Comentários
Rayssa Rayssa Author
Title: [REVIEW] PERSON OF INTEREST - S04E08: POINT OF ORIGIN
Author: Rayssa
Rating 5 of 5 Des:
E o jogo finalmente começou. Salve-se quem puder! Meu Deus do céu, alguém salva a Shaw! Alguém salva o Elias! Salvem todo mundo que...

E o jogo finalmente começou. Salve-se quem puder!

Meu Deus do céu, alguém salva a Shaw! Alguém salva o Elias! Salvem todo mundo que o Samaritano e Dominic estão vindo.

Gente, o que foi "Point of Origin"? Comecei achando que ia ver um simples caso semanal, envolvendo uma cadete em treinamento, que no final revelou ser uma agente infiltrada atrás de corruptos dentro do Departamento de Polícia. E que o Reese e Silva iam ficar melhores amigos. Talvez algumas cenas do Bear, sendo o cachorro mais fofo e eficiente do mundo das séries.


Mas não. Dominic levou a sério sua conversa com Elias dois episódios atrás e está determinado a eliminar a concorrência, dominando completamente as ruas de Nova York. Tanto é que agora temos um novo número. Ou velho, dependendo da perspectiva. Elias está na mira do mais novo chefe do crime organizado e que, para piorar a situação, tem acesso a todo tipo de informação sobre as operações e os agentes do cara que derrubou os cincos chefões da máfia.

(Momento descontração: Elias tem se mostrado um cliente bem fiel do Time Machine. Devia era pagar um bônus para o nosso time, viu? Fim do momento descontração.)

Ai meu Deus! Será que John conseguirá salvá-lo? Porque sério, se tirarem o Elias da gente vai ser muita sacanagem. Ele é um dos meus personagens favoritos, o melhor vilão de todos os tempos. Depois dos roteiristas terem matado Carter, eu não duvido de mais nada e fico temerosa diante de cada episódio.


E o pior: não é só Elias que está em perigo. Dominic já compreendeu muito bem porque seus planos não têm dado certos ultimamente. De forma que John também está na mira do gangster. Ou seja, está todo mundo ferrado, de um jeito ou de outro.

Aliás, só teve um defeito o plot envolvendo Dominic e isto se deve ao fato de que já sabíamos a sua identidade. Então a surpresa da Shaw foi tipo notícia da semana passada. Mas acho que a intenção foi fazer a personagem ficar em choque, levando para o lado pessoal a vontade de acabar com o bandido. Afinal, ela teve o tão procurado e temido Dominic entre as mãos e deixou o cara ir. Isso que eu chamo de arrependimento.


E se "Point of Origin" nos mostrou algo é que Dominic é muito mais cruel e calculista do que imaginávamos. Como se isso fosse uma combinação boa nos vilões que estamos enfrentando. Se já está assim, vocês conseguem imaginar que tipo de monstro vamos enfrentar numa possível 10ª temporada de Person of Interest?

Mas, pelo visto, Shaw é a personagem mais azarada desta série toda.

Porque como nesta série desgraça pouca é bobagem, Samaritano provou porque é uma super inteligência artificial do mal e já tratou de identificar Shaw, ou pelo menos os associados dela. E colocou a maior psicopata atrás dela.


Ô raiva desses agentes do Samaritano que são muito eficientes. Martine é uma bitch. Mas infelizmente é determinada. E conseguiu fazer uma perfeita leitura de nossa equipe. Tanto no quesito da falsa sensação de segurança que as identidades falsas produzem, quanto na parte dos relacionamentos.

Shaw ficou tranquila demais depois do último encontro com os agentes do Samaritano e deu no que deu. Aposto que a vadia loira vai matar todo mundo naquela loja. Só espero que Shaw mostre a ninja que é e saía dessa. Ai meu Deus, não podem tirar a Shaw da gente! (sofrendo por antecipação já!)

Que aflição que estes roteiristas fazem a gente passar. Estava tão preocupada que só soltei dois "auuunn" nas cenas que envolviam o Bear, acreditam?


Pois é, o próximo episódio já está quase aí, o que significa que nem teremos tempo para respirar. Afinal, a guerra finalmente começou. E vai sair tiro para todos os lados. Literalmente.

Obs: Um recado para a psiquiatra do John: "De nada, viu colega? Por salvar sua vida." Complexo de herói quando é para salvar a própria pele pode, né?

Obs: Me deparei com uma montagem com a vadia loira (nome oficial que eu dei para a agente assassina do Samaritano Martine) e a Shaw com a seguinte legenda: "Super battle" (super batalha). Simplesmente descreveu tudo o que eu senti nos segundos finais.


Obs: Gente, desculpem o mega atraso. Semana passada viajei a trabalho e não tive tempo para nada. Acumulou séries, reviews, séries, trabalho, séries e sono. Uma loucura! Mas a partir de agora voltamos a programação normal.

Melhores momentos:

"-Vejo que até agentes experientes como você sempre têm algo a aprender sobre tática.
-Iris, você está me seguindo?"

"-Essas equipes são audaciosas, mas previsíveis. Eles se escondem em empregos de aparência, o que lhes dá a falsa sensação de segurança. O que eles sempre esquecem?
-Relacionamentos.
-Não importa quem se tornem, ou onde se escondam, sempre haverá as pessoas que eles conhecem, as que eles amam e as que eles prejudicaram."

"-De todas as minhas informantes, você conseguiu o melhor carro.
-Apenas se sinta sortudo por não ter que me pagar. O trabalho na Estée Lauder paga muito mal. Se não fossem os benefícios...
-Benefícios?
-Sim, o delineador grátis. Bom, grátis porque eu peguei.
-Você usa maquiagem?"

"-Se quer derrubar Elias, o homem que derrubou os cinco chefões, precisa ser esperto. Por que procurar quando a polícia já tinha feito por nós?
-Então o que você roubou?
-Isto aqui são as chaves do castelo."

"-Isso parece perigoso. Você primeiro.
-E o cachorro?
-Ele? Ele é um mergulhador certificado."

"-Um cara de terno, uma chica e um cachorro louco chegaram como se fossem a SWAT.
-Um plano de batalha só funciona se os soldados seguirem ordens.
-Quem morreu e te colocou no comando? Você não passa de um vadio como o resto de nós."

"-Não se preocupe. eu a achei."

PROMO DO PRÓXIMO EPISÓDIO

Reações:

Sobre o Autor

 
Top