Comentários
Lilian Zin Lilian Zin Author
Title: [REVIEW] NCIS - S12E06: PARENTAL GUIDANCE SUGGESTED
Author: Lilian Zin
Rating 5 of 5 Des:
"Nós precisamos conversar." - Abby Sciuto  Episódios de Halloween sempre me impressionam, seja no quesito fantasias ou sobr...
"Nós precisamos conversar." - Abby Sciuto 

Episódios de Halloween sempre me impressionam, seja no quesito fantasias ou sobre a história contada. Apesar de um bom caso, o que mais me deixou encantada com esse episódio foi a conversa entre Abby e DiNozzo. Mas, volto a tratar do assunto depois.

A filha de um Navy Seal encontra sua mãe, morta, e começa a se esconder em seu “lugar secreto”, onde ela ficaria segura. No começo fiquei com pena dela. Afinal, uma criança encontrando a mãe morta é terrível, porque ela vai ficar traumatizada para o resto da vida. Só que desde cedo percebi alguma coisa no olhar dessa menina que me deixou com certo receio. Ao pesquisar mais sobre a família, foi constatado que o pai, o Comandante Ryan Barnes, que participou de uma operação para encontrar Benham Parsa, estava sendo procurado. O que leva a McGee aparecendo disfarçado como um especialista em explosivos.


Mas, o que era para ser uma armadilha para pegar os culpados, acabou se tornando em um conflito de jurisdição, entre NCIS e ATF. Nisso, aparece a Agente Especial Zoe Keates e derruba McGee. Só que essa mesma agente tinha um passado com DiNozzo (aka Spider), durante o breve tempo em que ele foi policial na Filadélfia. Achei bem fofo os dois conversando, mas fico naquela: DiNozzo e Zoe ou DiNozzo e Leia, eis a questão. 


A vítima era uma psiquiatra que havia sido agredida por um canibal no fim dos anos 90, durante uma entrevista. Só faltou a camisa de força e a máscara para ser mais Hannibal ainda (claro que o Tony teve que fazer suas referências sobre isso). Foi até divertido passar por todos os suspeitos até finalmente descobrir quem era o assassino, mesmo após uma confissão falsa.


Gibbs sendo todo atencioso com a Rachel me fez querer chorar ainda mais por ele ter perdido a Kelly anos atrás. E o fato de ele ter mencionado a Ann me fez querer cair no chão e chorar. Lindo.


Apesar de ser um episódio centrado em DiNozzo, o tema Halloween foi muito bem explorado. No início do episódio, vemos Bishop dizendo não poder ir à festa de Abby, por não ter uma fantasia “de casal” para usar com Jake. Apesar de ter visto a foto antes, me surpreendi mesmo quando a vi de Sandy Dee. Agora, DiNozzo e McGee parecem não saber o que é planejamento. Enquanto um acredita que deveria se vestir com o uniforme de Robin, o outro usa um smoking, se passando por Bruce Wayne. Como Keates, achei que ele seria James Bond, já que a paixão pelo espião britânico corre nas veias da família DiNozzo.

Finalmente um episódio em que algum dos personagens teve coragem de dizer que seguiu em frente no caso Ziva. Amo a personagem, amo a atriz, mas já tem mais de um ano desde que ela saiu e não canso de ver os comentários de “traga a Ziva de volta”. A conversa que Abby teve com DiNozzo foi muito boa por isso: ela deixou, talvez nem volte mais e todos querem ficar parados, esperando que isso aconteça. Não. Tudo na vida passa. Todo mundo tem que seguir em frente sobre determinado assunto. Mesmo não descartando a possibilidade da Cote de Pablo aparecer novamente em algum episódio, acho difícil a Ziva voltar em definitivo. Como Mark Harmon disse em uma entrevista essa semana: a Emily vem fazendo um excelente trabalho. E a série não perdeu a qualidade, como muitos insistem em dizer. Afinal, NCIS não foi eleita a série mais assistida do mundo à toa.

PROMOS DOS PRÓXIMOS EPISÓDIOS:


Reações:

Sobre o Autor

 
Top