Comentários
Rayssa Rayssa Author
Title: [REVIEW] STALKER - S01E08: SKIN
Author: Rayssa
Rating 5 of 5 Des:
Em Stalker você ganha um combo: um stalker  e um assassino atrás de você. Pois é, nesta semana tivemos um dos temas mais delicados ...

Em Stalker você ganha um combo: um stalker e um assassino atrás de você.

Pois é, nesta semana tivemos um dos temas mais delicados nos dias de hoje: o preconceito e o ódio pregados pelos skinheads.

Acho que é de conhecimento geral que existem grupos pelo mundo inteiro que defendem as ideias de supremacia racial pregadas por Hitler. Pessoas que se sentem superiores pela cor de sua pele.

É um tema bem atual e desafiador, mas o ponto que fez com que Stalker acertasse sua trama em "Skin" foi o personagem Mark. Ao colocá-lo como um ex-skinhead, casado com uma mulher negra, criou empatia com o telespectador e nos fez torcer para que tudo desse certo.


Infelizmente, Howard não sentiu desta forma. Ao ter sido vítima da violência de grupos preconceituosos, ao perceber quem Mark era, simplesmente não aceitou a ideia de que ele tinha mudado. Afinal, os skinheads não são melhores que ele, não é?

E por conta de tais condutas, Howard quase matou duas crianças que não tinham nada a ver com a história. Aliás, vocês acham que ele realmente agiu errado? Ou apenas utilizou os métodos distorcidos para tanto? Não acho que nenhum tipo de violência se justifica, mas eu gosto quando a série me proporciona este tipo de reflexão. Acho que demonstra que a produção está no caminho certo.

Ao lado do quase assassino Howard, tivemos Chad. O antigo protegido de Mark, que ao perceber que seu mentor tinha virado as costas para suas crenças, não lidou melhor do que Howard. Traição é um sentimento dúbio, que pode levar as melhores pessoas a se tornarem monstros.

O que foi bem perturbador foi ver nossa querida equipe vítima de constantes discriminações, seja Beth o tempo inteiro sendo chamada de asiática ou Ben de mexicano. Bizarro ver que ainda existem pessoas que utilizam conceitos pré-concebidos sobre os outros com base em etnia e cor de pele.


Mas por outro lado, Stalker não deixou de abordar seu procedural, embora o fizesse bem sutilmente. Perry, imagino eu, deu um sinal de vida, mandado o tal ursinho para Beth e mexendo totalmente com a sanidade de nossa amada tenente. Gente, até quando ela irá ignorar tais atos e começará a investigar de verdade a fundo toda esta perseguição a ela? Acho que já passou do ponto de cisma, porque as ações de Perry estão bem concretas. Será que ela irá atrás de Ray em Seattle para tirar esta história a limpo?

Jack também pontuou sua história, atuando um pouco ao lado do namorado da sua ex e marcando pontos com a própria Amanda, que por hora parece ter desistido de expulsar o cara de Los Angeles. Só que o fato do Ethan ter ouvido aquela conversa no final nos informa que toda esta história está prestes a ficar bem complicada.


Janice continuou como excelente alívio cômico e simplesmente adorei ela falando do traseiro de Ben e dos irmãos dele. Só alguém de bem com a vida e resolvida consegue soltar um comentário destes e sair impune, não é?

Enfim, Stalker trouxe mais um episódio consistente, envolvente e com abordagem inovadora sobre um tema bem polêmico. Mais um ponto para Kevin Williamson. Até semana que vem, pessoal!

Obs: Gente, desculpem o atraso. Tive que viajar esta semana a trabalho e me enrolei toda. Mas não se preocupem, já voltei a minha rotina e estamos de volta à programação normal.

Obs: Mais alguém amando o estilo da Janice? Ela sempre está com um sapato e um óculos de sol maravilhosos!

Reações:

Sobre o Autor

 
Top