Comentários
Dana Rodrigues Dana Rodrigues Author
Title: [PRIMEIRAS IMPRESSÕES] STATE OF AFFAIRS - S01E01: PILOT
Author: Dana Rodrigues
Rating 5 of 5 Des:
PODERÁ CONTER SPOILERS Vou confessar uma coisa para vocês: fiquei com receio de ver essa série devido aos comentários de algumas pe...


PODERÁ CONTER SPOILERS

Vou confessar uma coisa para vocês: fiquei com receio de ver essa série devido aos comentários de algumas pessoas que não curtiram. Sei que muita gente é hater da Heigl pelo que ela fez com a Shonda e zaz, mas particularmente, eu gosto dos filmes que ela faz (falou a apaixonada por chick flick). Mas mesmo com as críticas, notas baixas no BS, acusações de recalque, recalque e etc, resolvi tirar minhas próprias conclusões assistindo o pilot.

A sinopse da série no BS é bem esclarecedora, já que nos dá uma noção do que a série trata: “A história acompanha a agente Charleston Whitney Tucker (Katherine Heigl), analista da CIA que mantém a Presidente dos EUA, Roberta Payton (Alfre Woodard, de Desperate Housewives,), informada sobre diversos assuntos que podem gerar uma crise internacional. As duas têm uma forte ligação. Charleston era noiva do filho de Roberta, quando ele morreu em um ataque terrorista. Tendo sobrevivido ao ataque, Charleston está determinada a descobrir quem são os responsáveis pela morte do noivo.”
A minha opinião sobre a série é: mais do mesmo. Isso não é necessariamente ruim, apenas mostra que não é algo inédito na TV (embora eu saiba que as coisas inovadoras não são tão fáceis assim de alcançar). Para mim, essa série é uma mistura de Homeland, Scandal – bem pequena- (por incrível que pareça) e Covert Affairs. Acho que isso já é algo que vemos bastante na TV, toda a parte de CIA, ameaça terrorista, explosões e conspirações.


Falando no geral eu simpatizei com os personagens, achei a Katherine boa pro papel, atuação razoável. Mas não posso deixar de mencionar que tive um pouquinho de desdém de tempos em tempos durante o episódio, como se a personagem fosse projetada pra ser badass mas a atriz tava forçando tanto que não fiquei convencida, sabe? Difícil explicar a sensação. Não me pareceu que Charlie teria calibre pra deixar de fornecer informações importantes à presidência e ser perdoada. A presidenta, que seria a personagem que deveria ser mais forte, mais exigente e tal, me pareceu fraca (por ser tolerante demais com Charlie) e manipulável. Sei que é apenas o primeiro episódio e que ela estava lidando com uma situação que envolvia sentimentos pessoais (morte do filho e ter de lidar com a ex-futura nora), mas continuo com essa impressão até ser convencida do contrário.


[SPOILER]
No final, no qual vimos Nick (que chegou do “nada” mas já shippei porque sou dessas) confrontando Charlie sobre o Fatah que era seu informante da CIA e ninguém sabia foi algo que não esperava, já que Fatah foi colocado como o vilão (Abu Nazir – Homeland fans entenderão) da história (e é mesmo). Não pensaria em algum tipo de relação direta de Charlie com Fatah. Esperemos mais episódios e/ou a temporada completa pra ver. 
[/SPOILER]

Soube que a audiência não foi lá essas coisas e por ser série da NBC sempre devemos esperar pelo pior. Mas estou otimista e curiosa para o desenrolar da história espero não me decepcionar (porque eu abandono SIM sem dó).

E aí, o que acharam?

Reações:

Sobre o Autor

 
Top