Comentários
Yara Oliveira Yara Oliveira Author
Title: [REVIEW] CONSTANTINE S01E07 – BLESSED ARE THE DAMNED
Author: Yara Oliveira
Rating 5 of 5 Des:
"Blessed are the Damned" foi com certeza o melhor episódio dessa temporada (até agora)! Quando ouve-se a frase "Chas...


"Blessed are the Damned" foi com certeza o melhor episódio dessa temporada (até agora)!

Quando ouve-se a frase "Chas está de folga", você já se conforma que o episódio não será tão lega assim, certo? ERRADO! Quando Chas está de folga, Manny ganha muito mais espaço e acredite ou não, aquele anjo neutro, que em seis episódios não fez nada demais, foi a revelação do episódio.
Tudo começa com um pastor que sobrevive a morte certa e retorna ao mundo dos vivos com o poder de operar milagres, é claro que todo esse poder não viria de graça e logo sinais disso começam a aparecer, como um dos súditos curados se tornando uma criatura sedenta por sangue.
Muito antes desses sinais, Zed tem uma visão com serpentes, as quais causaram a "morte" do pastor, ao contar para John, em uma cena hilária diga-se de passagem, os dois vão ao encontro do tal operador de milagres.


John Constantine e um Pastor, isso já parece material o suficiente para 40 minutos muito divertidos, mas "Blessed are the Damned" vai além disso, os poderes do pastor vem na verdade da pena de um anjo, a qual ele arrancou de Imogene (a anja em questão) o que fez reviver.
Acontece que Imogene, também acabou no nosso mundo e depende da pena para sobreviver e voltar para seu mundo.
Manny sempre deixou claro que não pode interferir nos assuntos humanos, mas quando um anjo está envolvido a perspectiva dele muda, enquanto John vai atrás do Pastor, Manny demonstra sua curiosidade pelo mundo dos mortais e depois de uma reviravolta se vê obrigado a interferir nesse mundo.




Sabe toda aquela desconfiança que temos de Zed? Pois é, nesse episódio ela desaparece, toda a situação faz ela demonstrar sua fé e as dúvidas da origem de seus poderes, que parece realmente assustá-la. A relação dela com John está cada vez mais divertida, logo no primeiro "diálogo", um fala por cima do outro, enquanto John comenta como foi seu dia (de um modo bem irônico), Zed tenta contá-lo sobre sua visão, em seis episódios juntos, eles já parecem um velho casal de mais de 60 anos, o que é genuinamente divertido.


A relação de John com Manny também evolui e muito nesse episódio, Manny diz que ao dar aquelas pequenas dicas nas tão "adoradas" charadas, ele está excedendo os limites, mas isso não é suficiente para John. O que mais surpreende nessa relação, é que não existem brigas desesperadas, todos os argumentos se baseiam nos diálogos vagos de Manny e no cinismo de Constantine.
Nesse sétimo episódio, o adiantamento da trama para caber nos 13 episódios pedidos pela NBC, já fica claro, as trevas sempre citadas desde o piloto estão cada vez mais poderosas. TALVEZ esse corte de episódios seja uma boa para a série, assim ela será obrigada a mostrar em pouco tempo do que ela é capaz. E "Blessed are the Damned" já prova que ela ainda tem muito para mostrar!

#SaveConstantine

Reações:

Sobre o Autor

 
Top