Tree Hill, o Chad Michael Murray também participa dessa série. Já dei mais um motivo para começar a maratonar agora, não foi?

Segundo Volante - My Mad Fat Diary
O segundo volante, já é conhecido por ter uma técnica maior e por ser o responsável de ligar a defesa ao meio-campo e muitas vezes ao ataque, tem um passe mais caprichado que o seu companheiro e muitas vezes pode até armar as jogadas. E My Mad Fat Diary é uma série leve que cumpre muito bem o seu papel.

Ahhh os anos 90, aquela época que a gente brincava na rua até tarde, tinha o joelho arrombado por causa das quedas de bicicleta, nossos amigos eram aqueles da nossa rua e da nossa escola, internet era coisa de rico, celular só para jogar snake e olhe lá, quem nasceu no início dos anos 90 como eu tem uma saudade enorme disso tudo. E é dessa época que My Mad Fat Diary passa, a diferença é que não é uma turma de criança e sim de adolescentes, mas o saudosismo da época é marca registrada que qualquer pessoa que viveu os anos 90 seja em que época foi se lembrará e o sorrisão aparecerá na cara imediatamente.

My Mad Fat Diary é uma série inglesa, do canal E4, com 2 temporadas completas que conta a história de Rae, uma adolescente com diversas inseguranças que só a época mais conturbada da vida de alguém pode trazer. Referências musicais é uma marca registrada da série, além do velho e querido diário que tanto foi usado por meninas e meninos nos anos 90 para deixar registrados fatos importantes do dia-a-dia.

A série é encantadora, a começar pela protagonista que foge dos padrões impostos pela sociedade, por ser gorda e ter alguns problemas mentais por causa disso. Com apenas 13 episódios exibidos até o momento é interessantíssimo como tanta coisa já aconteceu na vida de Rae e seus amigos e como nós espectadores nos identificamos com muitas daquelas situações: primeiro beijo, primeiro amor, primeira vez, antigas amizades, novas amizades, pais sendo pais, bebida ,enfim tudo o que uma série teen pode nos oferecer. A grande diferença de My Mad Fat Diary para as tantas outras é que há um encantamento natural pela história em si e pelos seus personagens, se eu pudesse classificar a série com um adjetivo só seria apaixonante.

Meia Armador - Hannibal (Camila Menezes)
O meio armador é o craque do time, muitas vezes é responsável pela camisa 10, a camisa mais importante e "pesada" de um time. Esse jogador é o cabeça do time, o que distribui as jogadas, faz lances belíssimos e dá passes excelentes para os atacantes só empurrarem a bola pro gol. E não poderia deixar de ter Hannibal na seleção, por conta de sua qualidade e diferença ao meio de tanta série atualmente. Hoje em dia é uma posição que está em falta no futebol mundial, assim como é difícil achar séries com qualidade tão boa quanto Hannibal.

Imagine uma série centrada em um forte jogo de manipulação. Um jogo tão forte e envolvente capaz de enlaçar desde os personagens que giram em torno da trama até os próprios fãs. Todos são testados pelas ações meticulosamente articuladas por um personagem odiosamente amável: Hannibal Lecter.

Essa é Hannibal. A série traz de volta o canibal mais famoso do cinema. Baseada na obra de Thomas Harris, essa é uma série perfeita para aqueles que amam um enredo bem construído, poético e com uma alta dose de loucura.

Renovada para terceira temporada, a série gradativamente vem conquistando seu espaço ao passo que se solidifica como uma das melhores séries atuais. Ao final dos 26 episódios, você chegará à conclusão que foi definitivamente fisgado pela sedução dessa belezinha. Isso porque a série evoluiu visivelmente ao longo das temporadas.

Temos como prato principal as artimanhas de Hannibal Lecter, psiquiatra à serviço do FBI para dar suporte a Will Graham. Will, por sua vez, é convidado pelo FBI para ajudar a desvendar os crimes graças a um dom único: empatia. Will é capaz de sentir, pensar e agir como qualquer pessoa. Ao mesmo tempo em que esse dom é extremamente útil em seu trabalho, também é perturbador.

E pautado nessa relação entre os personagens que está o ponto forte da série: os limites da sanidade são testados e o clima de suspense é preponderante durante toda a trama. Além de tudo isso, você ainda tem direito a aprender os segredos da culinária francesa feita especialmente com carne humana. Não é incrível?
Aceite a loucura e renda-se aos encantos diabólicos do canibal mais sedutor da literatura americana.

