Comentários
Lilian Zin Lilian Zin Author
Title: [REVIEW] NCIS - S12E02: KILL THE MESSENGER
Author: Lilian Zin
Rating 5 of 5 Des:
“Eu falei que não foi a esposa.  Não perdi meu talento.” – Anthony DiNozzo Não sei se foi porque tive a ideia de rever Ice Queen/M...
“Eu falei que não foi a esposa.  Não perdi meu talento.” – Anthony DiNozzo

Não sei se foi porque tive a ideia de rever Ice Queen/Meltdown (JAG- 8x20/8x21) essa semana que uma das primeiras coisas que me lembrei durante esse episódio foi do Harm e seu quepe. Comentários a parte, um turista e sua filha encontram o corpo do Tenente-Comandante Edward “Ned” Wallace é encontrado próximo à Casa Branca. Devo admitir que o desenrolar da história é bem interessante, mas nenhuma parte é tão boa quanto DiNozzo conversando com o Presidente dos Estados Unidos no telefone. Falando em DiNozzo, esqueci de comentar na última review como o humor de Tony está melhor nessa nova temporada. Foi muito bom também ouvir que ele tomou um sermão da Delilah, após atender o celular do McGee e a ver em uma situação constrangedora. Mas, como sempre, lição não aprendida. 


Enquanto investigando o caso, Gibbs e a equipe se deparam com o Sargento Burt Moore (interpretado pelo lindo Johann Urb, que fez uma pequena participação no episódio Nine Thirteen, de CSI: NY), que investigava uma série de roubos no Memorial de Washington.  Com uma foto tirada por um turista, ele tinha um suspeito, mas não conseguia uma identificação. Eis que o caso cai nas mãos de Abby.  O que mais me interessou foi o fato de que ele pode ser o novo interesse amoroso dela, sendo que desde que McGee começou a namorar Delilah, as chances para que McAbby acontecesse diminuíram drasticamente. Amei ambos compartilharem o amor por tatuagens, sendo que achei até engraçado quando ele já saiu desabotoando a camisa para mostrar uma que tinha no peito (e deixou desabotoada por um tempo). Para aqueles que não acreditam em romance, quando Moore perguntou para Gibbs e ele já respondeu que Abby não era casada e não namorava ninguém, vi quase um pedido para convidá-la para sair e Gibbs deixando, mesmo que com ciúmes. Mas, ainda temos o problema de que Abby não se acha digna de namorar com ele, por achá-lo bonito demais, problema esse já visto anteriormente, na 3ª temporada, se não me falha a memória. 


Algo que me deixou preocupada foi Vance pedindo para Ducky analisar um exame para ele. Nunca é algo bom. Quando a Jenny fez isso na 5ª temporada, Mike Franks acabou revelando que ela estava muito doente, mas não queria contar para Gibbs, apesar de ele já saber. Alguns pontos foram encontrados em seus pulmões, o que poderia ser um linfoma. Antes de a biópsia ser feita, ele chamou a babá de seus filhos para conversar, explicando-a toda a situação e dizendo que mentiria para as crianças para que elas não sofressem mais. Achei lindo quando a Kayla disse que ele deveria ter contado para ela, porque ela era a mulher da casa agora, e era forte como Jackie.  Mas, foi apenas um susto, o que mostra que Vance está firme e forte para continuar exercendo sua função de comando no NCIS.

Também nesse episódio tivemos uma pequena participação de Tony Gonzalez, ex-jogador da NFL, analista do The NFL Today e contribuinte do Thursday Night Footbal, como o Agente Especial Tony Francis, que, aparentemente, tem vontade de trabalhar com Gibbs, mas tem medo de ele ser muito rígido. Apesar de pequena, foi uma ótima participação.

No próximo episódio, teremos uma “Duckling” história, levando Ducky de volta às suas raízes e, talvez, até explicando o motivo pelo qual o médico legista mais charmoso usa gravatas borboleta.   
   

PROMO DO PRÓXIMO EPISÓDIO:

Reações:

Sobre o Autor

 
Top