Comentários
Michelle Louise Michelle Louise Author
Title: [REVIEW] CASTLE - S07E06: TIME OF OUR LIVES
Author: Michelle Louise
Rating 5 of 5 Des:
If only? Quando se é fã de Fringe fica fácil viver imaginando uma realidade paralela. O que aconteceria em outra realidade, outro u...

If only?

Quando se é fã de Fringe fica fácil viver imaginando uma realidade paralela. O que aconteceria em outra realidade, outro universo. O que a gente faria se não tivéssemos conhecido as pessoas que conhecemos, se não tivéssemos feito as escolhas que fizemos. Tudo fica aberto a um mar de impossibilidades e possibilidades e, se você se perguntar muito, você se afunda em uma abismo sem respostas.

If only if only I coulda been yours
Been your rapport and yours to adore
If only if only I would've said yes
Forgotten the rest oh I could've said yes

Não me peçam para falar do caso, esse episódio não foi para isso, no máximo por causa do objeto Inca que levou Castle a uma realidade onde ele e Beckett nunca se conheceram. Uma realidade onde ela nunca fechou o caso de sua mãe. Uma realidade onde Alexis era distante do Castle e Martha era extremamente bem sucedida. Uma realidade sem Nikki Heat e com um Castle hipotecado. Uma realidade irreal.


Logo eu, que amo traçar paralelos, não conseguirei fazer isso porque foram tantos que eu perdi a conta. Logo eu que sempre me dei bem com as palavras estou aqui tentando encontrar algo que explique tudo que eu senti nesse episódio. Will Sorenson, lá da primeira temporada dá as caras para criar o questionamento inicial. Porém, “Mr. Castle” é uma expressão que Kate usou apenas em “Flowers for your grave” E que volta a se repetir agora. “Ele mata apenas no papel” foi uma expressão usada por Shaw lá em Boom! Assim como o “Fique no carro  ou atiro em você” também foi fala da Shaw em Tick, Tick, Tick. “Nós fazemos um belo time juntos” foi uma frase de Deep in Death. Castle nos disse lá em To Love and Die in LA que ela era um mistério que ele nunca iria decifrar. Hoje, sem seus votos, ele nos lembra que passará a vida tentando fazer isso. E claro, a volta ao "I love you, Kate" e o "Stay with me" de Knockout, alémda música que eles adotaram lá em "Smells like teen spirit". Estão vendo, estão vendo o nível que os escritores foram para nos fazer sentir este momento?!

If only if only you'd ask me again
I'd give you my hand
Let you take me
Across the sand

Quando eu digo que na vida algumas pessoas nos definem e nos fazem ser quem somos, eu digo do fundo do coração. Não por querer mudar, mas porque a pessoa que te acompanha tira isso de você, tira seu melhor. Ela fornece o seu melhor. E é exatamente isso que Castle faz com Beckett, ele ressalta aquilo que ela tem de melhor, a não comodidade , o não desistir daquilo e daqueles que amamos. A Beckett sem Castle virou capitã, mas virou sozinha. A Beckett tem seu melhor ressaltado quando Castle está ao seu lado. E, sim, ele te conhece Alt Beckett. Ele te conhece melhor do que ninguém, mesmo que essa sua versão não se lembre. Porém, essa viajem ao alternativo nos mostrou algo que eu sempre quis ver e não tívemos na série - e que pode ser considerado outro paralelo com Sorenson- Beckett afirmando ser fã do Castle. Nunca tívemos a oportunidade de ver ela contando à ele como os livros dele a ajudaram e como ela esperou na fila por um autógrafo. Quais as chances de você casar com o seu escritor favorito? Quais as chances? Ainda espero esse momento acontecer nesse universo, com a Kate dele. 

Ele se lembra do seu café, da sua garra, de como você jamais desistiria diante de um obstáculo, afinal, isso é o que faz você ser extraordinária, certo?! E até mesmo a Alt Beckett sente o Castle. Isso, o sente. Porque faz dias para ela, mas parece que eles se conhecem a anos. Eles sempre tiveram essa ligação, essa ligação que os tornou parceiros no crime, parceiros na vida. A ligação que mesmo quando tudo estava errado, ela estava certa. 


É estranho chegar aqui e precisar falar de algo que eu esperei por 7 temporadas. É estranho chegar aqui e tentar explicar o quanto eu aprendi e o quanto eu sinto o amor que exala desses dois e te dá uma aula de como entender, amar e sentir o outro. Uma aula sobre doar a vida.

Castle tem suas dúvidas de o quanto Beckett poderia ser mais feliz sem ele, o que chega a ser absurdo, mas compreensível. Questionamento fazem parte de um relacionamento também  e eles sempre vem e vão em um looping que as vezes pode te deixar meio maluco. Eles são a metade da laranja um do outro. Um é o 4 e o outro é o 7. Não existe a possibilidade de eu imaginar um sem o outro, porque perfeição não se separa. 

