Comentários
Bruno do Nascimento Bruno do Nascimento Author
Title: [REVIEW] THE GOOD WIFE - S06E02: TRUST ISSUES
Author: Bruno do Nascimento
Rating 5 of 5 Des:
Alicia: " She wanted me to run ." Robin: " Run where? " Alicia: " I have no idea ." Adoro isso em ...

Alicia: "She wanted me to run."
Robin: "Run where?"
Alicia: "I have no idea."

Adoro isso em TGW. Em um diálogo extremamente curto temos um trocadilho que, se terminasse por ali, não teria sido tão engraçado assim (Alicia tinha dito "run" no sentido de "concorrer" - para o cargo de DA -, não de "correr", como a Robin supôs, já que perguntou correr "para onde?" e não "para o quê?"); mas, como Alicia simplesmente respondeu como se não tivesse havido a confusão de significados ("Eu não faço ideia"), a cena virou tragicômica por ao mesmo tempo realçar o trocadilho e demonstrar a tragédia da personagem, que não sabe pra onde correr pra fugir de tantos problemas.

O episódio da seguimento à(s) história(s) do seriado - que, aliás, praticamente não tem episódios fora de contexto desde a 3ª temporada, o que pra mim é um ponto muito positivo já que dou preferência para séries que exigem assiduidade dos espectadores -, mas também brinca com o título mais uma vez. Trust Issues ("problemas de confiança") lida exatamente com a falta de confiança das personagens e, talvez, do próprio espectador. Não sei se fui o único a pensar dessa forma, mas desconfiei - e continuo desconfiando - do personagem novo que apareceu:


Dean Levine-Wilkins (interpretado por Taye Diggs - Private Practice, dentre outros), para mim, estava trabalhando para a dupla Lee-Canning, e mesmo depois do fim desse episódio eu ainda não confio nele! Não sei, talvez seja algo pessoal, ou talvez tenha sido a intenção dos criadores mesmo ao introduzi-lo do nada na série - e logo num episódio intitulado Trust Issues -, mas veremos o quão confiável ele é ou não. De qualquer forma, deixando minhas desconfianças de lado, ainda teve a de Cary com Diane (recusando-se a aceitá-la como membro, com medo de que a sociedade deixasse de ser o que ele e Alicia queriam no começo), a de Lemond Bishop com Kalinda e os três garotos que trabalhavam para ele (afinal, não queria nem saber quem foi o delator, simplesmente ia matar os três), a da cliente em ser atendida pela Alicia e não por Cary, a de Alicia com Eli (que negava ter enviado pessoas para convencê-la a concorrer) etc. etc. etc.

Acho que em um seriado sobre advogados, sempre haverão "problemas de confiança" em quase todo episódio, mas o desta semana realmente foi centrado nisso. Além disso, não chegou a ser um turning point, como a morte inesperada da temporada passada, mas a saída definitiva de Diane da LG&C e ingresso na FA(&L) marca certa mudança nos ânimos entre as firmas rivais. Agora, só resta saber o que Canning e David Lee (que, no episódio anterior, já demonstraram saber das intenções dela) farão sobre isso...



PROMO DO PRÓXIMO EPISÓDIO:


Reações:

Sobre o Autor

 
Top