Comentários
Michelle Louise Michelle Louise Author
Title: [REVIEW] CASTLE S07E01 - DRIVEN
Author: Michelle Louise
Rating 5 of 5 Des:
Nothing goes as planned Everything will break... Castle voltou, eu voltei e eu estava morrendo de saudades dessa série linda e am...

Nothing goes as planned
Everything will break...


Castle voltou, eu voltei e eu estava morrendo de saudades dessa série linda e amor da vida. Série esta que nos deu uma premiere bonitinha, corrida, surpreendente e que inseriu, realmente, uma nova e misteriosa mitologia ao redor de Castle. Pois bem,  bem vindos de volta a NYPD.

A temporada começa de onde a anterior havia acabado, com o ataque ao carro do Castle e Beckett vendo o carro pegando fogo. E aqui o brilhantismo de Stana já dá as caras, porque a cena foi extremamente emocional. Melodramática e emocional, cortou meu coração que já não estava muito inteiro devidos aos eventos de ontem (OUAT também me quebrou). Beckett já não deve mais aguentar as pessoas ao redor dela sendo tiradas de formas trágicas. Uma pessoa pode ser forte, mas existe um limite e ninguém aguenta apanhar tanto na vida. Ainda bem, para nós e para ela, as coisas podem melhorar. Mesmo que demore. Mesmo que pareça que não.

Porém, Castle não estava no carro. Aliás, Castle não estava em lugar nenhum. E ai foi a primeira surpresa do episódio para mim. Quando o FBI entra em cena eu realmente esperei que as coisas fossem se ajeitar, que ele fosse ser encontrado mais rápido e, sinceramente, eu não esperava que ele passasse tanto tempo desaparecido. E Beckett, mais uma vez, não perde a esperança.

A policial, mulher e noiva estavam a todo vapor nesse episódio. Beckett/Stana estiveram fantásticas no episódio. Sentimentalismo a flor da pele, guiando em buscas de respostas e o lado badass ressurge no melhor estilo “I’m not a cop today, Honey”. Ela não consegue se manter imparcial, e acho que ninguém conseguiria. Mas fiquei feliz que Gates não a tirou do caso, não adiantaria de qualquer forma –e Gates sabia disso- e fez bem para ela descobrir as coisas tendo seus dois parceiros ao seu lado, ajudando a aguentar as porradas que o caso dava na cara dela. Muitos suspeitos, alguns bem conhecidos nossos...mas nada parecia encaixar. Nada fazia sentido.


Não sei explicar o mix de sensações que me deu ver nossa pequena detetive colando os papéis da investigação do desaparecimento do seu noivo no tão conhecido quadro em seu apartamento. Não sei lidar muito bem com as lembranças de Johanna que ainda são tão presentes em mim, e eu sei que em vocês também. Eu revivi a dor que ela sentia investigando a morte da mãe sem conseguir achar o culpado. Dois meses, foi o tempo que Castle ficou sumido, dois meses que Kate não parou de procurar por ele. Dois meses de esperanças nutridas superando um medo desumano de perdê-lo para sempre, tenho minhas dúvidas do quanto ela poderia aguentar isso.

Assim como na premiere passada, Castle acaba na cama de um hospital. Mas tudo estava muito vago, ele havia sido encontrado em um barco, tudo indicava que ele havia forjado o próprio sequestro, e Kate estava começando a perder a fé. Espo já estava impaciente, desacreditado e Ryan se mantém firme sendo a racionalidade, nem ao céu nem a Terra. Beckett não poderia estar sozinha e ouvindo acusações óbvias do Espo por todos os lados, não ia dar certo. Ryan foi o ponto firme entre os dois extremos. O que seguiu as evidências sem perder a esperança. Foi lindo de ver.

Quando Castle retorna e não se lembra de nada do que aconteceu, precisamos entender que realmente é difícil acreditar nisso. Todas as coisas dele estavam na cabana do acampamento que, supostamente, ele estava fazendo. Digitais, cabelos, tudo era dele.  E a insegurança da Beckett vem a tona. Estaria Castle apenas tentando fugir de tudo? No dia do casamento, fugindo dela, da família, se afastando deles por opção? Eu sei que é lógico discordar de tal teoria logo de cara, afinal, ele passou anos atrás dela, quase morreu por ela. Ele não iria fugir agora. Porém, ela é detetive, ela segue evidências e era isso que elas apontavam. Martha me pareceu bem incomodada com as insinuações de Kate eu posso entendê-la. O filho passou anos e várias oportunidades de quase morte ao lado de Kate e ela, então, desconfia dessa forma? Eu entendo Martha, mas também entendo Kate.


Quando Beckett o vê no hospital pela primeira vez, eu não pude deixar de me lembrar de Rise. Quando Castle a encara e diz “Eu apenas pensei que nunca te veria novamente”. Hoje, ela usa a mesma fala, por que... Deus, ele esteve desaparecido por dois meses. Sem notícias, sem saber o que houve, e a detetive de mãos atadas. E isso deve ter sido o pior para ela, não ser capaz de fazer nada para salvá-lo ou encontrá-lo.

O final foi maravilhosamente delicioso. Eu também me perguntaria como ela não perdeu a fé depois de tanto tempo, mas ela é Kate Beckett e ela nunca desiste dos seus. Eu citei, em alguma review da temporada passada, a cadeira como sendo símbolo da ausência e da falta que o outro faz. Bem, alguém quase levou um tiro por tentar tirar a cadeira de lá. Porque realmente, são esses pequenos detalhes que marcam e que ficam. Ele sempre ocupou aquela cadeira e ela vazia era a lembrança que de ele não estava mais ao lado dela. Não mais depois de seis anos. Não é o tipo de coisa fácil de aceitar. Coisas pequenas que marcam, como o café. Meu coração foi ao chão quando Espo entrega o café para ela e Beckett pensa que é o Castle, dando aquele sorriso que é reservado apenas para seu noivo. Castle estava em cada pequeno detalhe e não deve ter sido fácil para ela se manter firme, mas ela o faz.

Tudo ao redor do sumiço do Castle está obscuro. Ninguém sabe como ele foi parar no barco, o que realmente houve, ele não se lembra de nada, há a questão do dinheiro também e eu achei ótima a inserção desse novo plot. Espero que seja algo que possa elucidar um pouco em relação ao passado do Castle, sempre tão obscuro, nesta temporada. Isso seria maravilhoso.



Não, Castle. Não dá para fingir que nada aconteceu e voltar tudo de onde estava. Para você pode ter parecido ontem, mas fazem dois meses. E quem sentiu esses dois meses sabe o quanto eles doeram. Mas, como sempre, vocês vão superar o que houve. Vocês SEMPRE superam, afinal, ela é a mulher da vida dele.

Essa estreia veio com tudo e mantenham a calma, afinal, esses foram apenas os primeiros 43 minutos de toda uma temporada de Castle para nós aproveitarmos bastante!


PROMO DO PRÓXIMO EPISÓDIO



PS1: Eu sei que a review foi mais corrida e, de certa mais curta, do que eu costumo fazer. Porém, a estreia pegou uma data horrível para mim e foi milagre eu conseguir ver o episódio. Prometo que nas próximas eu capricho!

PS2: Beckett dizendo que ficou olhando a foto para mantê-lo vivo *-------*

PS3: Se iam destruir o vestido porque mudar e coloca um bonito? Tivessem deixado aquele feio mesmo. Se formos ter um terceiro, comecem a orar já! Que Deus ajude que seja bonito novamente.
Reações:

Sobre o Autor

 
Top