Comentários
Rafa Rodrigo Rafa Rodrigo Author
Title: [REVIEW] NASHVILLE – S3E06: NOBODY SAID IT WAS GOING TO BE EASY
Author: Rafa Rodrigo
Rating 5 of 5 Des:
Adorado por uns e odiado por outros, Road Happy foi um episódio com muita coisa acontecendo ao mesmo tempo, como normalmente acontece...

Adorado por uns e odiado por outros, Road Happy foi um episódio com muita coisa acontecendo ao mesmo tempo, como normalmente acontece no mundo das séries, depois dele viria um mais tranqüilo em que seriam sentidas as movimentações e ações vistas anteriormente. Foi assim que comecei a ver este episodio, sem muita expectativa, e falo para vocês que foi melhor assim.

Falo que foi melhor, pois sem muita expectativa achei o episódio satisfatório, alguns plots foram um tanto sonolentos, mas outros bem legais e que pelo que parece ainda darão um bom paninho pra manga como, por exemplo, o CMA. Em três anos já era hora de aparecer esta premiação tão bacana, só achei triste a ausência de Juliett nos principais prêmios, mas vamos combinar que a garota está passando por bastante coisa não é? Teve que parar a turnê, dar um ultimato no Avery, demitir a Zoey (de uma turnê que não voltaria mais mesmo, mas ok) além de lidar com a “paixonite” pelo seu par romântico no filme.


De tudo que Juliett teve que lidar, acho que demitir a Zoey foi desnecessário, bom lá se vai a coitada voltar a servir mesas no Bluebird. Quanto ao Avery, que maravilha seu posicionamento, ele precisa ensinar o Gunnar como honrar suas calças já que não deixou a mãe de seu filho determinar o quanto ele pode ou não participar da vida do pequeno. Já falando sobre Micah, esse garoto tem o charme do pai e por isso não achei a plot tão chato, a não ser pela questão da mãe mudando de cidade para conhecer um namorado da internet e achando que isso seria melhor que ficar próximo do pai biológico.

Com relação ao plot envolvendo Teddy, acho que é o primeiro decente nos últimos episódios, o pobre prefeito já descobriu o que acontece quando se envolve com o diabo. Confesso que não esperava esta armação de Jeff, mas como ele disse anteriormente: “tudo é jogo limpo”, sendo assim, já entendemos como ele planeja contratar as talentosas irmãs para sua gravadora.

Pra fechar a review vou falar sobre o Deacon que vem surpreendendo com sua postura, pois qualquer um se irritaria com a sua super-sincera e talentosa peguete, mas como se não bastasse o cara ainda vem e rouba a cena cantando uma musica legal inspirada na loira e com direito a olharzinho de inveja de Luke, que a propósito está muito bem obrigado ao lado da noiva na lista dos mais indicados ao CMA.

Rapidinhas do episódio:
  • O filho de Luke dando um chega pra lá em Daphne foi ótimo!
  • Aguentar Layla bebendo não dá. E o pior que isso nem serviu pra arrancar o marido do armário. Fiquei mó tempão pensando: Vix! É agora!
  • Sara Evans em Nash! Muito amor!
  • Carrie Underwood sendo citada novamente. Bem que ela poderia aparecer na série. Adoro essa mulher!

É isso pessoal, agora vamos ter uma folguinha de uma semana e dia 12/11 temos episodio novo. Pra quem quiser, veja ai o PROMO DO PROXIMO EPISODIO.


Reações:

Sobre o Autor

 
Top