Comentários
Mariana Ribeiro Mariana Ribeiro Author
Title: [REVIEW] FAMILY GUY - S13E06: THE 2000-YEAR-OLD VIRGIN
Author: Mariana Ribeiro
Rating 5 of 5 Des:
Nesse episódio temos o especial de natal, mais polêmico do que especial. Isso porque a história, como o nome do episódio já indica, se ...

Nesse episódio temos o especial de natal, mais polêmico do que especial. Isso porque a história, como o nome do episódio já indica, se passa em torno de Jesus, que começa a sair com Peter e seus amigos, e em uma conversa acaba revelando que é virgem, o que surpreende a todos, assim como o fato de que vão organizar uma festa de aniversário para ele bem na época de natal, como se ambas as festividades não tivessem relação. É como se ninguém soubesse o que o natal representa, o que já mostra uma crítica à população não só estadunidense, mas mundial.

Além de introduzir um assunto polêmico por si só, Jesus acaba dizendo a Peter que decidiu perder sua virgindade com Lois e em troca disso lhe dará o que este desejar, que acaba sendo nada mais do que uma cadeira de massagem, o que mostra mais uma vez a futilidade usual de Peter, ou ainda do mundo consumista em que vivemos, que nos faz com que muitas coisas que fazemos percam o sentido. Vou deixar em aberto o que acontece ao final do episódio, mas a  verdade é que tudo não passava de um golpe de Jesus para ficar com qualquer pessoa que quisesse. O episódio chama tanto a atenção que até mesmo Peter revela que está indignado com o pedido de Jesus, mas nem tanto quanto os cristãos estão em assistir ao episódio.


Fora a história ainda temos algumas cenas e referências que valem a pena lembrar, como a os Flintstones com suas invenções que fazem uso de animais como instrumentos domésticos, ou Taz, o diabo da Tasmânia, com toda sua sensibilidade quando falando com seu filho. Além disso é memorável a cena de Peter assaltando uma criança, Jesus tentando conversar com as mulheres e dando um fora atrás do outro, e por fim Stewie que recebe de seu amigo Teddy um CD de Joni Mitchell ao invés de um colar de ouro, que vai para Adam West. 

Entretanto, o que me chamou a atenção foi o episódio lembrar do comediante Martin Lawrence como Sheneneh na sitcom Martin, que foi popular entre 1992-97. Confesso que não sabia dessa última, o que comprova mais uma das características de Family Guy, que além de trazer referências à própria série e acontecimentos da atualidade, também lembra de séries e acontecimentos passados dos quais muitas vezes não temos conhecimento como brasileiros, já que a série se refere muito aos EUA, mas que podemos pesquisar e conhecer mais, como já é regra para o nosso instinto de seriadores, que mesmo estando atrasados com tudo, ainda conseguimos pensar em mais séries, filmes e livros para assistir e ler. 


Em resumo, o episódio veio para causar com a religião cristã, como já era de se esperar, visto que estamos próximos do natal e que fazia já um tempo que não tínhamos um episódio desses. Além disso, vale lembrar também que já é o segundo episódio da temporada em que temos a história centrada em Lois e Peter e seu casamento, mas com o padrão um pouco mudado pela inserção do terceiro personagem Jesus. Em geral foi um episódio bom, com muitas cenas e referências como as foram mostradas, e mesmo tratando de um assunto polêmico, não perde a essência da ironia e da risada que equilibram o episódio e tratam inclusive Jesus personagem como um típico e moderno ser humano, como se nem ele mesmo tivesse consciência do natal que representa seu nascimento.  
Reações:

Sobre o Autor

 
Top