Comentários
Bernardo Seben Bernardo Seben Author
Title: [REVIEW] THE AFFAIR - S01E10: EPISODE 10 [SEASON FINALE]
Author: Bernardo Seben
Rating 5 of 5 Des:
A primeira temporada de The Affair acabou... Mas a história de Noah e Alison não. Muitos (eu incluso) suspeitavam que a série fosse u...


A primeira temporada de The Affair acabou... Mas a história de Noah e Alison não. Muitos (eu incluso) suspeitavam que a série fosse uma antologia, e que teria uma história nova na segunda temporada.

Não posso esconder minha satisfação em relação ao final, por tudo que a série construiu em todos os dez episódios. E a estratégia de deixar um final em aberto, assim abrindo as portas para a segunda temporada, foi muito boa.

Eu nunca canso de dizer que The Affair honra a palavra “drama”, mas digo isso porque é verdade. Entre todos os episódios, a carga dramática do roteiro deste foi a maior. Os plot twists nos momentos finais do episódio aumentaram o nível de emoção do episódios, enquanto a direção do Jeffrey Reiner e a atuação dos principais atores contribuíram ainda mais para que este episódio fosse ótimo. Tivemos, nos minutos finais, a única cena na qual os quatro atores principais da série contracenaram, e o resultado foi magnífico. Vai me dizer que naquela hora você não ficou tenso e com os olhos grudados na tela?

Os pontos de vista dos dois protagonistas começaram de forma semelhante. Após largarem seus cônjuges, Noah e Alison voltam a encontra-los, e o resultado desses reencontros foi surpreendente.

No caso do escritor, ele conseguiu reatar com sua esposa de forma relativamente amigável. Após a Helen descobrir sobre o affair, ela foi bem hostil com seu marido, que o fato de ela ter o perdoado foi no mínimo surpreendente. Naquele momento, a vida do Noah parecia estar voltando a se estabilizar. Após ser afastado de seu trabalho por má conduta, ele conseguiu concluir seu livro, ganhando inúmeros elogios e a possibilidade de faturar bastante com venda dos direitos de sua obra. Apesar de ter sido bem recebido pela esposa, seus dois filhos mais velhos, Whitney e Martin, parecem não ter gostado do retorno do pai. Percebe-se que, talvez por serem mais maduros que os irmãos mais novos, o respeito pelo pai é pequeno, ainda mais do que ele aprontou nos últimos tempos... Tá bom, confesso que exagerei ao chama-los de maduros.

No caso da ex-garçonete, o encontro com seu cônjuge foi nada amigável, o que também foi surpreendente, visto que o Cole quase sempre foi respeitoso com a esposa, quase nunca levantando o tom de voz. Dessa vez ele levantou, e definitivamente expulsou Alison de sua vida. Na verdade, ambos soltaram o gogó naquela cena, e um acusou o outro de ter causado a morte do filho, atitude no mínimo irracional e que foi o estopim para o final do relacionamento deles. Isso tudo já era previsível, mas mesmo assim a cena não deixou de ser ótima. Não sei como eles aguentaram um ao outro por tanto tempo, principalmente após o trágico falecimento do Gabriel.



Entre os pontos de vista de Noah e Alison, sempre houve diferenças, mas nenhuma delas gritante, nenhuma delas totalmente correta ou falsa. São lembranças comuns, como qualquer pessoa tem. Ninguém lembra exatamente, com todos os detalhes, o que exatamente aconteceu. Você que está lendo este texto, tente lembrar-se de algum acontecimento importante em sua vida, e depois peça para outra pessoa presente naquela ocasião, para lembrar também. Haverá uma discrepância, mesmo que pequena. Isso significa que, nem a sua lembrança, nem a do outro, estará totalmente correta. No caso de The Affair, sempre foi possível notar esses contrastes nos diálogos, nas roupas usadas pelos personagens, na postura deles e alguns outros detalhes ainda menos importantes – prova da meticulosidade dos produtores da série.

Porém, agora, eu abro uma exceção ao que eu expliquei no parágrafo anterior. Na cena do rancho, a discrepância entre os dois pontos de vista foi tão grande, que, finalmente, uma discussão a respeito é válida – tanto que a Whitney parecia uma super-gótico-rebelde no ponto de vista da Alison, enquanto estava “normal” na perspectiva no Noah. Afinal, o que aconteceu no rancho aquele dia? Na parte do Noah, ele quase estrangula o Scotty. Já na parte da Alison, seu cunhado sequer aparece. Será mesmo que o Cole fez todo aquele melodrama, como vimos na parte da Alison? E será mesmo que a Cherry estava presente, como vimos na parte do Noah? A diferença é realmente muito grande. O que você acha que aconteceu? Comente aí!

Após esses momentos de tensão estratosféricos, veio a cena final. Vimos nela que, anos após os acontecimentos dos POV’s dos personagens, Noah e Alison estão casados, morando juntos em um apartamento grande em Nova York, e provavelmente a esta altura o Noah já escreveu um best-seller, o que explicaria o altíssimo valor que ele oferece de suborno ao mecânico. Aliás, com a gravação que esse mecânico fez de sua conversa com o Noah, o Detetive Jeffries (finalmente) conseguiu uma evidência concreta de que o Noah está envolvido na morte do Scotty, assim dando voz de prisão ao escritor.



O affair de Noah e Alison realmente causou uma tragédia à lá Shakespeare, suspeita minha que eu já tinha abordado na review do S01E08. Ainda não sabemos exatamente o que aconteceu na hora e nos dias após o polêmico evento no rancho, tampouco como o Scott Lockhart morreu. Hagai Levi e Sarah Treem, criadores da série, deixaram a história da segunda temporada muito bem encaminhada.

The Affair não foi um sucesso de audiência nessa sua 1ª temporada - nenhum episódio chegou a ter 1 milhão de telespectadores -, mas foi um sucesso de crítica, e acima de tudo, foi muito bem produzida e executada. Se Hagai e Sarah mantiverem essa narrativa através de pontos de vista na próxima temporada, já estão com meio caminho andado para garantir um bom aumento na audiência e, claro, mais indicações a prêmios.
Reações:

Sobre o Autor

 
Top