Comentários
Bruno do Nascimento Bruno do Nascimento Author
Title: [REVIEW] THE GOOD WIFE - S06E01: THE LINE
Author: Bruno do Nascimento
Rating 5 of 5 Des:
Depois de alguns meses sem TGW , finalmente temos a - já esperada - primeira resposta da Alicia para a pergunta do Eli. Claro que e...

Depois de alguns meses sem TGW, finalmente temos a - já esperada - primeira resposta da Alicia para a pergunta do Eli. Claro que ele não desistiu e começou a mexer seus pauzinhos para conseguir que ela aceite e essa parte do enredo talvez demore até o fim da temporada ou pelo menos até o winter finale, provavelmente com a Alicia acabando por aceitar se eleger motivada por algo que vai além da simples vaidade de ser a DA de Chicago - talvez vontade de se vingar de alguém ou desistência da vida de advogada. Eu chuto que terá algo a ver com o James Castro, nosso observer favorito - lembram dele em Fringe? -, mas ainda é apenas a season premiere e muita coisa pode acontecer. Agora vamos ao episódio!




Por essa, ninguém esperava. A princípio achei que o Cary estava sendo assaltado - eu não vejo promos, sneak peeks, nada, para evitar spoilers -, o que com certeza deve ter sido a intenção dos criadores nesta cena, já que eles estão sempre antenados com a atualidade e, bom, não só por aqui, mas em vários países - inclusive nos EUA - têm havido reclamações quanto à conduta dos policiais, tanto contra civis quanto contra simples suspeitos de crimes sem violência ou grave ameaça - como foi o caso do Cary. Além dessa crítica subentendida, o próprio nome do episódio, The Line, pode fazer referência a várias coisas do episódio, da série e até mesmo das próprias personagens, mas o mais marcante com certeza foi a linha que divide o espaço entre as "pessoas normais" e a "escória", na prisão.

Em dois momentos do episódio, Cary é repreendido por um agente penitenciário por atravessar essa linha: na primeira vez, colocando-o em seu lugar de detento, em uma cena que mostra a arrogância não só do personagem (Cary), mas muitas vezes a arrogância dos advogados em geral - eu posso criticar porque sou um, ok? Haha; e na segunda vez, já no fim do episódio, com um Cary um pouco desmotivado, começando a perder as esperanças de que sairá de lá tão cedo - ou se sairá at all -, frustrado por sequer conseguir a atenção da Kalinda que passava ao seu lado.

Claro, ela estava ocupada conversando, mas essa cena também nos faz pensar na tal linha que divide as pessoas normais da escória. Será que ela só estava atenta à conversa mesmo ou a linha divisória tem um impacto maior no subconsciente das personagens - e de nós mesmos, para falar a verdade - do que elas percebem, como se elas realmente se enxergassem em lados diferentes da sociedade? Aliás, indo além da relação entre "criminosos" e "pessoas de bem", será que não temos linhas divisórias invisíveis no nosso dia-a-dia, com os miseráveis e os trabalhadores de mão-de-obra não qualificada que sempre encontramos pela rua, pelo trabalho ou mesmo em casa? Poderia ficar o dia inteiro escrevendo só sobre o título desse episódio...

Creio que essa história mudará profundamente a percepção de mundo do Cary e o ator terá oportunidade de demonstrar que sabe fazer mais do que simplesmente interpretar um personagem que até então não era definido por nada que não fosse suas relações com Alicia - inveja/respeito -, Kalinda - posso não ser fã do Cary, mas acho a relação dele com ela muito interessante, porque ela tem um poder sobre ele que nenhuma outra personagem tem - e seu próprio pai - OITO MIL DÓLARES?! Francamente...




E agora movendo para uma parte mais light do episódio, o humor - e, pra variar, Eli estava no centro dele. Adoro ele e comecei a adorar a filha dele também. São personagens bem carismáticas e com personalidades bem realistas, além de conseguirem dar soluções criativas para os problemas. E essa cena, por mais simples que tenha sido a solução, não deixou de ser criativa? Às vezes a resposta mais simples é a mais difícil de se encontrar.

Não falei mais sobre as conspirações do Eli para fazer com que a Alicia concorra e sobre a saída da Diane da LG&C porque creio que esses, juntamente com a storyline do Cary, serão os principais eixos da temporada, mas, como essa do Cary era novidade - as outras duas já sabemos desde o season finale da 5ª temporada -, achei que merecia maior destaque.

E vocês, o que acharam desse season premiere? Pra mim, foi um dos melhores da série, e acho que essa temporada talvez também seja, embora superar as emoções da 5ª seja uma tarefa árdua.


PROMO DO PRÓXIMO EPISÓDIO:




Reações:

Sobre o Autor

 
Top