Comentários
Dyonathan Lavall Dyonathan Lavall Author
Title: [REVIEW] LOST: IMPRESSÕES DA 4ª TEMPORADA.
Author: Dyonathan Lavall
Rating 5 of 5 Des:
CONTERÁ SPOILERS! Vamos lá para a quarta parte do especial de Lost aqui, no diário de seriador. Dessa vez, falando sobre a quarta t...

CONTERÁ SPOILERS!

Vamos lá para a quarta parte do especial de Lost aqui, no diário de seriador. Dessa vez, falando sobre a quarta temporada. Temporada que quase ficou pela metade, devido à greve de roteiristas. O Cronograma inicial era que a temporada teria 16 episódios, com o inicio da greve, só 8 estavam prontos, só que deu tudo certo com o final da greve, e a temporada acabou com 14 episódios, apenas dois a menos do previsto. Vale lembrar, que nessa época, VARIAS SERIES sofreram com a greve. Prison Break, por exemplo, teve uma terceira temporada com apenas 13 episódios.


A quarta temporada de Lost foi exibida de 31 de Janeiro de 2008 até 29 de Maio de 2008. 6 anos atrás, prova que o tempo passa rápido mesmo.

Ela já começa com as consequências da morte de Charlie na temporada anterior. Desmond tentando avisar que não é o barco de penny, para a morte de Charlie não ter sido em vão, e com um Flashforward de Hurley, já fora da ilha, onde um Jack barbudo o visita na clinica psiquiatra. Os Flashforward começaram na season finale da terceira temporada, e agora se tornam frequentes na série.

Nessa temporada, temos uma divisão de grupos na ilha, o grupo de Locke, e o grupo de Jack. Além, de participações que passam a serem importantes para o andamento da série: Faraday, Miles, Frank e Charlotte caem na ilha, literalmente. O que gosto muito desses episódios iniciais, é quando a TV mostra destroços falsos do Oceanic 815, e fala que todos os passageiros estão mortos para o mundo todo. É chocante! Embora não seja verdade, claro.

Na primeira parte da temporada, temos grandes momentos da série: temos o flashforward que mostra Kate cuidando de uma criança que ela chama de filho, e é revelado que o menino é Aaron, o filho de Claire. E, temos a cena que emocionou todos e virou uma das melhores da série: quando no episodio “The Constant” temos a incrível ligação de Desmond para Penny “através do tempo” numa coisa louca, onde ele finalmente consegue falar com ela. Parece ser algo simples, só que o peso da cena, o momento, e toda a atmosfera em volta dela, para quem acompanhou LOST, sabe que foi uma cena memorável essa conversa por telefone, graças a Faraday.

É Confirmado que Charlie tinha razão quando se sacrificou, e o navio não estava lá para resgata-los, e sim para capturar Ben, e posteriormente, matar todos eles. Ben não é capturado, mas, ele sofre bem mais do que isso. Keamy, o líder dos mercenários que querem Bem, mata Rousseau, mata Karl (namorado de Alex) e, em uma cena considerada por muitos, como uma das mortes mais marcantes de LOST, ele mata Alex, a filha da Ben. Na cena, para quem não lembra (impossível) Keamy fala que vai matar Alex se Ben não se entregar, Ben blefa, mente que a menina não significa absolutamente nada para ele, só que enquanto ele blefa, antes de poder terminar sua mentira, Keamy atira na cabeça da Alex e a mata, na frente de Ben, que na janela da vila dos outros, observa tudo... Chocado e arrasado. É inapagável a cara de Bem nessa cena, o seu choque, a sua dor. E triste a morte de Alex. Essa cena desencadeou uma série de acontecimentos importantes na série. No Flashforward do final desse episodio, temos um Ben no meio do deserto, confrontando... Widmore.


Qualquer mistério de LOST, sempre gerou muitos debates nas comunidades do Orkut na época (sim, o Orkut bombava na época) e nos fóruns da série, como falei na review da terceira temporada. Nessa parte final da temporada, um dos grandes debates foi o “mover a ilha” que Locke diz para Ben que foi Jacob que o sugeriu fazer isso. Bem move a ilha, e confessa antes que quem move a ilha, nunca mais pode voltar para ela. Varias teorias (mais) surgiu com o mover à ilha, e mais mistérios para a mente.

A Temporada termina com os “Oceanic Six” (poderiam ser “Oceanic Seven”, Sawyer teve que pular do helicóptero, devido ele estar com muito peso e estar vazando combustível após um buraco de bala) deixando a ilha: Jack, Kate, Hurley, Sayid, Sun e Aaron. Fora da ilha, eles contam mentiras para proteger todos da Ilha. É inapagável a cena deles sendo recebidos no aeroporto pelos seus familiares, a musica ao fundo, deixa a cena emocionante. Já que era um grande momento esperado, eles pisando em terra firme fora da ilha, pela primeira vez, a cena tem todo um peso em si para os fãs, e não decepcionou.

Lembram-se do final da temporada anterior com o caixão? Então, essa temporada acaba com o mistério. UM ANO DEPOIS (foi sofrido esperar tanto tempo para descobrir rs) apenas descobrimos quem era o morto no caixão: ERA JOHN LOCKE! Poucos apostavam nele como o morto no caixão na época. O Bacana, é que foram feitas outras duas cenas, que foram vazadas depois, com mortos diferentes no caixão. Talvez, se fosse vazado que o morto no caixão era Locke, os produtores mudariam. No fim, acabou que quem estava morto no caixão era mesmo Locke, e as outras cenas que foram gravadas, colocavam no caixão Sawyer e Desmond. Ainda bem que não foram eles.
É isso, mês que vem volto com a quinta parte do especial de 10 anos de LOST, falando sobre a quinta temporada aqui. E quem não viu a série ate hoje, veja você não pode morrer sem ver Lost. Rs.


PS: nessa temporada, temos ainda: relação de Sayid e Ben, a TRAIÇÃO DE SUN (sim, de SUN), Charles Widmore e sua armação com os corpos, Michael faxineiro, a morte da francesa, Rousseau. Richard visitando Locke em seu nascimento, PENNY FINALMENTE, FINALMENTE MESMO, ENCONTRA DESMOND.
Reações:

Sobre o Autor

 
Top