Comentários
Raphael Gomes Raphael Gomes Author
Title: [C. NERD] DA TELINHA PARA A TELONA: ALIAS
Author: Raphael Gomes
Rating 5 of 5 Des:
Julho finalmente chegou, esse mês lindo que significa férias para a maioria, passar o dia deitado, tomando sorvete, comendo pipoca e assist...
Julho finalmente chegou, esse mês lindo que significa férias para a maioria, passar o dia deitado, tomando sorvete, comendo pipoca e assistindo filme. Para quem fica perdido na hora de escolher o que ver, que tal darmos uma olhada no que aqueles atores da nossa série preferida anda fazendo pelo cinema? Vamos lá.

Quem nunca teve vontade de ser espião quando criança? ALIAS veio mostrar que isso é muito fácil, e difícil mesmo é ser espião duplo. Por cinco temporadas vivemos com Sydney, nos altos e baixos da sua vida/carreira, aprendemos vários truques pra seguir e enganar pessoas e ainda, como uma profecia louca pode estragar uma série vida.

"My name is Sydney Bristow. Seven years ago I was recruited by a secret branch of the CIA called SD-6." Não há como não ler essa frase sem a voz da Sydney, e a saudade dessa série só aumenta. Mas, deixemos a nostalgia de lado e vamos ver o que esse elenco anda fazendo pelo cinema.

Jennifer Garner - Clube de Compras Dallas (2013) - 5/5


Garner tem uma carreira até sólida no cinema, passando de comédias de sucesso como "De Repente 30" ou por filmes duvidosos como "Elektra". Mas pessoalmente acho que ela trabalha muito pouco.

Mas o filme que quero dar destaque é o "Clube de Compras Dallas", um ótimo filme sobre a luta contra a AIDS, em uma época em que pouco se conhecia da doença, e o preconceito era gigantesco. Garner foi ótima interpretando uma médica que tenta ajudar os pacientes, mas não confia muito na droga que está sendo usada no tratamento. O filme é ótimo em todos os sentidos, desde o roteiro até o elenco estrelado e que dá show em cena.


Destaque para a magreza excessiva de Matthew McConaughey que lhe ajudou a faturar o Oscar de Melhor Ator, DiCaprio ainda chora por não ter ganho. E também para o Jared Leto andando perfeitamente de salto alto e humilhando várias mulheres por ai.


Bradley Cooper - As Palavras (2012) - 4/5


Will Tippin foi rejeitado por Sydney várias vezes, mas Hollywood aceitou ele, e muito bem. Hoje ele é um dos queridinhos e muito requisitado. Bastante conhecido por comédias como "Se Beber Não Case" ou o excelente "O Lado Bom da Vida", Cooper se dá muito bem quando tenta um papel mais sério, e esperamos que ele comece a escolher esses tipos de personagens com mais frequência.

As Palavras é um filme interessante, sobre um escritor que rouba a obra de um outro e a publica com enorme sucesso. Só que, mesmo já sofrendo com sua consciência pesada, o verdadeiro autor começa a persegui-lo, e as coisas vão saindo de controle.


O filme começa complicado, até começar a compreender que história é a verdadeira e qual é a do livro, mas nos deixa ansiando pelo desenrolar da história. Tem uma leve escorregada no final, mas nada que prejudique o filme como um todo. Cooper consegue levar o filme muito bem, provando que não é só um rostinho lindo, nem somente um ator de comédia. Destaque no filme pra Olivia Wilde, a querida Thirteen de "House" e para Ron Rifkin, nosso odiado amado Arvin Sloane.

Carl Lumbly - O Assassino do Alfabeto (2008) - 1/5


Lumbly não participou de tantos filmes conhecidos. Infelizmente o cinema não é feito só de filmes bons. O fiel agente da CIA está precisando se aventurar em filmes melhores.

