Comentários
Yara Oliveira Yara Oliveira Author
Title: [REVIEW] AGENTS OF SHIELD - S02E01: SHADOWS
Author: Yara Oliveira
Rating 5 of 5 Des:
Depois do ano de ouro que a DC teve na televisão americana, restava a Agents of S.H.I.E.L.D se redimir e mostrar que pode, quem sabe um...


Depois do ano de ouro que a DC teve na televisão americana, restava a Agents of S.H.I.E.L.D se redimir e mostrar que pode, quem sabe um dia, chegar ao nível das produções da Marvel no cinema. Antes de sua estreia, fãs do universo Marvel, tanto nos quadrinhos quanto no cinema, tinham expectativas altíssimas para Agents of S.H.I.E.L.D, que foi ao ar pela ABC no ano passado. Infelizmente, entre seus 22 episódios, podemos separar seis que são realmente bons, a primeira temporada de Agents foi inconstante, e não fosse a simpatia dos personagens, talvez a Marvel não conseguiria chegar em uma segunda temporada.

Alguns acreditavam que a exigência da Marvel em reunir todos os seus produtos audiovisuais em um único universo, poderia ter sido a razão de uma primeira temporada tão desequilibrada, mas episódios com participações como as de Nick Fury (Samuel L. Jackson) e Lady Sif (Jaimie Alexander) foram uma das maiores motivações para manter o público fiel a série e depois da finale que se conectava com "Capitão América  - O Soldado Invernal" os fãs puderam ter esperanças de que uma temporada melhor estava por vir.


As nossas preces foram ouvidas e "Shadows" provou que a Marvel pode se ajeitar na TV. O episódio começa com Phil Coulson e sua equipe lidando com a crise que tem início após o segundo filme do Capitão América, onde a S.H.I.E.L.D descobre que era uma agência dupla que vivia sob influência da instituição Nazista, HYDRA. A descoberta dessa dupla identidade, fez com Nick Fury acabasse com a S.H.I.E.L.D que conhecemos, levando Coulson a agir nas sombras na luta contra a HYDRA.

A estreia da segunda temporada não responde as perguntas que a season finale da temporada anterior deixa, pelo contrário, nos bombardeia com diversas perguntas novas que parecem que vão se estender para a temporada. Finalmente a S.H.I.E.L.D tem um bom motivo para  lutar e ainda de maneira mais independente do universo cinematográfico.

Os bons conflitos do episódio, deixam espaço para grandes atuações em curtos espaços de tempo, o que dá ritmo a série, ritmo esse, que ficou em falta em grande parte da primeira temporada. Skye, personagem de Chloe Bennet, tem uma motivação maior e uma relação intensa com um ex-agente da S.H.I.E.L.D que na temporada passada se revelou um agente duplo que trabalhava para a HYDRA. O próprio Phil Coulson parece estar melhor posicionado na série, finalmente deram ao personagem de Clark Gregg algo realmente desafiador para trabalhar, Coulson agora tem que ir contra seus princípios e colocar sua equipe em risco para salvar a S.H.I.E.L.D.


Dentre tantas perguntas, conflitos e explosões, os destaques do episódio foram, mais uma vez, os queridinhos do público, Fitz e Simmons , que além de manter a excelente química (desculpe o trocadilho), surpreenderam com a nova trama bem mais dramática envolvendo a dupla.
Todos sabiam que se a ABC quisesse continuar com Agents, a série teria que tomar outro rumo, e foi isso que aconteceu, essa segunda fase promete muitas surpresas, um arco longo mais focado e interessante, mas sem perder aquele tom divertido que só a Marvel sabe fazer.


PROMO DO PRÓXIMO EPISÓDIO:


Reações:

Sobre o Autor

 
Top