Comentários
Bernardo Seben Bernardo Seben Author
Title: [REVIEW] THE AFFAIR - S01E08: EPISODE 8
Author: Bernardo Seben
Rating 5 of 5 Des:
The Affair continua flertando com o Emmy. O episódio oito se passou quatro meses após os eventos do episódio anterior, e o clima quente ...

The Affair continua flertando com o Emmy. O episódio oito se passou quatro meses após os eventos do episódio anterior, e o clima quente que nos acostumamos a ver em todos os outros momentos da série deu lugar ao gélido inverno nova-iorquino. O drama da série continua muito denso e bem-desenvolvido, e a direção e o elenco continuam em altíssimo nível.

O episódio começou muito bem, com uma cena muito bem elaborada na qual Noah explica aos seus alunos de literatura o porquê do insucesso do amor de Romeu e Julieta, protagonistas do clássico shakespeariano. A explicação do professor representa muito bem o que foi seu affair com Alison. O amor dos jovens é puro, é verdadeiro, mas a influência direta dos adultos (imperfeitos, segundo o próprio Noah) corrompe e envenena a relação desses jovens, resultando em tragédia. No caso, ambos Noah e Alison são os jovens e os adultos da história, sem presença de terceiros. Durante um breve período, ambos agiram como adolescentes e viveram momentos regados por uma paixão intensa. Só que ao mesmo tempo, ambos continuavam a ser adultos com responsabilidades e deveres, e é justamente por isso que ambos decidem e acabam por aceitar o rompimento, no intuito de evitarem problemas maiores, o que nós sabemos que eles não conseguiram.

Apesar do bom início, o restante do episódio deixou bastante a desejar, principalmente se compararmos com os três episódios anteriores. A carga dramática deste episódio foi menor, até porque, a história sofreu um grande avanço cronológico, e faltando três episódios para o final, era necessário um desenvolvimento lento e adequado para encaminhar o encerramento da história.

Na parte do Noah, que foi mais densa (e melhor em minha opinião) nesse episódio, vimos como a vida dele está cada vez mais problemática. A felicidade passageira que ele teve com Alison durante o verão só o fez se afastar (mais ainda) da família. Martin está sofrendo com as notas na escola e também sofrendo bullying. Whitney está cada dia mais distante de uma relação pacífica com o restante dos parentes, e continua se comunicando apenas através de insultos. Já a Helen ainda não digeriu o fato de ter sido traída, chegando a rejeitar um presente caro que recebeu de Noah e questionando se a decisão de ter se casado com ele foi realmente boa. Ela está evidentemente desiludida, pois passou a vida toda pensando que o Noah jamais a trairia, e a descoberta de que ele realmente a traiu foi um choque para ela.




Ao mesmo tempo em que tem de lidar com todos esses problemas familiares, Noah não consegue avançar na escrita de seu novo livro. É aí que o personagem Bruce entra, protagonizando o melhor momento do episódio. Aliás, a parceria de longa data de Dominic West e John Doman ajudou bastante e gerou um resultado muito positivo nas cenas em que ambos contracenaram, o que tem acontecido desde a época de The Wire, clássico da HBO. O arrogante e renomado (e agora velho enferrujado) Bruce Butler acaba por revelar a Noah uma paixão de seu passado, e como canalizou todo essa paixão na escrita de um novo livro, que veio a se tornar seu maior best-seller. E parece que o Noah levou a sério o conselho do sogro, já que, como vimos nos flashforwards, ele escreveu um best-seller, tendo o seu romance com a Alison e um assassinato como pano de fundo. Seria o assassinato real do Scotty?

Na parte da Alison, vimos como ela, apesar de tudo o que aconteceu, continua sendo respeitada e amada pela família do marido. Apesar de ver no Noah uma possível fuga de seus problemas do passado (morte do Gabriel principalmente) e também do dia-a-dia, ela continua amando o Cole. Mas ao mesmo tempo em que tudo parecia voltar ao normal, uma sequência de acontecimentos volta a abalar a mente frágil e danificada da personagem. Até porque, é difícil demais para ela lidar em um mesmo dia com a morte da avó, o retorno de sua excêntrica mãe (que apesar de falar muitas verdades, acaba exercendo apenas influência negativa na filha) e o reencontro com uma paixão impossível. Nem a possibilidade de ganhar um novo filho a faz parar de se martirizar pelos traumas do passado e as dificuldades do presente, por isso não se surpreendam caso ela venha a tentar fugir com o Noah.




A cada episódio que passa em The Affair, vai ficando cada vez mais plausível a possibilidade de Noah e Alison terem, mesmo que de forma indireta, participado da morte do Scotty. E convenhamos, depois de uma citação a Shakespeare e sua obra-prima Romeu e Julieta, fica difícil não acreditar que o amor puro de Noah e Alison tenha causado uma tragédia. Seria a morte do Scotty a tal tragédia, ou será que ela ainda está por vir?

Observação extra:
O clube-hotel “The End” pelo qual o Detetive Jeffries é tão obcecado é o mesmo lugar onde se passou o episódio seis da série, quando o Noah reencontrou seu amigo Max. Ambos foram à festa no clube-hotel, e no mesmo dia, o Noah passou a noite no local junto com a Alison. Curiosamente, no dia seguinte, ao saírem do hotel, o Noah seguiu a Alison e descobriu que a família dela traficava cocaína.

Já neste episódio, o Jeffries descobriu que o Noah de fato reservou um quarto no “The End”, mas depois cancelou. Talvez essa descoberta seja uma peça-chave na investigação do detetive, o que deixa claro que o final da história está se aproximando.

PROMO DO PRÓXIMO EPISÓDIO:


Reações:

Sobre o Autor

 
Top