Comentários
Rayssa Rayssa Author
Title: [REVIEW] PERSON OF INTEREST - S04E07: HONOR AMONG THIEVES
Author: Rayssa
Rating 5 of 5 Des:
Triângulo Root-Shaw-Tomas, golpes, Samaritano e sabotagens. Esta semana tivemos de tudo em Person of Interest. Gente, que episódio ...

Triângulo Root-Shaw-Tomas, golpes, Samaritano e sabotagens. Esta semana tivemos de tudo em Person of Interest.

Gente, que episódio ótimo! Foi divertido, sedutor, misterioso e tenso, tudo ao mesmo tempo. Sabem como todos os caminhos levam à Roma? Por aqui, todos os caminhos levam ao Samaritano.

Pois é, o Samaritano continua aparecendo. De todos os lados. Seja com seus agentes caçando relevantes ou tentando ampliar seu acesso a literalmente todos os domicílios nos EUA.

A caridade promovida por Jared tinha uma ideia muito interessante. E eu também cheguei a questionar a moralidade envolvendo sua sabotagem. Porque dar um tablet a toda criança da rede pública ia ser um tremendo avanço. Imaginem a inclusão social e o desenvolvimento que poderia proporcionar.

Só que o fato de ter por trás o Samaritano me deixou desconfiada. E foi Root quem explicou o motivo de tanto altruísmo. Gente, imagina o acesso que o Samaritano ia ter? Literalmente todos os americanos estariam no seu radar, sob o seu comando e constante vigia. Simplesmente eleva a ideia de Big Brother às alturas, não é?


Aliás, eu já estava imaginando quando é que Harold iria ter suas crises de consciência sobre este plano. Porque ele estava fazendo tudo muito eficientemente. E o plano trazia grandes questionamentos. Mas por um lado foi bom perceber que o Time Machine está firme e forte na resistência, boicotando o todo poderoso Samaritano. Ou pelo menos impedindo os peões do Samaritano de marcarem pontos para seu time.

Continuando "Honor Among Thieves", me deliciei com todos os seus pormenores. Seja Shaw ficando caidinha por Tomas, o número da semana. As alfinetadas de Root. Os espantos de John e Harold diante desta paixonite. A sedução de Tomas. Os planos bem elaborados. Sem falar no super mega vírus que estava para ser liberado (Person of Interest sempre ligado nas atualidades. Já tivemos o tema eleições e agora enfrentamos o ebola) e os agentes caçadores de relevantes, que agora trabalham para o Samaritano.


Quando fomos apresentados a Tomas, eu confesso que fiquei com certa má vontade. Vendedor de vinho? Já estava ligando o modo soneca (afinal, tive uma semana bem esgotante), quando o cara me pega o carro, joga na porta de uma joalheria e faz uma limpa das prateleiras em dez segundos.

Mais interessante ainda foi ver Tomas recrutando Shaw. E que sedução, viu? Eu cheguei a ficar constrangida, achando que os dois iam começar a se pagar ali mesmo. Tensão sexual no máximo. Isto porque a Root estava do outro lado do telefone, soltando os melhores comentários, até ser desligada pela Sameen. Sem falar os constantes convites para ir a Barcelona. Olha, eu acho que Tomas realmente mexeu com a Shaw, mas acho que o flerte com a Root falou mais alto. Nós agradecemos você ficar, viu? (Não tanto quanto a Root, mas ficamos!)

O que foi legal em "Honor Among Thieves" foi que o tema roubo funcionou, ao contrário da ladra da temporada passada, que entregou uma história bem mais ou menos. Aqui todos os roubos, planos e imprevistos foram ótimos. Tudo funcionou em perfeita harmonia. Ou tensão, dependendo do seu ponto de vista. E sim, estou falando da aparição dos agentes da Controle, que foram pessoalmente treinados por Shaw.


Nesta hora eu peguei minha pipoca e fiquei esperando o que ia acontecer. Porque está sendo muito interessante ver as pessoas perceberam as sutis mudanças de sua realidade. Devon está questionando a forma como recebe suas ordens e informações, e a julgar pelos segundos finais, quando Samaritano identifica exatamente o que aconteceu quando ele deixou sua antiga treinadora ir embora, a história ainda vai explodir.

