Comentários
W.H. Pimentel W.H. Pimentel Author
Title: [REVIEW] HAVEN - S05E11/12/13 [MID-SEASON FINALE]
Author: W.H. Pimentel
Rating 5 of 5 Des:
Eu estou chocado. Vamos por partes senão eu irei me perder. Em "Reflections", nos foi apresentado um plot  em que o interior ...
Eu estou chocado.

Vamos por partes senão eu irei me perder. Em "Reflections", nos foi apresentado um plot em que o interior das pessoas acabava sendo refletido no seu exterior apenas pelo olhar de uma troubled. Não fui muito fã do caso da semana por ser (em certa parte), literalmente, sem pé nem cabeça. Haven não é de sair colocando casos avulsos ruins, mas de vez em quando acontece (quem não lembra do episódio ridículo das raízes, lá na segunda temporada?), e quando acontece, a explicação costuma ser muito mais idiota que o próprio caso em si. Me diz em que raios de mundo, uma desaprovação materna (mais pra preconceito) libera um troço desses em Haven? Quando aconteceu? A garota é que era fresca demais, pois não vejo outra explicação para isso.


Do outro lado da linha de histórias, Duke e Mara formaram meu casal favorito e consumaram o seu amor. Eu sei que todo mundo que estavam shippando fez que nem eu e não sabia se sorria, chorava de emoção, aplaudia, gritava ou batia nas almofadas/travesseiros de tão quente e inesperada que a cena era. Adorei essa mistura de mocinho e vilão, mas nunca fui de confiar na Mara, e eu tinha razão para isso.


A busca pela verdadeira identidade da Doutora Charlotte Cross começou e se estendeu até "Chemistry", que nos deu um banho de água fria em praticamente todos os sentidos. Mara não estava ajudando o Duke coisa nenhuma, apenas queria transformá-lo em um brinquedinho (sexual e mortífero), e achei isso ofensivo do fundo do meu coração porque MEU SHIP AFUNDOU! É a primeira vez que eu passo por isso e garanto que a sensação não é nada boa. Dwight, como sempre, um babaca o episódio inteiro sem ter a menor ideia do que está acontecendo e querendo ser o maioral só porque costumava lutar no WWE. Acabou que tudo desceu pelo ralo quando descobrimos a verdadeira identidade de Charlotte, a verdadeira motivação de Mara, a doença de Audrey e o que diabos está acontecendo com Duke na mid-season finale.

"Chosen" já chegou destruindo eletrodomésticos com a bomba que Charlotte Cross é na verdade a mãe da Mara, o que me fez pensar se eu estava assistindo Once Upon A Time, onde é todo mundo velho com cara de 30 anos, mas não, é Haven mesmo. Mal me recupero dessa, me jogam na cara que Mara transformou o Duke numa bomba-relógio de troubles e que ele estará prestes a explodir a qualquer momento, especialmente se ela morresse. O caso do episódio em si foi uma porcaria, mas nem prestei muita atenção nele pelo simples fato de Mara estar roubando a série inteira para ela.

A peste combina com o Duke de fugir do mundo e atravessar a lúmia, aí chega a Hora H, no ponto alto do amor e BAM! Nathan aparece para estragar tudo e ficar de mimimi "Só quero salvar a Audrey". Ah, vai te catar Nathan! Cinco temporadas que você fica nesse lenga-lenga irritante! Salva e pronto, seja heroi, não fique argumentando com todos, apenas vá lá e faça o que tiver que fazer. Por causa disso que eu prefiro o Duke. Enquando o Nathan está lá que nem um pateta "Ai Audrey, vamos achar outro jeito", o Duke já achou, já viu que dá certo e já está indo fazer, mas não, temos que escutar o Nathan porque ele é o bonzão. Nathan é um bocó, isso sim.


Anyway, Charlotte e Mara tiveram uma sessão casos de família e nós vimos que Mara não passava de uma criança enraivada com as atitudes da sua mamãe. Ah que saco hein, Haven? Mas tudo bem, cada um lida com o seu jeito. Eu por exemplo, escrevo ou desenho, já a Mara decide pegar éter e dar maldições à pessoas inocentes por mera falta do que fazer; e aí nós descobrimos que esse tempo inteiro, Mara estava tentando conseguir o pai dela de volta e não o William. #Issaê. #SeLivreDaPeste.

Algo que deveria ter me incomodado, mas não me incomodou de jeito nenhum, foi a explicação que deram para a doença da Audrey. Eu sempre desconfiei que teria algo a ver com a separação dela e Mara, e fiquei bastante contente que o problema não era a separação e sim a coexistência, o que me fez ver logo de cara que as duas precisariam se juntar para que Audrey melhorasse. Alguns podem ter imaginado que Mara sairia vitoriosa na junção, só que isso foi algo que eu sempre vi fora de cogitação uma vez que Haven já passou uma temporada inteira tentando trazer a Audrey de volta. 

E assim tivemos um final feliz.


NÃO PERA.

Que porra é essa?

AI JESUS!
Gente, o Duke está des-mai-a-do!
Reações:

Sobre o Autor

 
Top