Comentários
Rayssa Rayssa Author
Title: [REVIEW] THE BLACKLIST - S02E04: DR. LINUS CREEL
Author: Rayssa
Rating 5 of 5 Des:
Perguntas. Controle da mente. E mais perguntas. "Dr. Linus Creel", embora não tenha respondido absolutamente nada e tenha...

Perguntas. Controle da mente. E mais perguntas.

"Dr. Linus Creel", embora não tenha respondido absolutamente nada e tenha me feito quase morrer de curiosidade a respeito de quase tudo o que aconteceu, conseguiu me entreter durante todos os seus quarenta e dois minutos.

Não sei o que foi. Não sei se é a nova postura da Keen. Ou se foi a ânsia por conhecer mais Carla Reddigton. Ou por tentar entender quais são realmente os planos de Red.

Acabou que o caso semanal, que tem uma temática que super me agrada, ficou muito em segundo plano.

Parafraseando Sócrates: "só sei que nada sei".

Vamos começar falando da relação Liz-Red. É, cada vez mais The Blacklist tenta nos convencer que eles não são pai e filha. E eles finalmente conseguiram voltar com a dúvida para minha cabeça. Porque o que tudo indica, ela realmente não é a filha dele. Ou melhor, não é Jennifer. E pelo visto a menina sumiu no mundo, tentando escapar do Red.


O que me parece muito estranho. Porque olha o trabalhão que Belin teve para se esconder do Raymond, mesmo enquanto procurava por ele. Daí vai me dizer que a filha dele é ninja a tal ponto de sumir do mapa completamente? E não ser encontrada por Red? E que Carla não sabe nada? Tá, senta lá, Cláudia.

Acreditei em nada. Mas só deu para deixar claro que Red estabeleceu esta relação com Keen porque precisa dela. Mas para quê? Convenhamos que antes da chegada dele na vida dela, a mulher tinha a vida mais chata e sem graça do mundo. Ainda mais com o marido perfeito e a peruca sofrível. Li por aí que tem gente que acha que a Liz é na verdade filha ou neta do Berlin.

Eu já não concordo. Qualquer que seja este segredo, Carla sabe. Por isso acho que não tem a ver com Berlin. E bem que ela podia ter compartilhado com a gente, né? (what a bitch!). Mas enfim, parece que dessa vez ela foi de vez e não teremos mais a ex Sra.Reddington. Uma pena, a personagem transpirava aquele ar de segredos e mistérios, bem ao estilo Raymond.


Falando um pouquinho de Frank, o cara é realmente uma figura. Depois de descobrir tudo aquilo sobre a esposa (que ela foi casada com um criminoso super procurado do FBI), ter uma amante e se recusar a deixar Filadélfia (por causa da bendita), ainda tem coragem de ameaçar chamar a polícia para o Red? Tem gente que não sabe do perigo em que vive mesmo. (show some respect!)

O caso promovido por Dr. Linus Creel foi bem interessante. Podia ter sido melhor, porque no final descobrimos que o governo abandonou a ideia. Ou seja, foi tudo obra de um louco querendo a todo custo provar suas teorias e descobertas. Eu, que acho a temática fascinante, discordo de tudo o que o psiquiatra defende. Genética para mim é só a porta de chegada, a gente tem muito caminho diferente para tomar até chegar no portão de saída. Porque a verdade é que se você sair por aí destruindo a vida de qualquer um, você vai inevitavelmente construir assassinos. Simples assim. Não precisa de nenhum gene extra pelo DNA.

Ressler, mais uma vez provou ser a pessoa mais inútil da série. Até o Aram, que aparece menos, consegue brilhar e divertir nos segundos que aparece (adorei a parte do vou precisar de um mandado judicial, mas não preciso vê-lo!).Aliás, até o Dembe conquistou o coração dos fãs de forma mais eficiente e olha que ele mal fala!


Navabi até conseguiu se sair melhor, mas o fato de não mostrarem o que tinha no arquivo da Liz do Dr. Creel está me deixando indignada até agora. Ô The Blacklist, você tem que dar alguma coisa para a gente! Não aguento mais todos os mistérios e conversas atravessadas sem algumas explicações.

Sério que fantasio que toda hora que a Liz está prestes a confrontar o Red, ela saca a arma e diz que agora vai conseguir algumas respostas!

Aiai, meros delírios. Mas aqui, eu viajei demais ou é novidade mesmo aquelas chaves e a tal porta trancada? Entendi nada e fiquei com medo de ter ficado boiando. Me falem aí nos comentários se foi lapso de atenção mesmo neste episódio ou em alguns dos anteriores. Ou será que foi algo que ela pegou do Red ou da Carla, bem ao estilo mágica? Sei não, viu!

Até semana que vem!

Obs: Descobrimos a identidade do tal atirador que estava seguindo Liz lá no motel. Esperava mais, entretanto é compreensível a atitude de Red. Afinal, ele precisa da Keen viva e saudável para fazer Deus sabe lá o que para ele.

PROMO DO PRÓXIMO EPISÓDIO

Reações:

Sobre o Autor

 
Top