Comentários
Rayssa Rayssa Author
Title: [REVIEW] ELEMENTARY - S03E04: BELLA
Author: Rayssa
Rating 5 of 5 Des:
E a inteligência artificial chega em Elementary. Você acha que um programa de computador poderia cometer assassinatos? Bom, sou uma...

E a inteligência artificial chega em Elementary. Você acha que um programa de computador poderia cometer assassinatos?

Bom, sou uma pessoa suspeita para falar do assunto, uma vez que sou grande fã de Person of Interest, uma série que tem sua premissa exatamente na criação de uma inteligência artificial capaz de prever atos criminosos e terroristas. Inclusive, na temporada atual, descobrimos que o atual programa, chamado Machine, não foi a primeira tentativa do seu programador. Ao começar a desenvolver o projeto, os programas viram seu administrador e as limitações por ele impostas como uma ameaça ao sistema e tentaram matá-lo, seja acionando o sistema de supressão de oxigênio do prédio para sufocá-lo ou enganando outras pessoas para ter acessos a senhas e poderem se expandir através da internet.

Então, por já ter estes conhecimentos prévios, consegui não só acompanhar o episódio muito bem, como também acreditei de imediato na possibilidade de Bella ser a assassina da história. Afinal, para um programa de computador eliminar suas ameças é apenas uma questão de sobrevivência, para nós é caso de assassinato.


Claro que se tratando de Elementary, o real assassino seria um ser humano, mas gostei de ver a possibilidade de inteligência artificial sendo abordada e me diverti ao ver Sherlock em desespero tentando enganar o programa. Imagino que para alguém racional e dedutivo como é Holmes, a simples premissa da IA seja algo assustador. Mas como ele mesmo já disse antes: "quando você elimina todas as possibilidades, o que lhe resta é o impossível".

Mas para ser sincera, eu estava gostando do caso semanal, achei bem intrigante. Adorei o personagem Manson e as constantes impaciências da Kitty. Mas achei o personagem Isaac Pike e toda a elaboração do assassinato de Edwin algo forçado demais.


Tudo bem que eu apreciei a ironia de ser um programador sendo morto pelo seu próprio programa (algo que deveria ser exatamente a intenção de Isaac), mas as variáveis foram tamanhas, que no final pareceu apenas sorte Edwin ter morrido. Porque parem para pensar em quantas coisas foram necessárias para executar este plano.

Primeiro, descobrir uma ligação com o Edwin. Depois se infiltrar no apartamento de Michael Webb. Substituir o CD com o vírus. Depois esperar este CD ser enviado à vítima. E cá entre nós, quem ainda compra CD ou troca CD's com outras pessoas, em uma era em que todo mundo faz download direto da internet e possui seu próprio iPod ou aparelho similar?


Tudo bem que o fato da Bella não estar conectado à internet poderia justificar isso, mas foi tudo muito forçado para a minha simplória compreensão. Um tiro na cara ia ser mais eficiente, prático e garantido.

Então esta é a minha crítica. Aliado ao fato de Sherlock ter deixado Isaac sair impune de assassinato. Entendo as implicações morais que levaram Holmes a fazer isso, mas se o cara é capaz de criar um vírus para induzir epilepsia em alguém, ele deve ter mais esqueletos no armário.

Mas pelo menos serviu para que Sherlock confrontasse Bella com este dilema. E fiquei decepcionada dela não ter conseguido responder. Seria legal vê-la dar uma resposta completamente racional e lógica sobre o assunto, estando isenta das questões éticas e morais dos seres humanos.


"Bella" foi um episódio ousado, com um tema bem atual e que apresentou um bom roteiro. Houve uma ou outra saída fácil, mas proporcionou boas reflexões e implicações. Será que Sherlock se sentiu ameaçado diante de um programa que seria capaz de talvez substituí-lo? Porque até em Person of Interest estamos aprendendo que as IA's também possuem limitações que só podem ser corrigidas através de seres humanos.

Até a próxima semana, gente! E aí, acham que as máquinas irão se revoltar contra a humanidade? Ou é só teoria da conspiração?

Obs: Não acredito que a Kitty ainda não se afeiçoou ao Clyde.

Obs: Watson querendo abraçar Sherlock. Momento "aauunnnn" do episódio.

PROMO DO PRÓXIMO EPISÓDIO

Reações:

Sobre o Autor

 
Top