Comentários
Rayssa Rayssa Author
Title: [REVIEW] THE BLACKLIST - S02E05: THE FRONT
Author: Rayssa
Rating 5 of 5 Des:
Red, fala pelo menos obrigado! Pois é, terminei The Blacklist com esta cara. Tivemos mais um episódio sem absolutamente nenhuma resp...

Red, fala pelo menos obrigado!

Pois é, terminei The Blacklist com esta cara. Tivemos mais um episódio sem absolutamente nenhuma resposta. Ou melhor, uma resposta que dá ensejo a mais quinhentas perguntas. Afinal, Red achou a tal garota que ele estava procurando, que hoje atende pelo nome de Zoe Dantonio.

E olha que o cara estava em desespero para localizá-la (é claro que ajuda o fato de todo mundo que, de alguma forma, está ligada à história de The Blacklist morar, trabalhar ou passear em Washigton), a ponto de pedir ajuda a Aram. Pois é, sentiram a pressão também, né?

Mas eu não acho que ela seja sua filha. Até porque Red disse que ela era uma peça crucial na sua guerra contra Berlin. Por isso acho que ela pode ser a filha ou neta do seu arqui-inimigo e por isso ela funcionará como uma ótima vantagem.

Por outro lado, Liz estava maravilhosa. Porque ela finalmente virou o jogo e anda dando altos perdidos no capanga do Red. É isso, garota! Mas bem que você podia contar o que anda aprontando ou no porão de quem você anda passeando. Assim, custa nada matar nossa curiosidade!


Mas ó, na cena final, em que a Liz está no hospital e Red está ali com ela, ficou difícil explicar tanto carinho se agora eu já me convenci que Keen não é mesmo filha de Raymond. Porque na semana passada Carla disse que Liz era simplesmente alguém de quem Red precisava. Mas se ele apenas precisa dela para algo, não faz sentido estes toques sentimentais. Mesmo que ele deseje estar muito bem na fita com ela.

Aliás, a trama envolvendo o genocídio da humanidade em nada me interessou. Mas sem querer pôr lenha na fogueira, foi tudo culpa da Keen. Se ela não tivesse hesitado, nada daquilo teria acontecido.

Porque eu até comecei a levar a sério quando a Navabi foi infectada, super achando que eles iam matá-la para demonstrar o perigo que era a praga. Mas na hora que a Liz abriu a porta mesmo assim, a mínima preocupação que eu tinha saiu pela janela. Nunca, mas nunquinha da silva que iam matar Liz, ou pelo menos fingir isso. Logo, esta reviravolta acabou que tirou um pouco da seriedade do plot encabeçado pelo Maddox.


Assim, só teve aquele ponto interessante: a chave que Pepper deu para Red. Que aliás, deve ter sido o motivo do número desta semana (olha que timing quase perfeito! Red precisava da chave e foi justo na semana que o doido do Beck ia causar uma pandemia mundial! um pouco menos de forçação de barra, The Blacklist). Mas eu, ingênua, super acreditei que pelo menos isso eles iam ter a bondade de explicar. Se não a chave pelo menos o que a Pepper estava escondendo do Maddox. Mas não. Nada disso. Ficamos sem nada, mais uma vez.

Por isso, adicionando o fato que vi um episódio depois de um longo dia de estudo, trabalho e fisioterapia (ser seriadora não está fácil!), eu fiquei meio sem paciência com isso. [SPOILER] Tanto é que na promo do próximo episódio, eles prometeram que descobriríamos o que está atrás da tal misteriosa porta, mas eu estou na maior descrença possível. Então não se empolguem, porque não deve ser provavelmente nada. Ou vai ser o plot do final do próximo episódio. No máximo. Cheguei a conclusão que The Blacklist não tem nenhuma outra possível trama de fundo, então vai ter que enrolar demais com a que tem, por váaaarias temporadas. Sim, estou muito pessimista no momento. Semana que vem passa. [FIM DO SPOILER]


Mas enfim, "The Front" foi isso. Mais mistérios e um pandemônio louco que nem me preocupou. Mas que valeu a pena por rever e até conhecer novos associados de Red (isto aqui sempre compensa gastar alguns minutinhos de tela para apreciar).

Obs: Red esperando na fila do DETRAN com senha foi impagável.

Obs: Quero Tom! E não nos flashbacks, mas ele no auge da sua real identidade, seja ela qual for.

Obs: Agente Navabi está me ganhando aos poucos. Primeiro, trata o Aram com o maior amor do mundo (beijo, fofo! Fica com medo do Red não, ele só late, mas não morde. Pelo menos não o elenco principal). Depois, conseguiu ser a personagem mais sincera da série ao jogar na cara da Liz, sem nenhuma delicadeza, que todo mundo comenta do marido dela e da ligação que ela tem com o Red (afinal, é a única pessoa desta história que abre a boca para falar verdades!).

Obs: Ressler quem?

PROMO DO PRÓXIMO EPISÓDIO

Reações:

Sobre o Autor

 
Top