Meia atacante - Suits
Essa posição é um trunfo do time, ele pode desempenhar ambas as funções, dependendo do esquema tático do time, o que geralmente surpreende seus adversários em diversos momentos do jogo, eles são rápidos e tem um bom domínio de bola, por causa disso, a escolhida foi Suits.

Cansados das mesmas séries sobre advogados e seus escritórios? Está na hora de começar a ver Suits, a linguagem do direito está lá, os escritórios também, mas a grande diferença da série para as demais é que não se vai a julgamento, pelo menos evita-se ao máximo, o que veremos em Suits são acordos, acordos e mais acordos, uma aula de como lidar com adversidades, contratos e revertê-los ao seu favor.

Em Suits temos Harvey Specter, um dos melhores advogados de Nova Iorque que está a procura de um pupilo, mas para ele não importa só ser um recém-formado em Harvard, ele quer muito mais que isso. E por conta do destino acaba tendo Mike Ross na sua sala, um jovem que tem uma memória fotográfica excelente e por causa disso a usa ao seu favor, a grande questão é que ele não se formou em Harvard, muito menos é advogado. Mas mesmo assim, Harvey resolve burlar as leis e contratá-lo, formando a turma dinâmica dentro do escritório que Specter trabalha.

Com um ritmo rápido que nos prende facilmente, uma história muito boa que sempre tem um pano de fundo, não se atendo só a casos da semana, uma trilha sonora de se aplaudir, referências à cultura pop em praticamente todos os episódios, Suits conseguiu um lugarzinho na nossa seleção.

Segundo atacante - Awkward (Dana Rodrigues)
Responsável por ser aquele atacante que sai da área e tenta buscar o jogo, mas sempre perigoso, esse jogador tem que ser quase completo, saber chutar, cruzar, tocar, driblar, ser rápido e alguns até voltam para ajudar a marcação. Eles são conhecidos por serem leves e terem uma velocidade considerável e nada melhor que uma comédia para ocupar esse lugar.

Awkward. é uma série dramédia que estreou em 2011 na MTV. Ela gira em torno de Jenna Hamilton que após sofrer um acidente bizarro, todos começam a pensar que ela é suicida e isso traz uma certa popularidade para aquela garota que antes era "invisível". Essa série é narrada em primeira pessoa, você se sente como a personagem principal, aprende a amá-la e a odiá-la de acordo com as decisões que ela toma durante a trama. Jenna é filha de Lacey, que engravidou na adolescência e é super nova ainda (isso rende altas cenas engraçadas dela dando conselhos pra Jenna). Mesmo antes de ser popular, Jenna já tinha amigas, a Tamara e a Ming, que são personagens incônicas na série, tendo seus prórpios plots que são super divertidos.

Durante a história, Jenna precisa lidar com todo esse mal entendido, sua agora alta popularidade e também seu amor por um dos maiores gatos da escola, Matty McKibben. Awkward. é uma boa indicação para relaxar e rir durante a copa. É uma maratona super rápida porque os episódios são de no máximo 30 minutos. A série ainda está em exibição e atualmente conta com 53 episódios. Alguns personagens e bordões épicos também estão presentes nessa série. "You're Welcome".

Centroavante - Orphan Black
É o famoso camisa 9, o matador do time, aquele responsável só por meter a bola pro gol, muitas vezes não são técnicos, mas aqui o que importa é o posicionamento e o oportunismo, por isso Orphan Black foi a escolhida, por ser um fenômeno de sucesso atualmente e que chama a atenção por onde passa.

Com duas temporadas, Orfã Preta (conhecida por muitos), foi uma grata surpresa no ano de 2013 e todos que assistiam saíam loucamente divulgando e comentando da série. É um sci-fi que o principal plot são as clonagens.

Sarah por culpa do acaso acaba encontrando e conhecendo outros clones de si e se vê envolvida em toda essa história. O grande ponto alto da série são as atuações de Tatiana Maslany, que interpreta 6 clones, isso mesmo, 6 clones! Cada um com suas peculiaridades e características, nós espectadores conseguimos saber facilmente quem é quem. A série é viciante, quando se começa a assistir, é difícil de parar, então estão esperando o quê para começarem?

E assim chegou-se ao fim a nossa seleção do DDS, espero que tenham gostado dessa ideia de ligar as séries a Copa do Mundo e que se interessem por alguma para maratonar nesse um mês de "férias".
Reações:

Sobre o Autor

 
Top