Comentários
Rafa Rodrigo Rafa Rodrigo Author
Title: [REVIEW] NASHVILLE – S3E02: HOW FAR DOWN CAN I GO
Author: Rafa Rodrigo
Rating 5 of 5 Des:
Eu tô no chão! Tô tremendo Rosana! O que falar deste big finish deste mediano episódio de Nashville? Muita coisa. So, here we go! F...

Eu tô no chão! Tô tremendo Rosana! O que falar deste big finish deste mediano episódio de Nashville? Muita coisa. So, here we go!

Fazendo rapidamente uma citação de Smash, não basta um big finsh para que o público esqueça o quão árduo o caminho foi até ali. Tivemos um gancho ótimo neste episodio? Sim. Mas ele foi realmente bom! Sim, mas apenas isso, apenas bom. Pra começar com os dramas de Maddie, será que só eu acho que ela podia mudar esta menininha para PLL ou algum outro drama teen onde ela possa gastar um plot (que parecia que não ia acabar) só reclamando? Eu adoro a voz das irmãs Stella, Daphne é uma fofa, e por isso, mesmo que ela apareça apenas para falar duas palavras em cena, cumpre seu papel, de filha fofa da rainha country e que uma vez ou duas na temporada canta e faz da musica interpretada uma das melhores da série. Por isso, sou mais Daphne que Maddie, e assim termina um desabafo.


Dentre os demais plots sem graça temos o de Zoey com ciúmes da melhor amiga / ex-namorada do seu atual, até por que no quesito charme (dentre vários outros) até ela percebe que perde para Scarlett. Mas dentro de algo ruim, temos algo bom, que foi a questão do eterno casalzinho compor mais uma musica com cara de hit, mais cara de hit que a chatinha This Time da Rayna, que vamos combinar, beeeeem chatinha...

No que diz respeito aos dramas adultos Nash bate um bolão não é verdade? Veja por exemplo este que já citei de Scarlett, ela pode usar aquela frase chata e piegas “Tentar descobrir quem eu sou de verdade!”, mas esta é uma das poucas vezes que acredito que ela foi utilizada num momento certo para a garota, depois do colapso seria estranho que ela já voltasse a compor e aos seus poemas, mas, por favor roteiristas, que isso não demore muito pra acontecer. Quando a Luke, mantendo seus inimigos por perto, cara esperto, e o Deacon deve estar voltando a usar por pensar que um contrato não o impediria de se desligar da turnê.


Fora isso tudo temos mais dois acontecimentos que valem a pena ser comentados, primeiramente, Layla fez algo de útil desde que entrou na série, mostrou suas garrinhas e vai dar um jeito de sair ganhando deste desastre conjugal que ela tem passado. Ao menos está sendo esperta, afinal, não da pra ficar só chorando pelo loiro perdido. Já Juliett, ah Juliett. De Patsy Cline. Simplesmente perfeita! Gostei da peruca? Não! Mas isso foi o de menos. Ela arrasou e vai ficar com o papel e de brinde, ela não vai dar a luz ao Anti Cristo! O filho é do Avery e a igreja glorifica de pé!

Observações:

  • Don't put dirt on my grave just yet arrasando nas rádios. Uma das melhores musicas da temporada passada. Adorei.
  • Jeff sendo Jeff, simplesmente detestável. 
  • Menina nova dando em cima do Avery. Essa vai apenas servir como rebound sex, ao menos assim espero.
  • Semaninha complicada, a série não tem mais uma equipe de legenders especifica para a tradução, por isso as reviews sairão um pouquinho atrasadas até que Deus abençoe uma nova equipe que abrace a nossa querida série.

PROMO DO PRÓXIMO EPISÓDIO:

Reações:

Sobre o Autor

 
Top