Só que eu esperava um confronte entre eles. Talvez tenha sido melhor não ter acontecido. Até porque vai ser mais interessante Samaritano ter esta informação escondida no bolso. E ver Devon tentando ligar os pontos, tanto em relação a mudança de ordens que recebe como no fato de Shaw ainda estar viva (e olha que ele chegou a falar que achava isso. Será que ele gostou ou não de estar certo?). Será que veremos Devon e Brooks de novo?

Person of Interest está com tantas peças no seu tabuleiro, que eu ando encantada em perceber como ela tem conseguido desenvolvê-las bem. Isto é um mérito, porque não é qualquer série que consegue alcançar este feito.

E pelo visto, a guerra silenciosa entre Machine e Samaritano está só começando. Porque Samaritano não só está a procura da Machine, como também agora possui um novo agente para identificar. Será que ele conseguirá passar pela identidade falsa que a Machine deu à Shaw e finalmente localizar seus inimigos?


Melhores momentos:

"-A polícia achou seu carro perto do East River. Espero que não o conectem a você. Seria uma pena eu ter que te algemar.
-Seria uma pena para você se tentasse."

"-Vá brincar de detetive. Posso ficar de olho no Tomas.
-Eu percebi."

"-Em quatro horas, Tomas mal andou 300m. Vai de um restaurante ao outro, falando de vinho. A única coisa que me mantém acordada é... a personalidade dele."

"-Parece que pegamos, sem querer, um grupo de notórios criminosos. Entregamos eles para a Interpol e encerramos o dia?
-Devemos impedir a violência, não recuperar joias roubadas. Se agirmos antes de saber os planos, pode dar errado e perderemos nossa chance de impedir.
-E não poderá mais olhar para ele.
-Está tentando me fazer te matar?"

"-Paciência, Harold. Ou te deixarei de castigo."

"-Um roubo perfeitamente planejado é como uma sedução. Horas procurando, querendo, revirando seu alvo na sua mente. E então... você se aproxima, passa por ele, faz contato, só para ver o que vai acontecer. Quando tudo estiver pronto, quando tudo estiver certo, toda a preparação é recompensada em um repentino e intenso momento de impacto.
-Ele é bom. Mas esta cantada não funcionaria em alguém treinada como...
-Você quer sair daqui?"

"-No momento, o único endereço que você precisa é do uísque naquele armário. Faça um duplo para mim, e para você também."

"-Por que o seu pessoal está colocando câmeras?
-Sou do Gabinete de Relações Públicas, Jared. O governador quer colocar o processo de produção no site.
-Ou uma inteligência artificial do mal quer ficar de olho nos filhotes de lavagem cerebral dela."

"-Mas é isso. Antes, nós é que achávamos, examinávamos nossas informações, pensávamos por nós mesmos. Quando achávamos um alvo, sabíamos o porquê. Agora, em vez de números para investigar, apenas recebemos números para matar. Não acha isso estranho?"

"-Recebi uma mensagem dizendo que me daria 3 mil dólares se eu consertasse sua internet em cinco minutos.
-Não quero te apressar, Harold, mas o Samaritano está agindo."

"-Quem são esses caras?
-Assassinos do governo altamente treinados, com ordens para matar.
-Não é legal me chamar para ajudar nessas coisas. Não é legal!"

"-Enquanto sabotava as impressoras, dei uma rápida olhada no SO dos tablets. Havia talvez uma linha de código suspeita e nem estou certo se tinha um propósito ruim.
-Harold, você realmente acha que o Samaritano estava fazendo essas coisas por bondade do seu coração?
-Quando Castro chegou ao poder em Cuba, a primeira coisa que fez foi construir boas escolas, para que as pessoas gostassem dele. Sei que as razões do Samaritano são imorais, no mínimo. Mas o que o Sr. Wilkins estava tentando fazer era uma coisa boa e nós destruímos. Não sei o que nos tornamos, Srta. Groves, e me pergunto... quanto mal ainda faremos em nome do bem?"

"-Acho que há coisas das quais gosto aqui.
-E é por isso que veio me ver?
-Não. Preciso que traduza as instruções do Finch para destruir o vírus. Não há palavras de cinco sílabas que ele não goste."

PROMO DO PRÓXIMO EPISÓDIO

Reações:

Sobre o Autor

 
Top