Quem ai se lembra dos filmes de suspense de baixo orçamento que passava sábado a noite no "Super Cine", na Globo? Quando eu era adolescente adorava ficar até tarde vendo aqueles filmes. "O Assassino do Alfabeto" se encaixaria perfeitamente no Super Cine daquela época, fraco, mal dirigido e ainda te deixa com vergonha alheia do elenco.


Porque foi se meter em um projeto desse Lumbly? Darei um desconto porque a história poderia ter sido melhor adaptada, já que é baseada em casos que realmente aconteceram, mas desde o começo já era perceptível que não ia ser bom. Efeitos super fracos, desfecho mais estranho ainda, efeitos duvidosos, não se aproximem desse filme pelo bem de vocês. Lumbly ainda tem a sorte de aparecer pouquíssimo no filme, mas até com o visual dele estragaram. Eliza Dushku conseguiu sua pior interpretação desde "Buffy". Sério, não vale a pena.

Kevin Weisman - Undocumented (2010) 1/5


Outro que tenta a sorte em filme de terror e não deu nada certo. Nosso atrapalhado Marshall ainda não conseguiu deslanchar na telona.

"Undocumented" é um filme de terror que tentou seguiu os passos de "O Albergue", mas que também queria colocar uma crítica social para não ser tão vazio quanto o antecessor. Resultado, um filme chato sobre mexicanos sendo torturados. "O Albergue" abriu uma porta para que filmes de tortura fossem feito, mas claro, bem feitos.


Kevin faz um personagem muito parecido com o Marshall, atrapalhado e brincalhão, mas não consegue se encaixar no restante do filme. A crítica social sobre a imigração ilegal, e sobre o que os imigrantes tem que suportar pelo sonho de uma vida melhor se perde na tortura fraca e sem sentido do filme. Tudo que passava na minha cabeça durante esse filme era "será que tá acabando? era melhor ter ido ver uma série". Fraco, chato e não merece ser visto.

Michael Vartan - Retratos de Uma Obsessão (2002) - 4/5


Vartan trabalha bastante na telona, mas geralmente são filmes de baixo orçamento e sem grandes promoções. Mas não há como esquecer que ele foi o primeiro beijo da Drew Barrymore em "Nunca Fui Beijada".

Mas queria dar destaque mesmo é para "Retratos de Uma Obsessão". Ser stalker hoje em dia é fácil, e com as redes sociais virou quase uma modinha. Embora a modinha seja só descobrir o que sua paquera/rolo/namoro esteja fazendo, o filme nos mostra o que um verdadeiro stalker é, e isso é realmente assustador, ainda mais quando ele gostaria de ter a sua vida.


Filme tem atuações maravilhosas, Robin Williams está impecável, tanto nas expressões quanto nos trejeitos de maluco. Vartan interpreta o pai da família que é perseguida. O filme não é tão novo, mas vale muito a pena assistir. Depois dele, tenha cuidado com onde você revela suas fotos.

Lena Olin - O Leitor (2008) - 5/5


Outra que tem uma carreira super consolidada na telona, Olin participou de sucessos como "Chocolate", "Lembranças" e "Casanova". Entre tantos filmes bons, foi difícil escolher um pra falar, mas vamos falar do meu filme preferido em que ela participa.

O Leitor é um drama forte, que expõe temas delicados, como holocausto e pedofilia. O roteiro é muito bem amarrado e nos deixa ligados na tela desde o primeiro minuto. Nos é mostrado até que ponto uma pessoa pode suportar, por ser orgulhosa demais. É um filme lindo, e eu só tenho elogios a ele, lindo e de quebrar o coração.

Ralph Fiennes e David Kross estão fantásticos em cena, mas Kate Winslet rouba toda a atenção e nos deixa de coração quebrado. Olin faz uma pequena ponta no filme, muita pena, adoro a atuação dela. Mas o filme merece ser visto, e revisto e revisto sempre que possível. Falar nisso, acho que verei ele novamente.


Por esse mês é só. Já estou pensando aqui em que série fazer mês que vêm, se tem alguma sugestão, deixe ai que eu atendo.
Reações:

Sobre o Autor

 
Top