Comentários
Yara Oliveira Yara Oliveira Author
Title: [REVIEW] CONSTANTINE S01E03 – THE DEVIL'S VINYL
Author: Yara Oliveira
Rating 5 of 5 Des:
Ao assistir ao piloto de Constantine, uma das minhas preocupações era como eles iriam trabalhar "o monstro da semana", já que ...

Ao assistir ao piloto de Constantine, uma das minhas preocupações era como eles iriam trabalhar "o monstro da semana", já que foi essa a estratégia que eles escolheram e já uma prática bem comum entre os seriados americanos, em "The Darkness Beneath" houve uma boa evolução na narrativa com a chegada de Zed, mas o vilão do episódio ainda não convenceu. Seguindo a ideia de trazer Zed, uma personagem do cânone de Constantine, em "The Devil's Vinyl", mais um personagem clássico de Hellblazer ganha vida na TV e finamente o "monstro da semana" convence.


Quando se tem um material tão bom nas mãos para ser adaptado, é praticamente impossível de errar, mesmo que os criadores tenham deixado claro que não vão seguir a risca as histórias de Hellblazer, eles já admitiram que os quadrinhos são a maior fonte de inspiração e esse episódio é a prova disso.
Nesse episódio um disco amaldiçoado acaba em mãos humanas e causa mortes, a peça desperta o interesse de Papa Midnite e resta a John Constantine, Zed e Chas recuperarem o Vinil antes dele e ainda salvarem a alma de uma inocente.

Todo mundo já ouviu falar do famoso "Blues da encruzilhada", são várias as histórias de cantores de Blues que venderam a alma para alcançar o sucesso, "The Devil's Vinyl"  se baseia. nessa lenda urbana e ainda na famosa história do disco amaldiçoado, o que parece uma história um tanto óbvia acaba sendo o melhor episódio da série, que mostrou que Constantine tem sim chances de continuar.
A interação de Constantine e Zed funciona muito bem nesse episódio e a participação de Chas deixa tudo ainda melhor. Se a série continuar trazendo esse trio para os episódios, podemos esperar por no mínimo, muita diversão.


Além da já muito comentada química entre os EXCELENTES atores protagonistas (eu já disse que o Matt Ryan É o Constantine? Sempre é bom repetir), Papa Midnite veio para provar que não só de Matt Ryan vive Constantine, o estreante Michael James Shaw, já mostra ao que veio em seus primeiros segundos em cena e os fãs podem respirar aliviados, porque o personagem clássico dos quadrinhos está em ótimas mãos.

É impressionante como uma série que sofreu mudanças de última hora em seu piloto, pode evoluir assim, em pouco mais de 80 minutos, o que parecia promissor desde o começo, já está encontrando seu lugar entre as grandes estreias do ano!

PS: Mal pude conter minha alegria, quando JOHN CONSTANTINE ouviu SEX PISTOLS para destruir um vinil amaldiçoado :,)



TRAILER DO PRÓXIMO EPISÓDIO:


Reações:

Sobre o Autor

 
Top