Comentários
Rayssa Rayssa Author
Title: [REVIEW] HOT IN CLEVELAND - S05E22: WIN WIN
Author: Rayssa
Rating 5 of 5 Des:
E a tão esperada noite chegou! Finalmente descobrimos quem ganhou o Oscar e quem ganhou a eleição para a Câmara Municipal de Cleveland...


E a tão esperada noite chegou! Finalmente descobrimos quem ganhou o Oscar e quem ganhou a eleição para a Câmara Municipal de Cleveland.

Gente, que episódio engraçado! Aconteceu tanta coisa, tanta malandragem e tanta vergonha alheia que eu nem percebi o episódio passando. Essa ideia de colocar Victoria como indicada ao Oscar foi simplesmente genial! A história rendeu tanto e com plots tão bons que é quase uma pena o resultado já ter saído. Ou alguém aí já esqueceu da Victoria anunciado os indicados ao prêmio totalmente dopada, com uma peruca terrível e as sobrancelhas desenhadas? Ou Joy e Melanie disputando quem iria ao Oscar com Victoria? Ou a caçada de atores em Cleveland para pedir votos?

E olha que mesmo a grande expectativa não estragou "Win Win". Eu chorei de rir do top less involuntário da Joy, da camisa de força improvisada da Victoria, do George Clooney a procura de bacon ou da explosão da Melanie.

Mas vamos por partes porque aconteceu coisa demais nesse episódio. No final das contas, Elka não poderia ir ao Oscar porque era a mesma noite da votação, motivo pelo qual houve uma pitada da sorte e Joy ganhou no cara e coroa da Melanie. E gastou uma fortuna em um micro vestido.

O problema era que Victoria era incapaz de não soltar palavrões e ficar furiosa cada vez que ensaiava que outra pessoa ganhava o Oscar. Foram muitos "piiiiiiii" para encobrir esta parte. Afinal, alguém realmente esperava que Victoria Chase fosse ficar feliz pelo sucesso de outra pessoa?

Então, para evitar fazer feio no Oscar, ela inventou uma doença para ficar em Cleveland mesmo e participar da transmissão ao vivo de sua cama. Coitada da Joy, que teve que ficar de enfermeira e usar até fantasia para encarnar a personagem. Abelhas, explosões de velas e vinho derramado depois, tivemos uma Victoria que parecia a loucura em pessoa. E para surpresa de todo mundo (inclusive minha, porque Hot in Cleveland tem mania de só fazer sacanagem com nossas amadas personagens), ela fica em empate técnico com Helen Mirren e acaba ganhando a estatueta. Ou seja, todo o serviço pesado da temporada inteira valeu a pena, viu Victoria?


Só que a Joy não ia deixar seu vestido maravilhoso ser desperdiçado e me inventa de arrancar o traje de enfermeira bem na hora do anúncio da ganhadora. Pagou peitinho em rede nacional, hein Joy?

Enquanto isso, tivemos Melanie com a divulgação de seu programa de rádio com uma propaganda que usava uma imagem em tamanho real dela. Só que foi tanto photoshop que ela ficou mais diferente do que a Ana Maria Braga naquela revista "A". A foto do poster parecia uma Melanie bem mais magra, há uns vinte anos atrás. Eu nem gostei, para falar a verdade. Acho a atriz muito mais bonita do jeito que está.

Só que como hoje tudo que cai na internet vira zueira, fomos apresentados a um belíssimo site chamado "photoshopflop.com" que comenta os photoshops das celebridades e o poster da Melanie caiu na rede também. Ela ficou toda deprimida e resolveu fazer uma dieta séria, isso até a mãe dela chegar com biscoitos e sugestões de comida para cada boa ação da filha.

E foi então que percebemos que a Melanie é uma pessoa do bem, amiga e tranquila só quando ela está bem alimentada. Tira a comida desta aqui e nossa senhora! Tivemos aquele desabafo louco na transmissão do Oscar que me fez chorar de rir! Ri junto com o pessoal do aeroporto onde estava a mãe da Melanie! Aiai, continuo gargalhando só de lembrar da cena.

Concluindo: tivemos um Oscar inesquecível. E bem mais interessante do que o tapete vermelho ao vivo, viu?

Paralelamente a isto, tivemos a eleição da Elka, que não ficou atrás. Se utilizando de todas as falcatruas possíveis, Elka tentou de tudo para sabotar a campanha de seu oponente Jim Powell, jogando a culpa de metade de suas ações em cima da coitada da Mamie Sue. Aliás, adoro a parceria das duas, que possuem uma ótima química e mandaram muito bem em "Win Win".


E o pior é que deu tudo certo. Elka conseguiu ganhar a eleição, Victoria ganhou um Oscar, Melanie fez as pazes com a mãe e voltou a comer. Ou seja, a paz voltou a reinar em Cleveland.

E agora, o que será que nos aguarda nos dois últimos episódios desta temporada?

Obs: Gente, enquanto eu procurava pelo promo do próximo episódio (que infelizmente eu não achei), encontrei um vídeo bem legal em que os produtores pregaram uma peça na atriz que faz a Melanie durante a gravação de "Mystery Date: Oscar Edition". Quem quiser conferir clica aqui.

Melhores momentos:

"-Por que eu sou incapaz de fingir felicidade pelas outras pessoas? Melanie, como você faz?
-Eu não finjo. Eu fico genuinamente feliz quando outras pessoas se dão bem.
-Mas... por quê?"

"-Promessas de campanha. Elas são como os namorados da Joy, eles fazem o serviço e depois desaparecem."

"-Se eu estivesse indo ao Oscar, eu estaria comendo loucamente. E olha vocês duas. Qual é o segredo de vocês para lidar com stress?
-Eu bebo.
-Eu durmo com vários caras.
-E eu admiro a disciplina de vocês."

"-Só tem uma ponte daqui até Port Lee, certo?
-Sim.
-Parece que é hora de algum problema de tráfego na ponte para Port Lee."

"-Ela causou o problema de tráfego na ponte indo para Port Lee.
-Como ela fez isso?
-Ela mandou um e-mail para milhares de aposentados dizendo que eles poderiam conhecer suas celebridades favoritas do Canal do Tempo.
-Eu também disse que o pedágio da ponte seria metade do preço se eles pagassem em moedas."

"-Eu li um estudo que mostrou que 52% das mulheres escolheriam chocolate ao invés de sexo.
-Bom, eu nunca disse a uma barra de chocolate que eu estava com sono."

"-Não precisa me levar em casa, eu pego o ônibus no qual você me jogou embaixo."

"-Eu não posso abraçar minha mãe porque eu a mandei embora. E sabe quem eu culpo por isso?
-Você?
-Não, ela...e esta ideia idealista de como as mulheres deveriam ser. Eu culpo ela... e Hollywood... e a sociedade. Todo mundo, menos eu!
-Você deveria comer alguma coisa."

"-Obrigada, Susan Lucci. Foi tão gentil da sua parte me ligar para me parabenizar por ter ganhado um Oscar. Ô, é verdade, fui eu que te liguei."
Reações:

Sobre o Autor

 
Top