Sabem do que eu poderia falar? Do quanto Castle ainda pensa na forma como ele quase perdeu Kate a alguns anos atrás e como nessa realidade alternativa ele faz aquilo que gostaria de ter feito lá: ele a salva. E pelo motivo mais lógico, simples e lindo do mundo. Porque ele a ama. Amor. Essa é a palavra que pode definir o episódio e o sentimento de cada fã por ele. Amor por essa série que chega na sétima temporada nos trazendo traços, frases, marcas lá do primeiro episódio mostrando o carinho com o qual ela nos é entregue. 

Into the blue
And faded world of my daydreams
I feel I'm falling deeper everyday
Melting away down a dark and endless abyss
I'm grasping at straws and I'm chasing the wind
As I fall on my face over and over again

Porque eu comecei a review com If Only? Porque esse é tema central do episódio, da série, de cada personagem. Mais do que ver a vida sem ela, Castle foi altruísta o suficiente para ver se Kate seria mais feliz sem ele e eu não tenho dúvidas que ele faria o que fosse melhor pra ela. 

A minha retrospectiva mental me levou a época em que Beckett não gostaria nem de fingir que estava casada com ele. A minha retrospectiva me levou a duas pessoas que amadureceram ao longo da série e amadureceram juntas, descobrindo que basta a pessoa, aquela pessoa, aparecer e virar seu mundo de cabeça pra baixo para que você mude. Mude suas prioridades, mude suas atitudes, mude a forma de se abrir, mude tudo que for passível de mudanças para a melhor. Porque são mudanças para a melhor que aquela pessoa trará para você. Montgomery já sabia que Castle fazia bem para Kate, mas acho que nem ele imaginava o quanto. Hoje ele já nem mata mais a paciência da detetive.

Eu sou uma pessoa reservada e simplista. Menos é mais. E em dois cabe uma enormidade de coisas. Não é preciso uma festa gigante, com a necessidade de debater uma lista de convidados como a tia Thereza para o casamento. O que importa, eles já nos mostraram uma vez é o outro. YOU, se lembram?! E isso é Caskett. O que importa é o outro e apenas isso. A família Castle Beckett.  O que importa é saber que um estará sempre com o outro tornando a vida conjunta cada vez mais extraordinária. Sem alarde, sem carros queimando. Apenas uma cerimônia pequena, com votos sinceros e a música perfeita. Kate, antes o Castle não tinha ideia, agora até você admite: É Perfeito. Ela não precisa de um vestido absurdamente trabalhado e ele não precisa estampar na page 6 o casamento. Eles precisam um do outro. 

If only if only I had the luxury of retrospect
Sounds like you're speaking some sort of foreign dialect
If only something precious as time had a price
Instead of endlessly taking its toll on my soul
Oh so many if onlys running through my mind
What ifs and storybook endings time after time

Como não se lembrar do caminho de pedras percorrido até aqui?! Como não se lembrar de uma Kate que cansou de lutar contra o que sentia e aceitou que era mais forte ao lado dele? Não é força reconhecer a necessidade que se tem do outro?! Não é força abandonar o orgulho e correr atrás? Não é força o ato de amar? Amor somado é força somada.  Não há como negar que um é quase intrínseco ao outro. Como não se lembrar de um Castle que, mesmo com todos os motivos do mundo, nunca desistiu e sempre voltou. Sempre acreditou e sempre lutou? 


O diferencial dessa série, além do carinho das pessoas que a escrevem, é que tudo que tem seu tempo. Nada é corrido, nada é as pressas. As coisas acontecem quando tem de acontecer. O casamento aconteceu em seu momento mais perfeito. Em seu ideal. E tudo foi necessário para tornar isso inesquecível.  Eu chego nessa fase da série e me pergunto como ainda cabe tanto sentimento por essa série dentro de mim. Chega nessa fase da série e me pergunto: Eles ainda podem me surpreender e me fazer chorar? Sorrio e repondo mentalmente que sim. 

If only if only you coulda been mine
I'd take you

Oh, you’re in my veins and I cannot get you out. Terminarei essa review desejando que todos nós, um dia, possamos ser capazes de se doar pelo outro e de ter alguém que doe por você como temos aprendido ao longo desses anos com Castle e Beckett. Eu desejo que todos nos possamos encontrar alguém que possa fazer sua vida extraordinária, mudar seu mundo, mudar você. Alguém que queira que você seja a ultima coisa a ser vista antes de fechar os olhos. Alguém te torne forte e que faça você descobrir mais sobre si mesmo. Alguém que seja seu parceiro no crime e na vida. Alguém que esteja com você for the time of your life,

Ou Always”.

PS: Passei mal por outros fatores e assisti o episódio no hospital. Recomendo. Se eu infartasse, já estava lá!
PS2: Chorei a vida nesse episódio.
PS3: Espo, facilite minha vida. Te defender ta ficando complicado amigo chato..
PS4: AlexiZzZzZ
PS5: AI MEU CORAÇÃO! VEM LUA DE MEL!
PS6: Ryan sem Jenny?! NOPE! JAMAIS!
PS7: Lanie :O

PROMO DO PRÓXIMO EPISÓDIO

Reações:

Sobre o Autor

 
Top