Comentários
Giulia Barbosa Giulia Barbosa Author
Title: [REVIEW] AMERICAN HORROR STORY - S04E03/E04: EDWARD MORDRAKE
Author: Giulia Barbosa
Rating 5 of 5 Des:
"Mas o episódio de Halloween vai ser divido em dois? Isso vai dar certo?" Mais que certo, arrisco dizer que foi o melhor plo...

"Mas o episódio de Halloween vai ser divido em dois? Isso vai dar certo?" Mais que certo, arrisco dizer que foi o melhor plot de Halloween de todas as temporadas. Aprofundamento dos personagens, o terror psicológico e a fotografia dos episódios mostrou a evolução, no sentido de qualidade, da série, que estávamos esperando a um tempo.

A história base foi bem simples: Um nobre inglês nasceu com um rosto na parte de trás da sua cabeça que o atormentava, falando coisas que só ele podia ouvir. No dia do Halloween, ele foi convencido pelo seu segundo rosto a matar sua trupe inteira e se matar. A superstição diz que se houver apresentações na mesma data de sua morte, ele aparece para levar alguém. Enquanto todos morrem de medo dele, Elsa ignora a tradição e decide treinar seu número novo (até agora "God & Monsters" foi a melhor apresentação!), invocando o espirito, ai começa as partes realmente legais.

Ele vai falando com cada freak para que elas revelem seus segredos mais ocultos, para que assim ele decida quem levará. O ciclo começa com Ethel, que revela que, no desespero, usou seu próprio filho para conseguir dinheiro. Descobrimos mais sobre o passado de Suzy e Paul, a discriminação que ambos sofrerem pelas suas deformidades, e a inocência de Pepper e Sally, tudo isso faz com que eles não sejam os escolhidos. A próxima da lista é Elsa, esta acredita que ele é seu futuro produtor e quebra a cara quando ele joga as verdades na mesa, falando sobre sua arrogância e desprezo pelas outras aberrações, sendo que ela mesmo é uma. A história dela é mais agoniante do que triste, influenciada pela época, trabalhando de prostituta e fazendo filmes pornôs, sua mania por grandeza fez com que ela aceitasse tudo para a fama, e como consequência, se aproveitaram disso e fizeram um filme snuff - filmes que as pessoas realmente são mortas ou mutiladas - cortando suas pernas para o divertimento alheio. Quando tudo indica que ela é a escolhida, algo muda e o leva para outra aberração, a mais misteriosa até agora. 


Twisty, o palhaço, desde o inicio parecia deslocado. Sem falar nada, ele sequestrava e matava pessoas, e agora tinha a simpatia de Dandy. Edward é a primeira pessoa que consegue fazer com que ele fale e explique sua história, e vamos combinar que é a melhor de todas. Twisty era o melhor palhaço da trupe, mas a inveja alheia espalhou rumores e destruiu sua carreira, deixando este sem emprego e sem futuro. Quando ele volta para Jupiter em busca de uma vida melhor, ele percebe que não há esperança para pessoas como ele e decide tirar a própria vida, e nem isso consegue, deformando sua boca e criando o personagens que vimos até agora. Com raiva dos freaks, que teoricamente estavam roubando suas crianças, ele decide salva-las, e tudo fica claro. Ele não é conscientemente violento, na sua cabeça ele acredita estar fazendo o bem para elas, e ai que entra a atuação e história maravilhosa porque sabemos que ele é ruim, mas ouvindo-o, ficamos com dó pois não há uma maldade explicita nele. O Diabo se sente assim, e desta forma ele é o escolhido, se juntando a trupe de espíritos de Edward Mordrake.


Tudo que estava desconecto até agora, se juntou e criou uma história só, e além disso, saiu do perfil raso dos personagens aprofundando seus sentimentos e mostrando que a temporada não está só tratando os freaks na parte física, como muitos acharam que seria. Agora com Twisty morto, a cidade tenta se redimir com a trupe, pois agora eles são considerados heróis por terem salvado as crianças. Mas se tiver tudo bem, não seria American Horror Story. Na confusão da fuga e das mortes, Dandy foge e revela seu assassino interno, matando a empregada, e tudo indica que ele irá tomar o lugar do Twisty nos assassinatos, deixando a questão de como isso irá afetar os outros. E mesmo que tenha ficado um pouco no plano de fundo, ainda tem Stanley e Maggie, que estão atrás das gêmeas siamesas para conseguir dinheiro com isso.


Em dois episódios, os erros de Coven e Asylum foram resolvidos: os personagens mal estruturados e histórias muitos aleatórias, e espero que eles consigam manter até o fim da temporada, pois ainda tem bastante coisa a ser explorada e acredito no potencial dos enredos. Peço desculpas pelo tamanho da review, creio que juntar os dois episódios ficou melhor para mostrar a evolução e o rumo da série. Até a próxima semana! 

PROMO DO PRÓXIMO EPISÓDIO:

Reações:

Sobre o Autor

 
Top